O amor bandido de Bonnie & Clyde

Dizem que todo mundo é um produto de seu tempo e lugar. O meu e o de Bonnie foram os sujos anos 30 e o nosso lugar era bem perto do fundo do poço.” — BARROW, Clyde

Depois do mega sucesso de Hatfields & McCoys, o canal History foi buscar na história americana outra fascinante saga de violência e sangue e encontrou a fonte perfeita nas vidas de Bonnie e Clyde.

A década de 30 foi especialmente difícil para os Estados Unidos. Depois da quebra da bolsa de valores de Nova Iorque em 1929, o país caiu na chamada Grande Depressão, uma crise econômica profunda que só foi revertida com o início da II Guerra Mundial, em 1939.

E foi nesses tempos difíceis que nossos “heróis” surgiram: Clyde, vindo de uma família muito pobre, começou como ladrão de galinhas ao lado do irmão mais velho Buck. E Bonnie… Bem, ela entrou nessa vida por amor. A Clyde e à fama.

Tudo isso é retratado de uma maneira bastante clara na minissérie, diferente do filme de 1967, estrelado por Warren Beatty e Faye Dunaway, em que os dois só se encontram depois que Clyde já saiu da prisão. Aliás, apesar de ser inevitável comparar as duas obras, elas são bem distintas.

Bonnie & Clyde

A começar pela abordagem. No filme, ao mostrar como Clyde foi profundamente afetado pelos horrores que passou na prisão, a relação entre Bonnie e ele tem uma outra dinâmica. Já na minissérie, ficamos sabendo exatamente o que aconteceu com Clyde — a violência física e o abuso sexual — mas isso parece não afetar o relacionamento entre eles.

Resumindo, a minissérie é uma história de amor entre uma mulher apaixonada pela fama e um homem que faz tudo para vê-la feliz.

Assim como Warren Beatty, Emile Hirsch usa todo seu charme para tornar Clyde irresistivelmente atraente. Já a novata Holliday Grainger imprime a Bonnie um misto de sex appeal, coragem e perigo, deixando claro que não deveríamos nos deixar enganar por aquele rostinho angelical.

Para completar o elenco, temos o sempre ótimo William Hurt, como a taciturno detetive contratado para capturar o casal, e Holly Hunter como a mãe de Bonnie e sua maior apoiadora… até que a filha escolhe a vida de crimes.

Com uma reconstrução de época primorosa, a trama acompanha a turbulenta relação do casal em meio a muitos roubos, balas e manchetes de jornais, algo que funciona bem como entretenimento, mas deixa a desejar como peça histórica, principalmente por transparecer que Bonnie era a grande incentivadora dos crimes, deixando de lado o fato de Clyde já ter uma extensa ficha criminal antes de conhecê-la e seu desejo de vingança contra o sistema prisional que o marcou para sempre.

Os verdadeiros Bonnie & Clyde

Porém, o principal pecado da minissérie — e que muda completamente a percepção do público — é o encontro do casal com os patrulheiros rodoviários quase no final do segundo e último capítulo.

A cena de Bonnie dando o tiro de misericórdia em um deles e fazendo piada sobre isso não aconteceu. A tal testemunha, de fato, relatou o ocorrido como mostrado na minissérie, mas a história foi logo desmentida, o que não impediu, porém, que todos os jornais noticiassem a mentira, fazendo com que eles passassem de heróis a vilões sanguinários perante a opinião pública.

Na verdade, Bonnie estava dormindo no banco de trás do carro quando Methvin — que logo depois os entregaria para polícia para salvar a própria pele — deu o primeiro tiro.

Assim, ao optar pelo sensacionalismo, a produção fez exatamente o que os jornais de outrora começaram e os de hoje perpetuam: a construção da lenda em detrimento da verdade para o alcance do sucesso. E pela audiência que a minissérie atingiu nos EUA, ela acertou em cheio!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER