Magnífica 70 1×09 — Episódio 09

Magnífica 70 finalmente acerta na evolução narrativa nos trazendo um episódio acima da média.

O tempo da mentira acabou.” — SOUTO, Lucia.

Se por um acaso, você leitor, teve a impressão de que, em minhas reviews passadas fui rígido em minhas argumentações as narrativas de Magnifica 70 não pense que isto se deva a um “torcer de nariz” para as produções nacionais, longe disso, a verdade é bem o oposto.

Em suas chamadas publicitárias Magnifica 70 se mostrava uma obra muito promissora, afinal o período que a mesma se propõe a retratar é rico em várias nuanças. Sejam estas históricas, dramáticas ou filosóficas.

Fato é que não nego o meu descontentamento com a direção rígida de Claudio Torres e uso de alguns elementos técnicos, que citei já varias vezes, como o uso da luz em contraponto ou a inserção da musica em momentos equivocados. Porém já em seu piloto Magnífica 70 se mostrava uma obra superior aos produtos televisivos já feitos.

Magnifica 70 1x09

O Episódio 09– é com alegria que escrevo, pois torço sempre para nossos produtos audiovisuais — se mostrou o melhor de todos os episódios até aqui, trazendo não só reviravoltas narrativas interessantes, como também uma reflexão sobre o poder feminino dentro de um contexto opressor e ditador.

Chamo sua atenção leitor para percebermos que este episódio segue com duas linhas narrativas — e filosóficas — em paralelo.

De um lado temos Vicente que, ao palestrar em Brasília sobre a importância do cinema nacional como uma ferramente para a disseminação da ideologia militar, temos a oportunidade de conhecer mais do caráter psicológico de seu sogro, General Souto.

Percebam que Souto é a caricatura do estereotipo militar levado ao extremo. Sempre anda fardado, suas falas são pausadas e cerradas, é misógino e acima de tudo, nada deverá escapar de seu controle, tudo e todos estão ali para servi-lo.

Em um interessante jogo de montagem, enquanto General Souto proferia mais um discurso misógino sobre as mulheres trazerem o caos, temos na outra ponta Dora Dumar — ou Vera como preferirem — que sempre a beira de situações extremas e pressionadas pelos homens ao se redor, não vê outra solução a não ser tomar posse do lhe cabe naquele momento em uma interessante reviravolta, que enriquece o roteiro, tornando-se assim, a algoz do assalto a Produtora Magnífica. Dora finalmente se torna nossa heroína, se virando como pode.

Ainda sobre a evolução do roteiro temos uma segunda reviravolta narrativa sobre o passado de Ângela, que traz riqueza para construção desta personagem que é uma figura presente, ou melhor, que assombra o contexto geral da serie, não a tornando uma personagem rasa e maniqueísta, e que veem através de uma interessante interação entre Lucia, Joanna Fonn, e Isabel, Maria Luisa Mendonça, que consegue trazer na ultima cena um humanismo e empatia que faltava em sua personagem.

Enquanto o roteiro abre novas possibilidades e dúvidas a cerca do futuro de seus personagens principais, ele também trata de encerrar outros paralelos que trabalhava ao longo dos episódios passados com o suicídio de Inácio, um final um tanto quanto previsível , ao mesmo ver seu filme A Virgem Encarcerada ser ovacionado pelos militares e se tornar um verdadeiro sucesso nacional pelos motivos errados.

A metalinguagem com a historia do cinema continua lá, trazendo uma verossimilhança que muito me agrada, deste a exibição no letreiro do cinema do filme O Destino de Poseidon, filme de 1972 dirigido por Ronald Neame, até á clássica cena da escadaria de O Encouraçado Potemkin, filme de Serguei Eisenstein.

Os problemas técnicos ainda são presentes, mas fica evidente que Magnífica 70 é sim uma obra audiovisual que demorou, mas finalmente engatou trazendo um roteiro interessante e pretendo seu espectador na ponta da poltrona com gosto de quero mais.

E você, leitor, o que achou deste episódio? Deixe seus comentários abaixo.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER