Mercy, mais uma série de enfermeiras

Será que já não temos uma série de enfermeira suficiente? Então me pergunto: quantas séries de enfermeira são preciso para substituir E.R.? A Showtime já trouxe Nurse Jackie, a TNT veio com HawthoRNe e agora a NBC se junta com o drama Mercy. Talvez seja mais um sinal da recessão essa coisa de enfermeira tomar lugar de cirurgião. Vai saber…

“Este parece o melhor modo de mostrar o trabalho destas mulheres,” disse a criadora da série e diretora executiva dela, Liz Heldens. “Estas mulheres bebem cerveja em New Jersey, não martinis em Manhattan. Dá para vê-las lidando com a vida, tendando fazer a coisa funcionar e esterem sempre bem, mesmo sem ter toneladas de dinheiro.”

Os programas que já pudemos assistir sobre enfermeiras são uma variação disso. Em HawthoRNe temos uma que é muito dedicada, já em seus 30 anos (Jada Pinkett-Smith), enquanto em Nurse Jackie acompanhamos Edie Falco no papel de uma enfermeira de 40 anos que gosta de quebrar regras. Em Mercy seguiremos três jovens de vinte anos, uma delas sendo Michelle Trachtenberg (Georgina, de Gossip Girl), que está aprendendo o trabalho desde o começo.

“Eu acho que a audiência está interessada nessas pessoas da vida real. Eles não querem ver a vida fácil,” disse Trachtenberg, ao TVGuide.com. Eu já prefiro a atriz no papel da rica-bitch-megera… Mas para atriz este papel parece render mais frutos. Ela disse que passou a encarar de maneira diferente a enfermagem desde que foi picada por uma abelha em Nova Iorque e precisou de auxílio médico. Quem a socorreu primeiro? Um enfermeiro — com tatuagem de unicórnio, ressalta.

“Ele foi tão amável e simpático e o médico também, mas foi tão incrível a conexão com ele pois eu estava pensando, ‘aí estou eu, vou ser uma enfermeira!’ Ele ficou tão contente em saber que alguém estava interessado em acompanhar o sonho dele. Mesmo que de mentirinha.”

A atriz diz que tentou manter contato, mas que não teve sucesso. “Eu tentei pegar o telefone dele, mas ele me disse algo como “Querida, já sou amarrado,” brincou a atriz. “Meu namorado ficou muito feliz por eu não ter conseguido o número.Mas eu espero que ele acompanhe e que goste. Eu sou o enfermeiro com a tatuagem de unicórnio!”

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!