Nashville: As estrelas do country da ABC

Nashville, a nova série da ABC, tem como temática a música country americana. Apesar de ter um estilo musical, diferente de Glee e Smash, a série mostra os bastidores de shows e a vida particular dos ídolos da cidade de Nashville, berço da música country americana.

A série acompanha a rivalidade de Rayna James (Connie Britton, de American Horror Story), uma veterana diva do country e Juliette Barnes (Hayden Panettiere, de Heroes), novata porém ambiciosa cantora. O conflito começa porque Rayna se recusa a abrir os shows para a novata Juliette. Apesar das diferenças as duas tem muito em comum, ambas carregam problemas familiares. Rayna entra em conflito com o marido que decide se candidatar a prefeitura, e Julliette tem uma mãe viciada em drogas que depende do dinheiro da filha para manter seu vício.

As tramas paralelas fortificam a série. O perfil da indústria musical e a política em Nashville também vão agitar a trama. Ao assistir o piloto, não consegui esconder minha empolgação. Primeiro porque eu adoro séries que se passam em uma cidade do interior, e tem todos aqueles personagens que você se apega. E Nashville tem diversos deles. Segundo que música, drama e um pouco de comédia já provou a todos nós que quando misturados dão certo.

As performances de Connie e Hayden no palco não me convenceram muito. Mas se até Jessica Simpson conseguiu porque elas não conseguirão não é? Tenho certeza que as duas vão evoluir muito durante a série, e quem sabe viciar mais pessoas ainda em country music (estou ouvindo Shania Twain nesse exato momento).

A série também brinca com o famoso auto-tune (não sei porque mas me lembrei da Demi Lovato!), aquele dispositivo que corrige imperfeições na voz de cantores.

Falando agora dos outros personagens de Nashville, temos a tímida e encantadora Scarlett O’Connor (Clare Bowen) que nos faz empolgar ainda mais com uma linda performance no final do episódio. Temos o também o tio de Scarlett, Deacon Claybourne (Charles Sten), líder da banda de Rayna. O mesmo desperta o interesse profissional e afetivo de Juliette, aumentando ainda mais sua rivalidade com Rayna que manteve um relacionamento no passado com Deacon.

Alguns podem achar clichê, novelão, mas eu adorei a série. Estou louco pra poder ver o restante dos episódios. Acompanhar a bitch Juliette que Hayden consegue fazer tão bem. Rayna e seu jeitão queen diva que todos amam. Além de poder estar em sintonia com música de boa qualidade. Mas espero que a série não caia no melodrama ou insistir no drama das duas cantoras. Quero ver Nashville explorando mais os seus personagens secundários que são tão espetaculares quanto as protagonistas.

A série disputa a audiência com CSI e Chicago Fire. E você? Já sabe se é Team Rayna ou Team Julliette? Eu sei que eu já tirei minhas botas do armário e estou louco pra acompanhar a série.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER