O Repetitivo Irmãs

Novo longa da dupla Tina Fey e Amy Poehler acaba entregando um filme repetitivo devido ao seu conteúdo.

Precisamos nos despedir desta casa. Com certeza, nós nos divertimos nela.” ELLIS, Kate

As comédias sempre tiveram dois públicos bem específicos: os adolescentes que procuram histórias sobre o universo deles e os filmes de sátiras. Porém, de uns anos pra cá, as coisas mudaram nesse ramo, já que as comédias envolvendo sátiras acabaram perdendo público e também espaço nas telas de cinema — para termos uma ideia a última produção a tentar levar o gênero foi Todo Mundo em Pânico 5, que fracassou tanto em público quanto nas críticas. Outros filmes envolvendo sátiras acabam sendo lançados diretamente para o serviço on demand.

Graças ao comediante Judd Apatow, as comédias direcionadas diretamente para o público adulto passaram a ganhar espaço ocupando de vez as salas de cinema. Porém nem todas conseguem entreter e cativar ao mesmo tempo, como é o caso de Irmãs, a mais nova produção estrelada por Tina Fey e Amy Pohler.

A trama acompanha as irmãs Maura Ellis (Amy Poehler) e Kate Ellis (Tina Fey), que sempre foram muito diferentes: enquanto a primeira é conhecida por ser responsável e ajudar os outros, a segunda é especialista em perder empregos e namorados, o que deixa a sua filha adolescente furiosa. Quando as duas descobrem que a casa da infância será vendida pelos pais, elas decidem dar uma última festa, e aproveitar tudo que não puderam fazer no local quando eram mais novas.

O diretor John Moore, responsável pelo sucesso A Escolha Perfeita, nos entrega um trabalho bem previsível e repleto do mesmo que já assistimos em diversos outros filmes. Inclusive, esse longa relembra diversos outros filmes adolescentes dos anos 80, porém trocando os jovens por pessoas mais velhas e cansadas de suas vidas rotineiras. A direção de Moore mais atrapalha do que ajuda, e diversas cenas acabam sendo prejudicadas por esses erros.

Irmãs

O roteiro foi desenvolvido pela comediante Paula Pell, que infelizmente errou na mão e na escolha de contar essa história. Por diversos momentos as piadas parecem soar repetitivas, e os momentos engraçados acabam deixando apenas um riso xoxo. Podemos apenas tirar uns dois momentos realmente engraçados, porque de resto é tudo o que já assistimos em comédias adolescentes.

Tina Fey e Amy Poehler são de longe a melhor dupla de comédia da atualidade, e tudo que as duas produzem e atuam dá certo, como é o caso desse longa. Podemos dizer que Tina Fey rouba por diversas vezes as cenas de Poehler, pelo simples fato de ter uma das personagens mais diferentes de sua carreira até agora. Amy está bem no papel da irmã mais centrada e responsável, mas em diversos momentos a atriz parece estar no piloto automático.

O restante do elenco saiu do Saturday Night Live e infelizmente não acrescentam em nada para a trama, até porque seus personagens não são aprofundados. Os únicos atores que tem até um certo destaque são John Leguizamo, Ike Barinholtz e os veteranos Dianne Wiest e James Brolin, que por sinal ainda não descobrimos como aceitaram fazer esse filme.

A trilha sonora não traz nenhuma música memorável ou conhecida, e a fotografia é mais do mesmo.

Irmãs acerta em tentar querer conversar com o público mais velho, porém erra ao usar as piadas que o público jovem conhece. Em diversos momentos soa como falso, repetitivo e cansativo, principalmente devido à sua longa duração — são quase duas horas de filme.

Se você procura algo para se divertir, dar risadas e desligar a mente, até pode ser que você goste, mas quem sabe você não encontra outros filmes mais atrativos que esse?

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER