Os personagens LGBT menos badalados do momento

Tudo começou em 1998 quando a sitcom Will & Grace tornou-se a primeira série a abordar o tema da diversidade sexual tão abertamente, com dois personagens homossexuais. De lá pra cá, os representantes do departamento LGBT vêm garantido um espaço dentro da séries de comédia e drama produzidos pelas emissoras de TV. Se no Brasil, um beijo gay em novela causa tanta polêmica, por lá, a coisa já garantiu uma maior naturalidade.

Tanto é assim, que os novos personagens LGBT destacam-se muito mais por suas outras características que pela sexualidade em si. E essa lista é para eles. A coluna de hoje aborda os personagens em séries do momento, a maioria delas em sua segunda temporada, que não são os queridinhos da comunidade gay. O motivo: não são de ficar levantando a bandeira do arco-íris em todo o momento e, por isso, são menos badalados. São personagens mais humanizados, nem todos seguindo o estereótipo. Com vocês, os personagens LGBT periféricos das séries do momento.

5º Walt Reynolds (The Carrie Diaries)

Wlat Reynolds

Até agora, a maneira como estão apresentando a homossexualidade de Walt Reynolds tem sido bastante sutil e gradativa. No piloto, uma folheada em revista de nu masculino às escondidas. Episódios depois, um beijo. E assim, Walt sufoca sua sexualidade e segue sua vida namorando mulheres. O que chama a atenção não é sua preferência e sim o seu caráter doce, apaixonado e ingênuo. Um típico adolescente em dramas teen.

4º Unique (Glee)

unique1

Que Glee é a série mais inclusiva quando o assunto é diversidade sexual não há dúvida. Tanto que a mais nova investida do seriado é o personagem transgênero Wade “Unique” Adams. Pouco espaço foi dado aos dramas pessoais de Unique até então. O enfoque maior é justamente a sua personalidade única, como seu nome sugere. Ao assumir uma identidade feminina, Unique disputa com as outras mulheres do grupo a possibilidade de interpretar as divas.

3º Leslie Shay (Chicago Fire)

Leslie Shay

Trabalhando em um ambiente predominantemente masculino e machista, Leslie Shay mostra que não brinca em serviço. A paramédica é extremamente competente em sua profissão e teve culhões para reatar com a ex-namorada, agora grávida. Teve seu coração partido duas vezes pela mesma mulher e assume um comportamento tipicamente masculino, ao garfar o maior número possível de mulheres. Sua sexualidade é tratada com naturalidade e muitos colegas acabam se aproveitando disso, saindo com a loira em busca de novas paqueras.

2º Nolan Ross (Revenge)

Nolan Ross

Braço direito de Emily em sua vingança, Nolan Ross chama a atenção justamente por isso. Multimilionário, o loiro é dono de uma empresa de software. Sua sexualidade já foi explorada em Revenge logo na primeira temporada, quando caiu nos braços do sedutor Tyler Barrol. O rapaz não se limita e fica com homens e mulheres. Bissexual assumido, é fundamental mais pelo seu caráter que pelas suas preferências.

1º Max Blum (Happy Endings)

max-blum

Se uma rápida enquete fosse feita sobre personagens gays, o nome de Max Blum, provavelmente, não ficaria entre os primeiros. E é justamente por isso que ele encabeça essa lista. Max não se encaixa em nenhum perfil gay até então exposto e conhecido. Extremamente preguiçoso, desleixado, sem importar de viver na bagunça, Max é tão… tão… tão hetero. E, por esta razão, faz dele uma representatividade ainda maior dentro do universo LGBT. Abertamente assumido, Max é um sopro criativo ao abordar gays, mostrando que eles nem sempre são sensíveis, cultos, perfumados, higiênicos. Muitas vezes, eles são apenas um Max, um cara que gosta de outros caras.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!