O impecável Heartstrings, de Leighton Meester

Heartstrings é simples e curto, mas 0 primeiro álbum de Leighton Meester também é impecável.

Cada palavra, cada melodia, tudo soa muito superior a todas as musicas dela que ouvimos antes.

Cinco anos se passaram desde que ela se lançou como cantora em uma parceria com a banda Cobra Starship e depois de dois singles solo, o cancelamento do álbum, o fim de seu contrato com a Universal Records e alguns shows realizados com a banda Check in the Dark, finalmente podemos ouvir as tão aguardadas canções.

É bem diferente do que foi prometido antes. E isso, acreditem, é muito bom.

Leighton deixou o pop eletrônico de lado e surpreendeu com um álbum folk-pop com letras simples, porém profundas e bem estruturadas.

Para alguns que não conhecem sua musica e estavam acostumados a vê-la como a mimada Blair em Gossip Girl, a qualidade vocal de Meester pode surpreender. Nenhuma das canções exige muito dela, mas sua voz não deixa a desejar em nenhum momento. Ela soa bem em todas as faixas e não há erros aqui.

Canções como Run Away, Sweet e On My Side são as mais pop do álbum e sonoramente as melhores — poderiam virar singles facilmente. L.A. tem uma letra sarcástica, na qual a personagem da canção (talvez a própria Leighton) se mostra confiante sobre sua vida em Los Angeles, apesar de, no fundo, se sentir solitária mesmo rodeada de amigos e sentir saudades de casa.

Eu estou ligando para dizer que não me importo, eu estou ligando para dizer que eu queria que você estivesse aqui.” — L.A., de Leighton Meester

leighton 1

Good for One Thing tem um toque country e é a mais animada de todas.

A faixa-titulo e primeiro single do álbum Heartstrings, assim como Dreaming, lembram o estilo melancólico de Lana Del Rey.

Há também as belas baladas Blue Afternoon e Entitled, que cumprem muito bem a tarefa de fechar o disco.

Apesar de curto, Heartstrings é um álbum completo e verdadeiro. Todas as letras foram escritas pela própria Leighton e cada uma delas merece ser ouvida com atenção.

O único ponto baixo é justamente a duração final do disco (cerca de 33 minutos), pois quando ele acaba você fica com vontade de ouvir mais, muito mais. Uma versão deluxe com algumas faixas a mais seria muito bem vinda (No YouTube é possível encontrar versões ao vivo de varias músicas que não entraram na tracklist final).

A espera de cinco anos para o lançamento valeu a pena e já podemos esperar ansiosos para a próxima adição à sua bem iniciada discografia.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!