OITNB 2×10 — Little Mustachioed Shit

Tem um monte de vadias irritadas por aqui.” — DOGGET, Tiffany ‘Pennsatucky’

A violência choca. Mesmo quando não é contra você ou alguém que você goste, mesmo quando você não tem conexão alguma com a pessoa que é alvo de violência. Se no episódio anterior foi sofrido ver Red apanhando da trupe de Vee, num flashback intenso e revelador, no episódio de hoje, Little Mustachioed Shit, foi devastador ver Poussey, indefesa, ser brutalmente agredida por Crazy Eyes, na cena principal de um episódio que pode não ter sido tão tenso quanto o da semana passada mas, ao deixar o choque para o final, foi bastante impressionante.

Começamos com Piper voltando à prisão e passando pela clássica revista do “agacha e tosse”. Ao encontrar com Red, ela comete um erro grotesco, mesmo que seja motivado por seu bom coração: mente a respeito do restaurante/lanchonete/mercadinho da russa. Por mais que eu tenha achado fofo, só conseguia pensar “mano, quando a Red descobrir, o bicho vai pegar!”. Tô até com medo dessa descoberta.

Daí para o flashback mostrando o início do relacionamento entre Piper e Alex, um plot que estava sem movimentação desde os primeiros episódios da temporada e que serve para dar aquela sensação de que “Alex Vause is comming back”. Senti falta da Alex nessa temporada — e aposto que não fui a única. Vale ressaltar ainda a “vingança” do saco de merda em chamas (que tem sua referência no título do episódio) que Piper sofreu e reciclou com Polly, depois da “não-revelação” mais revelada da história. A cara e o discurso de Polly eram de gente culpada até o talo e Piper pode ser qualquer coisa, menos burra. As caras de conclusão dela durante a conversa foram fenomenais. Grande trabalho de Taylor Schilling, mais uma vez.

oitnb 2x10-2

Outro dos ótimos plots desse episódio foi protagonizado por Nicky. Tanto no momento em que ela consola Morello, quanto quando vence a batalha interna em relação à heroína dada por Taystee, a personagem mostrou-se grande e consistente. Não tem como não sentir um orgulho enorme dela quando decide entregar a droga para Red e consegue, dessa forma, tirar a dúvida que a russa vinha sentindo quanto a estar ou não julgando a Vee com base no passado. Já passou da hora da Nicky ter um episódio dela, com flashback e tudo mais. Curiosíssima em relação à sua história.

Temos também a consolidação do poder de Vee, aquela mulher horrível, e o declínio de Taystee, uma personagem outrora muito querida que virou nada mais que um fantoche. As mudanças que Taystee sofreu são perfeitamente compreensíveis se analisarmos o que conhecemos de seu passado mas, mesmo assim, são difíceis de engolir. Tenho a esperança de que uma hora ela vai acordar e voltar a ser a Taystee de antes, mas vai saber, né? Tudo é muito surpreendente em Orange is the New Black, e as chances de as coisas não acontecerem da forma que queremos são enormes.

O último plot de destaque do episódio é a demissão e prisão de Pornstache, que é tão majestosa quanto seu retorno. Mendez é um cara perigoso e totalmente maluco, suas declarações de amor eterno à Daya e ao pequeno “Stan” são engraçadas ao mesmo tempo em que são assustadoras. Não sei se sai alguma coisa disso, pois o ator não volta na próxima temporada, mas seria interessante acompanhar as consequências da “tramoia” de Daya e Bennet no futuro.

Para terminar, Fig conseguiu dar um jeito de usar a gravidez de Daya a seu favor. Mulherzinha maquiavélica. Mais: aposto que vai rolar uma implicância dela com a Piper agora que ela notou que a moça anda conversando com repórter bonitinho. Aquela conversa deles me deu uma sensação esquisita de desastre iminente e a Fig com certeza irá esmagar qualquer coisa que ameace a candidatura de seu marido. Grande probabilidade dessa “coisa” ser a Piper…

Por fim, umas observações:

– Gosto da relação do Healy com a Pennsatucky. Ela fala umas verdades pra ele, ele fala umas verdades pra ela, tudo no tom. Mas aquela história de comprar a mulher… gente, que horror.

– Watson na solitária, de novo. Nas duas vezes que ela apareceu de verdade na temporada, acabou na solitária.

– Muito amor pela Sophia, sempre.

– A Daya gostou da declaração de amor do Pornstache. E agora, Bennet?

E é isso, pessoal. Até semana que vem!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER