Não deixe essa série morrer: One Day At Time

Gloria Calderón Kellet, co-criadora da série One Day At Time, confessa medo de cancelamento no Twitter, “Se você gosta da série, assista e convide familiares e amigos a assistirem pelo menos quatro episódios”

Se você assistiu a pelo menos 15 minutos de One Day At Time, com certeza se apaixonou por esta série original da Netflix, que é cheia de diversidade. É uma das poucas que topou arriscar colocando mulheres e homens caucasianos como escada para um divertido time de protagonistas latinas, de diferentes gerações.

Se você ainda não assistiu, poderá ser um dos amigos que convido a ver pelo menos quatro episódios. E o pedido nem é meu, é da própria co-criadora da série. Gloria Calderón Kellett pediu aos fãs uma ajudinha:

“Grande favor: Se você quer apoiar a mim e a série então POR FAVOR assista e diga a amigos e familiares para que assistam a pelo menos quatro episódios nos próximos dias. A Netflix decide quais séries ganharão novas temporadas baseada em visualizações. Eu amo esse show e amo escrever sobre esta família. POR FAVOR ASSISTA! Obrigado.

Confesso que desdenhei a série desde o primeiro momento em que vi aquele thumbnail na minha tela, lá no começo de 2017. E hoje me arrependo amargamente.

O algoritmo garantia que era relevante para mim, mas eu sou teimoso. Não dei muita bola… Talvez por não ter acompanhado a série original – por razões óbvias de: eu nem tinha nascido na época dela (lançada em 1975).

Ou então por estar ocupado maratonando Star Wars: The Clone Wars. Aquela coisa, dezembro se vai e Star Wars fica, né mores?

Neste domingo tranquilão, sem muito o que ver, dei o braço a torcer. Fisgado em menos de 15 minutos! Eu deveria confiar mais no algoritmo da Netflix. E sabe qual foi a melhor notícia? Demorei tanto que já são duas temporadas. A mais recente estreou em janeiro deste ano.

A série é uma tentativa bem sucedida de retomar a sitcom clássica (e homônima). A diferença é que além do humor bobo característico do gênero, os criadores Gloria Calderon Kellett e Mike Royce escolheram trazer temas socialmente relevantes.

Em alguns poucos episódios que já vi a série falou de maneira didática e divertida sobre misoginia, xenofobia, mansplanning, bissexualidade, sexismo e uma série de outros “probleminhas” que merecem ser discutidos. Além disso, apresenta o embate entre três gerações distintas, tendo uma família latina como protagonista. Quer algo mais relevante para os americanos de hoje em dia?

Trata-se da história de uma família de ascendência cubana, mas que mora nos Estados Unidos. Penélope (Justina Machado, Six Feet Under) é a mãe solteira que cuida dos filhos adolescentes. Elena (Isabella Gomez, Modern Family) é a filha mais velha e Alex (Marcel Ruiz, Para El Mundo) é o filho mais novo. Eles são criados com a ajuda da mãe de Penélope, Lydia (Rita Moreno, Oz).

Não há melhor época para se apaixonar e maratonar. Quem diz é o próprio Mike Royce:

“Olá pessoal! É nas próximas semanas que a Netflix decide se vai renovar ou não One Day At Time para terceira temporada. Portanto, é uma época fantástica para assistir e re-assistir, ou assistir de novo e de novo.”

Se eu fosse você, seguiria a dica desse cara! 😉

Sobre o Autor

Caio Fochetto

Fundador do site BOXPOP, profissional de mídia e comunicação com experiência em TV aberta, TV paga, portal web e rádio. Potterhead sonserino com muito orgulho e apaixonado por cultura pop.

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

The Handmaid's Tale voltou!!! O que rola de novo nesta temporada? Descubra mas SEM SPOILER!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!