Nashville 2×10 — Tomorrow Never Comes

Bem, eu não estaria fazendo mudanças na minha vida se não fosse por você abrindo meus olhos para novas possibilidades, me fazendo ver o mundo um pouco diferente. Me desculpe por não ter conseguido fazer o mesmo por você. “ — Charles Wentworth para Juliette Barnes

Uau, o que dizer sobre esse episódio de Nashville? Para compensar o episódio morninho de semana passada, esse veio para fechar o ano com muita emoção e deixou algumas questões no ar, que infelizmente só serão respondidas no dia 15 de Janeiro. Triste, eu sei.

Bom, o episódio foi focado no Festival de Musicas que nosso querido prefeito Teddy planejou e foi recheado de drama.

Como já era esperado, a pequena ligação que Layla realizou no episódio passado, trouxe imensas consequências para nossa loirinha, que pelo visto demorará a desaparecer. Afinal, quando se é acusada de destruir um lar, ainda mais de um casal que parecia ser totalmente perfeito, as pessoas simplesmente não esquecem facilmente. Mas ver Juliette lidando com a situação foi algo bem interessante, principalmente porque mostrou como ela é realmente frágil e como isso a afetou profundamente. Por um momento achei que ela fosse perder o controle de tudo e simplesmente voar na garganta de Layla, o que infelizmente não aconteceu.

Mas por outro lado, foi muito bom ver como Avery ajudou-a com toda essa situação e também pudemos perceber como cada vez mais Juliette vem estando disposta a se entregar para ele. E parece que Avery está sentindo o mesmo, porém ainda não teve coragem de assumir esses sentimentos e terminar tudo com Scarlett. Na verdade, no momento em que ele chegou ao lado de Scarlett durante o show de Deacon e Gunnar, senti que ele queria dizer algo para ela, como confessar alguma coisa, mas simplesmente desistiu. O que me deu muito nervoso, porque depois desse episódio, quero ver ele e Juliette juntos de uma vez por todas.

Nashville

Já que colocamos Scarlett na conversa, vejamos o que ela realizou neste episódio…nada. Só reclamou e choramingou como já era esperado. Ela tem sérios problemas na maneira como lida com os seus sentimentos. Tudo bem, ela tinha todo o direito de ficar chateada com a amiga, mas não de não perdoá-la. Concordo com o que Zoey disse, se Scarlett fosse realmente amiga dela, veria o quão feliz Zoey estava e ficaria feliz por ela. Até porque é totalmente compreensível porque o casal manteve o relacionamento em segredo. Enfim, acho que Scarlett tem que crescer um pouquinho, porque essa criancice dela já está se tornando algo chato e irritante.

Jeff, que andava sumido e quietinho, reapareceu nesse episódio totalmente nu. Literalmente. E é claro, causando irritações na rainha do country. Porém, se eu comecei vendo o episódio torcendo para Rayna afogar ele na piscina, minha opinião mudou, quando pela primeira vez, vi que apesar de ele ser bem irritante e provocador as vezes, ele poderia ter razão sobre o albúm de Rayna. É só eu que tenho a impressão de que Rayna vai se dar muito mal se vender a casa e boa parte de seus bens para comprar sua parte fora da gravadora? Acho que ela deveria dar ouvidos ao que Jeff disse, pelo menos dessa vez, ou podemos esperar um desastre na carreira da rainha mais pra frente.

Ainda sobre Rayna, tenho maus pressentimentos sobre Luke. Não sei porque desde o início ele não me agradou muito e nesse episódio tive a sensação de que ele está planejando alguma coisa, ou que seu envolvimento com Rayna é puro negócio. Seja lá o que for, não me parece ser coisa boa.

Mas se teve alguém que se deu bem nesse episódio cheio de confusões, mortes e conflitos, esse alguém foi Deacon, Mas ele merece né? Depois de tudo o que passou, o guitarrista não só conseguiu deixar Teddy caladinho, como também conseguiu propostas para se tornar um artista solo. Estou torcendo para que tudo dê certo para ele.

Desde o início sabíamos que alguém iria morrer nesse episódio, só restava descobrir quem era. Por um momento pensei ser Will, mas no final, acabou sendo Peggy. Bom, pelo menos eu espero que ela tenha realmente morrido, até porque é uma personagem sem muito futuro na série.

Mas a questão é, o que aconteceu com Will? Tudo bem, ele está confuso, parece não aceitar o fato de ser gay, ou simplesmente acha que não vai suportar as críticas quando todo mundo descobrir, mas se jogar na frente de um trem? Vamos lá Will, não é pra tanto. Espero realmente que nada tenha acontecido com ele, pois quero vê-lo lidar com toda essa situação e continuar seu romance com Brent. Isto é algo que só iremos descobrir em janeiro.

ps: Jeff me surpreendeu muito nesse episódio. Adorei a maneira como ele botou moral na Layla e a fez ficar bem quietinha e provavelmente daqui pra frente, ela vai pensar mais de duas vezes antes de mexer com Juliette.

Bom, é isso galera. Essa é a última review de Nashville do ano. Desejo a todos um Feliz Natal e um ótimo Ano Novo. Deixo vocês aqui, morrendo de ansiedade com a promo do próximo episódio.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER