Os Porta-Vozes da Literatura

Pegar referências não é para qualquer um, especialmente em se tratando de seriados de TV. Você precisa ter uma boa bagagem para entender certas piadas, certas citações ou até mesmo certos poemas, ainda mais quando é característico da série trazer um “porta-voz” para dar o tom do episódio.

Referências ao mundo pop como acontece em Greek ou em Community, reflexões de vida como vemos ao iniciar de mais um dia no Seattle Grace Hospital em Grey’s Anatomy, ou mesmo na pequena Tree Hill em One Tree Hill são sempre muito bem vindas, afinal isso é um mecanismo que acaba quebrando aquela barreira entre o real e o fictício.

E como é de praxe, os livros servem de grande material para se explorar nesse quesito, até porque a literatura está repleta de grandes pensamentos. A exemplo desta nossa linha de raciocínio, a The Box Is On The Table da semana traz duas séries que usam e abusam das citações em seus episódios: Criminal Minds e One Tree Hill.

Criminal Minds é uma série que se difere de todas as outras do seu gênero, isso é inegável. Vendida como mais um drama policial, CM nos apresenta os detetives da Unidade de Análise Comportamental em Quântico, uma equipe de elite do FBI responsável por analisar o comportamento das mais inteligentes mentes do crime (daí o nome).

Com o enfoque no psicológico do ser humano, a fim de conseguir “entrar” no pensamento dos criminosos e imaginar qual será seu próximo passo, Criminal Minds nos brinda com reflexões de análises subjetivas a cada episódio. Logo no piloto, a série já chega com uma frase bem conhecida pela galera do café:

“Quando você olha demais dentro de um abismo, o abismo olha dentro de você.”

O psicanalista Friedrich Nietzsche é o autor dessa frase que está em seu livro que reúne muitas experiências de vida intitulado Além do Bem e do Mal, trazendo várias críticas à sociedade atual e muitos problemas existenciais (marca registrada do alemão), além de tocar em assuntos políticos, religiosos e científicos, ou seja, é Nietzsche puro.

No sétimo episódio da primeira temporada de Criminal Minds, vemos uma citação de um dos livros da saga do investigador mais famoso do mundo: Sherlock Holmes em O Signo dos Quatro, segunda obra publicada por Sir Arthur Conan Doyle, no qual ele coloca Holmes e seu braço direito, Dr Watson, a solucionar o assassinato do pai de Mary Morstan. Eu só digo que Sherlock Holmes e Criminal Minds têm tudo a ver!

“Elimine o impossível e o que restar, por mais improvável que pareça, deve ser verdade.”

Ainda existem duas citações que eu considero as minhas favoritas de Criminal Minds, que por sinal, não provêm de nenhuma obra literária, mas que foram ditas por grandes homens:

“Lembrem-se que durante toda a história, houve tiranos e assassinos, e por um tempo, eles pareciam invencíveis. Mas no final, eles sempre caem. Sempre.” — Mahatma Gandhi

“Imaginação é mais importante que conhecimento. O conhecimento é limitado. A imaginação circunda o mundo.” — Albert Einstein

Agora indo de carona para o interior da Carolina do Norte, na cidade fictícia de Tree Hill, chegamos ao lar dos jovens mais problemáticos do rivercourt: Lucas, Peyton, Brooke, Haley e Nathan, os personagens que fizeram de One Tree Hill a melhor série teen já feita (desculpa, mas é verdade!).

One Tree Hill conta a história de Lucas e Nathan Scott, que à primeira vista são postos como meio-irmãos que se odeiam e que são bastante talentosos no basquete. Geralmente, iniciada por alguma citação famosa pela voz do Lucas, OTH acabou fazendo com que esse mecanismo se tornasse sua marca registrada (ao lado da música) e, ainda que indiretamente, influenciou seus fãs à buscarem pela literatura.

No primeiro episódio da série, temos a citação que praticamente descreveu as quatro primeiras temporadas de One Tree Hill, sendo que ela foi até repetida por Haley no dia da formatura:

“Há uma maré na história do homem. Deveríamos aceitar a enchente, ela leva à fortuna. Mas se omitida, a viagem das suas vidas percorrerá vales e misérias. Num mar tão cheio agora flutuamos. E devemos pegar a corrente quando ela nos servir. Ou perder as aventuras que estão por vir”

Pensamento escrito por William Shakespeare, na sua tragédia Júlio César, peça que remonta a conspiração que havia em torno do imperador Júlio César, que resultou, posteriormente, em seu assassinato. No mesmo episódio em que a frase foi mencionada, Lucas ganha o livro Júlio César de sua mãe.

Outra referência a William Shakespeare acontece no casamento de Nathan e Haley em pleno season finale da terceira temporada e que compôs o discurso de Brooke para o casal:

“Amor não é amor que se altera quando encontra alteração ou uma marca rígida que aparece numa tempestade e nunca se abala. Amor não se transforma de hora em hora. Mas surge, mesmo à beira da morte.”

A citação que eu mais gosto em One Tree Hill é dita no segundo episódio da primeira temporada, quando Lucas está incerto a respeito de sua decisão de ter entrado para o time de basquete dos Ravens. Lembro até da música que estava tocando (Belief do Gavin Degraw):

“Não deixe sua chama se apagar com a indiferença. Nos pântanos desesperançosos do ainda, do agora não. Não permita que o herói na sua alma padeça frustrado e solitário com a vida que ele merecia, mas nunca foi capaz de alcançar. Podemos alcançar o mundo que desejamos. Ele existe. É real. É possível. É seu.”

A autora dessa reflexão é a filósofa Ayn Rand no seu livro Atlas Shrugged, no qual a autora fala sobre sociedade, razão e vários outros temas que defende. Tem uma cena no episódio da frase acima em que Jake empresta o Atlas Shrugged ao Lucas, com o objetivo de ele não se deixar atingir pelo medo da mudança.

Então galera, há muitas outras excelentes citações de Criminal Minds ou One Tree Hill que eu me segurei para não colocar (do contrário o post ficaria enorme), e por isso deixo que vocês façam aí na área dos comentários.

Ah, e se souberem de outras séries de TV que usem referências literárias e afins também podem mandar bala! Até a próxima, cults o/

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

The Handmaid's Tale voltou!!! O que rola de novo nesta temporada? Descubra mas SEM SPOILER!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!