O que aprendemos com a fall season 2011/2012?

Nada como observar o passado para aprender com os próprios erros, certo? E agora que a fall season 2011–2012 ficou para trás, deve ser isso que as emissoras americanas estão fazendo: olhando para tudo que aconteceu na temporada passada com a esperança de que, na próxima, elas evitem os mesmos erros e tenham maior sucesso.

Para ajudá-las nesta difícil tarefa, o pessoal do TV.com resolveu elencar cinco lições preciosas e nós do Box de Séries trazemos todas, com o nosso toque pessoal, claro!

Emissoras abertas, não tentem ser cool como os canais a cabo!

A gente até entende que, ao ver o mega sucesso de séries como Mad Men e Game of Thrones na TV fechada, alguém tente copiar a fórmula e fazer produções assim na TV aberta. Mas, não sei se vocês já notaram, o público de uma e de outra são BEM diferentes. Assim, não adianta ambientar uma série nos anos 60, como The Playboy Club e Pan Am, ou fazer algo mais provocativo e inteligente, como Awake, para um público que está acostumado com séries mais simplórias (e eu não vou cair na bobagem de citar exemplos para não atrair a fúria dos fãs xiitas). Anyway… Emissoras, nunca se esqueçam para quem vocês estão tentando “vender seus peixes.”

O mundo é das mulheres!

Uma das grandes tendências da temporada 2011–2012 foram as séries sobre homens domesticados vivendo sob o domínio feminino — Work It, How to be a Gentleman, Man Up — e todas quebraram a cara. Enquanto isso, produções que focaram as mulheres ou eram female-friendly conseguiram obter grande sucesso, como New Girl, 2 Broke Girls, Suburgatory, Happy Endings e Don’t Trust the Bitch in Apartment 23. Entenderam ou vamos ter que chamar uma mulher para desenhar?

Se você promete uma coisa, cumpra!

Todo mundo que se ligou em Terra Nova queria ver apenas uma coisa: dinossauros! Mas, ao invés disso, a Fox apresentou uma série chata com uma família água com açúcar e cenas esporádicas de efeitos especiais. A mesma coisa aconteceu com Alcatraz, que se vendeu uma grande história de mistério, mas apresentou episódios com pouquíssima mitologia para suportar tal promessa. E como ninguém gosta de gente que não cumpre o que fala, as duas foram canceladas, sem dó nem piedade.

Os engravatados das emissoras NÃO odeiam o público!

Muitas vezes, culpamos as emissoras por cancelar séries que nós consideramos que não deveriam ser canceladas e guardamos aquele rancor para sempre (tem muita gente que ainda boicota a Fox por cancelar Firefly). Mas, nesta temporada, não tivemos muito do que reclamar, né? A começar pela própria Fox que, mesmo com os números baixos de Fringe, renovou a série para mais 13 episódios, para que ela tenha um final digno. O mesmo podemos dizer de Community, Parks and Recreation, Body of Proof, etc. Não é nada pessoal, gente. São apenas negócios!

Comédias são tendência (ainda)

Apesar de terem superado as comédias em número de estreias, a quantidade de dramas cancelados foi quase o dobro delas nesta temporada. E as grades das emissoras para a próxima fall season estão tão recheadas de risadas que a NBC terá, no minimo, uma hora de comédia quatro dias por semana e, cada emissora (exceto a CW) terá mais de um bloco de comédia em sua programação. Esta tendência que vem crescendo a cada temporada, mas este foi o ano em que ela realmente dominou. E não espere que as coisas mudem por enquanto, afinal os canais fechados continuam sendo o reduto das melhores séries dramáticas.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER