Os 10 monstros mais assustadores de Arquivo X

Encerrando o mês, mais uma lista…

Agosto foi o mês de Arquivo X, mas não é por conta dele ter acabado que a série será esquecida aqui no Blog. Tanto que segue abaixo uma lista com os dez monstros mais assustadores das nove temporadas da série. A lista foi criada pelo Victor, que participou dos dois podcasts. Aproveite!

A boneca maligna (Feitiço, 5×10) — Ela pode parecer um refugo das filmagens de Chucky, o Boneco Assassino, mas não se engane: essa bonequinha consegue matar de formas mais sangrentas e, de quebra, à distância. Criada por Stephen King para esse episódio.

Os insetos noturnos (Quando a noite cai, 1×19) — Insetos que atacam no escuro e que envolvem suas vítimas em casulos para que morram presas, servindo de alimento. Soa assustador o suficiente para você?

Os homens-mariposa (Os homens-mariposa, 5×04) — Eles permanecem misteriosos até o final do episódio. Seriam criaturas humanóides surgidas no meio da mata? Ou seriam homens que se integraram tão bem à floresta a ponto de fazer parte dela? Os homens-mariposa podem se camuflar junto às árvores ou ao solo e sugam suas vítimas para dentro de túneis subterrâneos

O verme do gelo (Terror No Gelo, 1×07) — Essa minhoquinha alienígena que caiu na Terra junto a um meteoro era capaz não apenas de se instalar em corpos humanos, mas também de transitar por debaixo da pele e de incitar seus hospedeiros a terem ataques violentos. Tipo uma micose superpoderosa.

O diabo em pessoa (Os Adoradores das Trevas, 2×14 e Os Calusari, 2×21) — Na falta de uma, o tinhoso dá a cara duas vezes na segunda temporada. Primeiro, em Os Adoradores das Trevas, invocado por um grupo de satanistas que dirigem um colégio (!!!). Depois, em Os Calusari, possuindo o corpo de um menino numa história que trata de infanticídio, magia negra e exorcismo.

O medo encarnado (X-Cops, 7×12) — A ameaça suprema: o próprio medo, encarnado na forma daquilo que cada vítima mais teme, seja o Fredy Krueger, um homem-vespa ou mesmo um vírus. Como combater algo assim? É o que Mulder e Scully têm que descobrir neste episódio semicômico filmado no estilo Bruxa de Blair.

Prometeu pós-moderno (Prometeu pós-moderno, 5×06) — O Prometeu é bonzinho: até é fã de Cher. Mas esse Frankenstein dos dias atuais andava atacando donas-de-casa inocentes em busca de… err, sexo. Por isso, virou um Arquivo X e se tornou um clássico do seriado.

Leonard, o gêmeo malvado (A Fraude, 2×20) — Lanny tinha um problema: seu irmão gêmeo, Leonard, nasceu grudado ao seu estômago e nunca se desenvolveu, vivendo eternamente parasitando na barriga do irmão. A dupla vivia bem na cidade de Gibsonton, acolhedora de todo tipo de freaks, até que a criaturinha resolveu largar a barra da saia e saiu à caça de um novo estômago para se hospedar…

Os Peacocks (O Lar, 4×03) — Uma família deformada que praticava a endogamia (cruzamentos entre si) não podia dar cria a candidatos ao America’s Next Top Model, certo? Os Peacock viviam quietos no seu canto em uma cidadezinha chamada Home, até que uma certa dupla de agentes resolveu meter o bedelho…

Flukeman (O Hospedeiro, 2×02) — Um clássico de Arquivo X, o Flukeman é algo como um verme humano (“fluke” é uma gíria em inglês que designa uma classe dos platelmintos). Ele é resultado do acidente nuclear em Chernobyl e, de alguma forma, vai parar nos esgotos de New Jersey, onde começa a matar pessoas para se alimentar. Seu visual grotesco inspirou bonequinhos e até fantasias de vestir nos EUA.

Menções honrosas

Baratas (A Guerra das Baratas, 3×12) — Baratas mutantes que comem cocô e podem ser responsáveis por uma série de assassinatos numa cidadezinha dos EUA? Quer vilão mais assustador do que esse?

Lord Kinbote (Do Espaço Sideral, 3×20) — Praticamente todo o elenco secundário desse episódio merece um prêmio por alguma coisa, mas o alien (?) Lord Kinbote, que pode ou não ser uma armação do governo e pode ou não vir do centro da Terra, merece destaque especial. Filmado em stop-motion, o monstrão é uma homenagem aos filmes de Ray Harryhausen nesse que é um dos melhores episódios cômicos de Arquivo X.

E os 4 mais bizarros…

Os gatos possuídos (A Maldição da Múmia, 3×18) — Tudo bem que gatos no cio são um verdadeiro horror, mas de onde Chris Carter tirou que bichanos amaldiçoados poderiam dar medo? Mulder e Scully fugindo com medo dos gatinhos possuídos pelo espírito de uma múmia (?) está entre os momentos mais constrangedores do seriado.

O indiano que entra pela bunda das pessoas (O Vingador, 8×12) — Essa criatura sem pernas viaja por aí entrando pelo ânus de pessoas obesas e se hospedando nas entranhas durante a viagem, até sair quando acha seguro. Foi interpretada pelo cara que faz os oompa-loompas na nova versão da Fábrica de Chocolate. Precisa dizer mais?

O rosto de Marte (A Morte Vem doEspaço, 1×09) — O episódio tentava relacionar o recém-descoberto rosto em Marte a uma entidade que atacava astronautas no espaço. Já não soava muito bem como idéia, mas resolveram filmar isso.

A natureza assassina (Esquizogenia, 5×09) — O episódio não é ruim, mas se gatos possuídos já são difíceis de agüentar, imagine árvores e poços de lama possuídos. E mais: controlados por um homem morto que canalizava seu ódio por meio de sua filha viva. Às vezes Arquivo X ia longe demais…

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER