OUAT 2×03 — Lady of the Lake

Meu Deus, como este episódio foi ruim. Muito ruim. Mesmo. Eu vou coloca-lo em terceiro lugar na lista dos piores episódios (atrás apenas de An Apple as Red as Blood e Desperate Souls). E eu já vou dizer os motivos:

Para começar, o nome do episódio foi muito mal aproveitado. A Dama do Lago é a fada ou feiticeira que entrega a espada Excalibur para o Rei Artur, que nem apareceu no episódio. Ao invés disso, a única “dama do lago” no episódio é a sereia que o Príncipe Encantado matou tempos atrás, o que acabou fazendo o lago secar. Eles poderiam ter guardado esse nome para um episódio com o Artur…

Depois, os problemas de trazer Lancelot para a série: além deles não darem desenvolvimento para a personagem, os Cavaleiros da Távola Redonda habitavam a Inglaterra, enquanto os contos de fada reunidos pelos Irmãos Grimm vinham de tradições populares de toda a Europa e não identificavam um local para a história. Quando Artur aparecer, ele vai brigar Inglaterra Encantada? E como é que Cora fingia ser Lancelot enquanto ela estava presa lá em baixo no buraco? Essa solução estranha, apresentada no final do episódio, me pareceu meio apressada e nada bem pensada.

Por exemplo: se Cora foi banida quando a Branca de Neve ainda era criança, como é que ela sabia que os dois eram super amiguinhos? E de onde veio aquele vestido da Branca de Neve? Ela vai lutar vestida daquele jeito? As vezes Once Upon a Time não é muito inteligente — tudo bem que a série vem de Contos de Fadas, mas se eles modernizam tudo, poderiam ter pensado na praticidade real desses momentos.

Continuando, eu entendo que Emma tenha interesse em ter opiniões próprias e ser independente, mas todas as decisões dela durante o episódio foram estúpidas — e ela deveria ser super inteligente, mas aquela cena dela atirando para cima e “protegendo” a mãe dela foi ridícula. E quando ela pergunta se ela morou naquele quarto de criança, logo depois de falar que reconheceu o lugar pelo livro do Henry?

Snow também não ajuda muito, impaciente, sem explicar as “regras” da Floresta Encantada para a filha. Agora, por que é que não pediram para a Branca de Neve ficar ali? Ela era uma princesa que lutava contra a Rainha Má e ninguém pede para ela ajudar o grupo sobrevivente? Achei muito estranho.

Mais estúpida que Emma é Aurora, uma personagem que devia ser interessante, mas é totalmente mal explorada na série até agora: uma garotinha mimada. Pelo menos agora parece que ela vai mudar um pouco… veremos. Sobre Mulan, como ela sabia o que era a arma de Emma? A palavra que Emma usa é gun, específica para armas de fogo, e nossa amiga chinesa sabe exatamente do que ela está falando.

Também, Mulan não está muito melhor que Aurora e até o momento não fez muito mais que dar uma de espertinha. Eu ainda gosto dela, mas acho que os criadores deveriam pensar melhor essa ideia de ter tantos personagens, já que eles não conseguem se dedicar o suficiente a todos eles.

A única aparição de Regina mostrou que ela quer mesmo ser uma pessoa melhor — o que eu considero muito bom -, mas não sei bem o que pensar de como eles estão tratando as coisas dela. Pediram para ela desocupar o escritório, mas quem é que será prefeito no lugar dela? Só que o pior é sobre a sala secreta dela no cemitério.

Porque ela mandou o David buscar o Henry lá? Como é que Henry conseguiu empurrar sozinho um caixão de mármore? E qual foi mesmo o motivo para ele ir para lá? E porque David não destruiu aquele lugar, que junta toda a maldade do mundo? Não tem sentido! Não há qualquer motivo para ele querer proteger aquilo tudo dos outros moradores de Storybrooke, muitos deles estão com o coração preso ali! Eles tinham que tirar isso tudo de Regina, isso sim.

A história da semana que me comoveu e me deu algum ânimo foi a do Chapeleiro Louco. Eu ainda não sei como ele vai e volta de Storybrooke, mas fico feliz que ela tenha atenção. Fiquei feliz por ele ter encontrado a filha, mas isso significa que os problemas dele acabaram e não sei se ele vai se interessar pelos problemas dos outros.

Já a história da mãe do Príncipe Encantado, por mais bem intencionada que ela fosse, me comoveu muito pouco. Não houve química alguma entre ela e a Branca de Neve — nossa princesa não estava nada carismática nas cenas… Se eu fosse a mãe do Encantado, não ficaria muito empolgado com o casamento dos dois. E aí vem as outras coisas: Lancelot nem vasculha direito o lago seco e poderia haver mais água por ali; Branca de Neve poderia muito bem solucionar o problema dela mais tarde (inclusive, poderia ser uma boa aventura para um episódio seguinte), enquanto a mãe do Encantado tinha que ser salva naquela hora, ou seja, a morte dela foi completamente em vão e essa parte do episódio é totalmente mal feita.

Minha maior esperança é ver Cora resolver os problemas e atravessar para o mundo real. Acredito mesmo que a graça dos próximos episódios será acompanhar o retorno dela ao panteão dos feiticeiros de Once Upon a Time. Até que isto aconteça, torço apenas que os episódios tenham alguma qualidade. Quem sabe semana que vem…

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER