Nashville 2×04 — You’re No Angel Yourself

Este episódio de Nashville foi marcado por conflitos familiares nada comuns.

Afinal, não deve ser fácil descobrir, décadas depois, que seu pai possa ter sido o responsável pela morte da sua mãe. Ou ter que lidar com um pai novo, que você mal reconhece como pai, mas que tem muito em comum.

Os Wyatt não são uma família como as outras. Lamar foi um pai ausente, linha dura e de caráter duvidoso. Em suas poucas aparições até aqui na segunda temporada, parece que ele está arrependido disso e quer ser uma pessoa melhor. Mas será que é tarde demais? Justo agora que Tandy está tão a par do passado e das circunstâncias que resultaram no acidente que matou sua mãe. Esse plot está sendo desenvolvido em banho maria, mas pode dar um temperinho nessa sopa. Como vai ser quando Rayna descobrir o envolvimento de Lamar na morte da esposa?

nashville-2x04-You're-No-Angel-Yourself

Outro conflito com pai envolve Maddie — e foi bem, bem legal mesmo ver as irmãs Stella mais ativas neste episódio. Elas são muito fofas e, agora que são do elenco fixo, ainda estavam apagadas. Maddie não sente que tem mais o pai conhecido e quer saber mais do pai desconhecido. Depois da crise de aborrecente, parece que a menina está encontrando uma forma de perdoar a mãe e entender sua nova situação. A conversa dele com Deacon ao telefone foi um bom momento, ainda mais com ela falando “papai”, ensaiando aceitá-lo em sua vida. A aproximação de Maddie com o pai biológico deve aproximá-lo também de Rayna — e vocês aí torcendo pra esses dois ficarem separados…

Rayna ainda tem que lidar com a perda da sua voz. Estou com a sensação que é muito mais uma questão psicológica, de medo, do que física. Afinal, as mesmas cordas vocais que ela usa pra cantar, usa pra falar e a voz dela me parece boa (eu não entendo nada disso, mas enfim). A Rainha do Country está tendo que lidar com muitos sentimentos confusos e isso pode estar minando a sua voz.

Já no núcleo dos artistas, hello, big surprise, a amiga da Scarlett também sabe cantar… mas vamos ao que é importante realmente. Scarlett está perdida no meio do estrelato. Pelo visto, preferia mil vezes pequenas gigs a ter que encarar uma grande gravadora, onde ela é mais um produto. Fico me perguntando em que momento ela vai impor o seu estilo, que não é o mesmo de Layla Grant, uma cantora fabricada em cerca de 12 semanas.

Aliás, impagável Juliette tendo que aceitar Layla em sua turnê! Agora ela deve saber um pouquinho como Rayna se sentiu nesta situação. E, se parece que vai ser fácil controlar Layla, hummm… só se Jules for muito ingênua. Mas, em termos de marketing, essa é uma turnê dos sonhos pra Edgehill.

Como eu sempre fico com o pé atrás com o Will, ainda acho que ele vai dar um jeito de roubar a música do Gunnar, que sacou bem que tem um pequeno pote de ouro nas mãos. Mas ainda não tem seu lugar sob os holofotes e nem consegue sustentar a linha “cafa” do roomate. Mas que vai dar uma dor de cabeça esse lance do single, ah, vai! Edgehill vai pressionar e vamos ver quem tem mais braço pra aguentar essa disputa. Já sinto pena do Gunnar.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER