MET, o museu gigante e incrível de Nova Iorque

Segundo dia em NY e já começo a me acostumar com a cidade. Hoje foi dia de visitar o MET, passeio que preferi fazer sozinho pois meus amigos que chegam amanhã não curtem muito um museu — enquanto eu sou daqueles que segura o choro com algumas pinturas e tira foto com quadros mais ‘pop-star’. Digo que foi a decisão mais acertada pois o MET é simplesmente gigante!!!

Acordei as 10h pois já não conseguia mais dormir. Olhava para a janela e achava que ainda eram 8h, mas o filme do vidro me enganou. O susto foi tanto que pulei da cama. Armei uma indicação rápida de como chegar ao MET pelo Google Maps e zarpei.

Cheguei por volta das 11h e sai de lá quase 17h. Pois é, o MET é grande desse jeito. E confesso que depois de um certo tempo você já não se entusiasma tanto.

A não ser, é claro, com as magníficas instalações que o museu oferece. Na ala do Egito há até a recontrução original de um templo. Já a ala medieval traz um pouco da cavalaria europeia com suas armaduras polidas. A área de arte moderna é recheada de ícones, como o badalado Andy Warhol, que evidentemente é venerado por aqui — aliás, ela passa por um processo bacana inspirando a moda. Não dá para contar a infinidade de camisetas que se vê nas lojas com estampas de seus quadros.

Uma das alas que achei mais interessante foi a Americana, que é nova. Ela traz um pouco da casa histórica dos norte americanos no passar do tempo, com suas influências, inspirações e finalizações. As alas greco-romanas e a de arte africana e da oceania também são entusiasmantes.

Pelo site você pode conferir dicas de tour. Vale dizer que o MET oferece wifi gratuito e que a entrada não é obrigatória. Você pode inclusive entrar sem pagar utilizando a fila de pagamento em dinheiro. Quando chegar sua vez, voce decide se quer pagar os 25 sugeridos, ou menos (ou nada). O museu é incrível, mas $25 dólares para um museu é um tanto irracional. Não é como se o MET estivesse em uma situação crítica, precisando de dinheiro.

Uniqlo: camisetas modelo adulto da Disney por $12 cada.Depois de conhecer o MET fui fazer outro passeio que ninguém faria comigo: visitar a casa de Liz Lemon, personagem da minha amada série 30 Rock!!! Ela fica no número 160 da Riverside Drive. Infelizmente a bateria do celular acabou e fiz as fotos apenas com a Canon. Portanto, só poderei postá-las quando descarregar o cartão de memória.

O mais bacana é que a Riverside Drive, durante as 18h, tem um pôr do sol lindo com a beira do rio. Pena que as fotos estão presas no cartãozinho…

Dali, voltei para o centro e parei para um jantarzinho no meu querido KFC. E então, compras na H&M próxima ao Rockfeller Center (onde comprei imgresso para visitar o Top of the Rock na manhã desta quinta-feira)… Na real, essa foi a segunda hora de compra do dia. Logo depois do MET, almocei bem atrasado um Chicken Gyro na rua e fui descendo em direção à downtown, onde parei em uma Uniqlo.

Depois de tudo isso, o que mais queria era voltar para “casa” pois já estava com o pré sofrido.

Amanhã chegam a Ana e mais dois amigos. Vai ser divertido!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!