O autojulgamento de Labirinto de Mentiras

Labirinto de Mentiras, escolha alemã para disputa do Óscar 2016 chega aos cinemas em dezembro.

Labirinto de Mentiras chega para retratar uma parte pouco conhecida da história: o que veio depois da Segunda Guerra Mundial na Alemanha. Com o nazismo ainda enraizado em toda a população alemã, as autoridades colocavam panos quentes nos assuntos ligados aos campos de concentração, que ainda eram desconhecidos de parte da população. Sendo assim, seria difícil investigar e condenar todos os envolvidos no genocídio.

O jovem promotor do estado Johann Radmann (interpretado por Alexander Fehling), resolve investigar um professor que era ex-soldado da SS e, possivelmente, um dos torturadores de Auschwitz. Com a ajuda do jornalista Thomas Gnielka (interpretado por André Szymanski), ele começa a investigar os envolvidos no campo de concentração e percebe que as atrocidades feitas lá são piores do que ele e a população alemã imaginavam.

Tomado pelo senso de justiça, ele começa a incomodar muitas pessoas com sua investigação. Afinal, os nazistas não sumiram da Alemanha, eles estão ali, camuflados, e levando uma vida normal como se nada tivesse acontecido.

Fonte: Divulgação

Enquanto entra nesse labirinto, Johann Radmann tenta se distanciar das investigações. Mas é tudo mais forte que ele, e o promotor acaba se tornando uma pessoa paranoica e descrente com o seu país. Ele se perde emocionalmente entre o trabalho e vida pessoal.

O ator Alexander Fehling, já conhecido de alguns pela série Homeland, leva com muita responsabilidade a personagem, mostrando a evolução de Johann, começando como um jovem rapaz cheio de esperanças e inseguro, passando para um profissional da lei maduro, responsável e ciente de seu importante papel na justiça alemã.

Esse amadurecimento deu chance para o ator trabalhar as nuances de emoção da personagem, como seus momentos de inocência e fúria, que enriqueceram bastante o filme. Não podendo prender e punir todos, ele fez o que podia com quem estava ao seu alcance. A história poderia ser facilmente continuada, com a retratação do julgamento dos réus. A trama consegue dar um pequeno alivio a quem assiste, de que a justiça de alguma maneira foi feita.

labirinto-de-mentiras-2

O nazismo deixou uma grande marca na história da Alemanha, de um passado tão brutal que eles mesmos decidiram se responsabilizar e se julgar pelos crimes cometidos, fato que nunca havia acontecido antes com nenhum país pós-guerra. Tema que não havia sido abordado antes em uma obra cinematográfica.

As mais de duas horas do longa passam rapidamente, mostrando que o roteiro não foi nada maçante, pelo contrário, foi bem ritmado e distribuído, deixando aquela vontade de saber mais sobre tudo. O filme, que é dirigido por Giulio Ricciarelli, foi escolhido para representar a Alemanha na corrida pelo Oscar 2016, e chega aos cinemas brasileiros no próximo dia 10 de dezembro.

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER