O dramalhão de Ugly Betty

Por Rafael Revadam

Se você se surpreende com Ringer e seu dramalhão a lá A Usurpadora, saiba que as tramas latinas chamam a atenção dos americanos há tempos e merecem destaque aqui na coluna!

Exibida de 2006 a 2010 e baseada na telenovela colombiana Yo Soy Betty La Fea (conhecida aqui no Brasil como Betty, a Feia), Ugly Betty, como seu próprio nome diz, contava a história de Betty, uma mulher considerada feia para os padrões da sociedade e que, devido à sua eficiência, foi trabalhar no lugar mais inusitado: um antro de beleza, ou melhor, a revista de moda, Mode.

Mas vamos logo conhecer o Melhor e o Pior da série?

A ADAPTAÇÃO

Apesar de ser inspirada na trama colombiana, Ugly Betty conseguiu construir — e muito bem — uma história própria. É claro, muitos elementos iniciais lembravam a história de O Diabo Veste Prada (incluindo sua trilha sonora), mas a série merece elogios por criar enredos densos e bem construídos. Se Betty, a Feia apostava no humor, sua derivação teve um toque de suspense e deixou claro que adaptar não é copiar.

BETTY E DANIEL

Um dos maiores fatores para o sucesso de Ugly Betty foi a química entre Betty (America Ferrera) e Daniel (Eric Mabius). A relação entre o patrão e a funcionária conseguia ser, ao mesmo tempo, engraçada e apaixonante. Quem nunca torceu para que Daniel largasse as piriguetes pra ficar com Betty? E quanto à Betty, quantos não torceram pra que ela passasse logo pela transformação e deixasse todas as amantes de Daniel no chinelo?

WILHELMINA

É impossível falar bem de Ugly Betty sem descrever sua principal vilã. Se o “casal” de protagonistas agradava, Wilhelmina Slater (Vanessa Williams) também não ficou para trás. A vilã master da série era tão ardilosa que torcíamos para que seus planos dessem certo. Wilhelmina, que tinha a ironia como o tom natural de sua voz, mostrou que sua ânsia pelo poder era muito mais que mera ambição, era uma forma de impor respeito e sair de sua solidão.

VILÕES OU CO-PROTAGONISTAS?

Sei que esse post ficará enorme, mas como não citar Marc (Michael Urie) e Amanda (Becki Newton)? Os personagens, que no início eram bajuladores de Wilhelmina, se mostraram condutores de histórias. Quando as tramas da série ficavam pesadas, os personagens eram as válvulas de escape, ou seja, o humor do episódio, a distração. E eles eram tão bons em suas formas exageradas, que logo foram roubando espaço da protagonista feinha e ganhando status de co-protagonistas.

CARLOS DANIEL? PAULINA? PAOLA?

Uma das grandes falhas de Ugly Betty foi investir exageradamente no drama. É imigrante ilegal, irmão que virou irmã e quer roubar tudo, garanhão que se apaixona, se casa e perde a amada… Enfim, Ugly Betty não soube controlar o limite de suas tramas. É claro, como eu disse anteriormente, foi muito bom criar tramas diferentes da novela colombiana, mas para tudo há um limite. Se Betty, a feia teve como principal foco o humor — com umas pitadas de drama, lógico — sua adaptação optou pelo pastelão dramático, esquecendo muitas vezes desse humor que reinava a obra original…

E A TRANSFORMAÇÃO? CADÊ?

O grande destaque de Betty, a feia — e que fez a novela ficar famosa mundialmente — foi a transformação drástica da feia e a reviravolta que essa mudança causou na trama. Apesar de ser uma adaptação, Ugly Betty não seguiu a trama mais interessante da sua história de origem, causando uma decepção. Todos aguardavam o dia em que a Betty deixasse a breguisse de lado e se transformasse — de um episódio para o outro — numa diva. Porém, isso não aconteceu. Betty foi se transformando aos poucos e nem mudou tanto assim. Na verdade, essa virada da “feia” em “bonita” foi algo tão apagado que nem surpreendeu. Uma pena, pois se fosse realizada de uma hora pra outra — assim como na novela — a transformação causaria um maior impacto na mídia e certamente atrairia uma maior audiência…

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER