O não tão surpreendente Honeymoon, de Lana Del Rey

Honeymoon, não apresenta nada diferente, mas Lana Del Rey não decepciona.

Faz pouco mais de um ano desde que Ultraviolence, último lançamento de Lana Del Rey foi lançado, mas esses últimos quinze meses foram tempo suficiente para que mais um ótimo álbum fosse produzido.

O álbum não é muito diferente do anterior no ritmo, o que pode ser decepcionante, considerando o fato que de que Lana prometeu um álbum com a sonoridade de Born to Die, seu álbum de estreia. Honeymoon é tão melancólico, triste e sombrio quanto Born to Die ou Ultraviolence e às vezes você sente que está ouvindo a trilha sonora de um filme cult em preto e branco dos anos 50/60, ainda assim muito atual. Mas está longe de ser comparado com sua obra prima lançada em 2012.

A faixa título, Honeymoon, assim como Terrence Loves You, Salvatore e God Knows I Tried são aquelas músicas que mesmo que estivessem destorcidas ou em uma versão cantada por Alvin e os Esquilos, você com certeza saberia que são de Lana por causa da vibe “depressiva”. Enquanto Art Deco, 24 e a interlude Burnt Norton são faixas que podem passar despercebidas entre as de mais destaque, se você não ouvir com atenção.

O primeiro single, High By the Beach e Music to Watch Boys To são algumas das (poucas) mais radiofônicas e mais fáceis, enquanto Religion, Freak e The Blackest Day são faixas que poderiam facilmente ser descartes de Ultraviolence.

Swan Song e um cover do clássico de Nina Simone, Don’t Let Me Be Misunderstood, fecham bem o álbum, mas não de forma justa. Poderia ser melhor, poderia ser algo mais impactante, mais grandioso. Quando o disco acaba, você sente que poderia ter mais.

Os vocais, como sempre, não deixam a desejar, afinal, estamos falando de Lana Del Rey e tudo que ela canta é fascinante.
Mas, mesmo Honeymoon sendo muito bom e não decepcionar no geral, você sente que faltou algo mais impactante. O álbum não é tão radiofônico quanto Born to Die. Na verdade, ele soa como uma segunda parte de Ultraviolence, só que mais fraca. É ótimo, mas não tão arrebatador ou apaixonante quanto seu antecessor. Não é uma grande decepção, mas também não é o melhor dela.

Confira abaixo o primeiro vídeo do novo cd, High By the Beach:

E você, gostou de Honeymoon? Não se esqueça de comentar e agora você pode dar sua nota também.

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Será que a Elsa se assumiu lésbica cantando e ninguém percebeu?

Curiosidades de Euphoria, a série BAFOOOO da HBO.

Viajamos no verdadeiro trem do Harry Potter! Na vira real!!! Veja como foi a experiência neste vídeo.

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER