Orphan Black 3×06 — Certain Agony of the Battlefield

Com uma boa dose de emoção e adrenalina, Orphan Black apresentou o melhor episódio da temporada.

Fazemos coisas terríveis pelas pessoas que amamos. Pare de perguntar o porquê. Comece a perguntar quem.” — CHILDS, Beth

Orphan Black sempre foi uma série que explorou muito bem a complexidade psicológica dos personagens, algo que tinha se perdido nessa terceira temporada, quando o foco ficou muito mais na superficialidade. Porém, essa semana a essência da história foi resgatada e mergulhou fundo nas questões que interessam.

O grande destaque da temporada foi Paul, que, no fim das contas, sempre esteve tentando fazer a coisa certa. Ele se infiltrou no DYAD para tentar encontrar a cura para os Castores, apaixonou-se por Sarah e deu a vida para salvá-la. Esse sempre foi um personagem intrigante e que brincou com o certo e o errado durante toda a série. Apesar de atitudes duvidosas, no fundo ele foi uma pessoal leal aos seus ideais e morreu defendendo-os.

Com a explosão da base, o futuro do plot segue incerto, mas, mesmo que tudo tenha se acabado, o estrago foi feito: Dr. Coady estava comandando experimentos de esterilização humana, ao descobrir que a doença dos clones é sexualmente transmissível, na tentativa de isolar o agente causador. Deixando a “ciência” de lado, a trama também serviu para mostrar a humanidade de Mark que, assim como Paul, se apaixonou ao realizar o trabalho em campo.

Orphan Black

Helena foi outra que, mais uma vez, deixou a emoção falar mais alto e voltou para resgatar Sarah. Depois de tudo o que foi mostrado da personagem, essa seria uma atitude já esperada, pois há muito ficou claro que ela nunca foi vilã, mas uma vítima. A cena final, em que ela diz à sestra que há quem sinta falta delas lá fora foi uma das mais emocionantes, pois valorizou uma das relações mais interessantes que Orphan Black construiu até aqui.

Mas a cena mais tocante foi a “visão” que Sarah tem com Beth, a ponto de causar tristeza ao percebermos que aquela relação nunca poderia ser desenvolvida. Mas a policial estará sempre presente, já que Sarah está continuando o que ela começou. E, como destacado na fala de Beth, é preciso descobrir não o porquê, mas quem está por trás de tudo isso.

No turbilhão de emoções que o episódio proporcionou, não podemos deixar de mencionar Rachel. Desde a última aparição dela, foi de dar pena a situação em que ela se encontra, apesar de tudo o que ela já aprontou. E novamente ficou claro o estado deplorável da personagem, e o choro compulsivo só provou isso. É fato que ela tem muitas informações que poderão ajudar a desvendar esse mistério e, a não ser que esteja fingindo muito bem, pode ser uma importante aliada para as clones. Isso até Topside descobrir que ela não morreu…

Apesar de um excelente episódio, houve momentos dispensáveis, como a insistência em manter Alison fora da ação nessa trama ridícula de traficante de drogas, e a vida amorosa de Cosima. Com a volta de Delphine, vamos torcer que isso seja explorado de forma a verdadeiramente influenciar na trama.

Com a metade da temporada meio morna em comparação aos anos anteriores, Orphan Black finalmente reencontrou a fórmula e apresentou um dos melhores episódios até aqui. Agora é caminhar nesse sentido e investir verdadeiramente em toda a complexidade moral e psicológica que envolve a trama, que vai muito além da ciência.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER