OUAT 2×11 — The Outsider

Ele tirou minha mulher. Ele tirou a mãe de Bae. Eu lhe tirei sua mão. — Mr. Gold

The Outsider foi tudo, menos o que eu achei que seria. Minhas hipóteses levantadas na review passada sugeriram a volta de Once Upon a Time em seus tempos primários, onde a série era apenas bonitinha e serena, com medo de ousar e satisfeita em permanecer em seu estado de conforto onde tudo funcionava tão bem. Felizmente, engulo minhas palavras, abaixo minha cabeça e digo que minhas previsões estavam erradas: Once Upon a Time está de volta pra valer, tão alucinante quanto anteriormente.

O enredo se dividiu em uma tríade perfeita de tramas: Belle em Fairytaleland, a busca de Baelfire e a vingança de Hook.

O que mais me surpreendeu no episódio foi Fairytaleland narrando a viagem de uma personagem que nunca teve um destaque apropriado: Belle. Primeiramente, foi estranho não ver Snow, Regina ou Charming no núcleo mágico, mas é refrescante se render ao carisma de uma personagem “nova”. A atuação de Emilie de Ravin não é uma das melhores, mas um rostinho bonito somado com uma personagem meiga tem resultado satisfatório. A princesa se mostra uma aventureira, embarcando em uma trajetória em busca de um Yaoguai, um demônio chinês. Gosto como Once Upon a Time constrói a personalidade de suas princesas (exceto Aurora) além da futilidade de vestidos, salto altos e glamour; todas são guerreiras destemidas e feministas. Fairytaleland foi interessante: uma trama desenvolvida em um tom mais sombrio e montada entre certeiras doses de ação e romantismo com o foco em uma personalidade pouco explorada foi uma adição digna ao episódio.

Em segundo plano na redondezas de Storybrooke, Mr. Gold busca por maneiras de ultrapassar o limite da cidade. A busca de seu filho não me empolga, já que eu prevejo uma conclusão (leia no P.S), mas a passagem entre a mágica cidade e o mundo afora é usada para estimular outro plot: A vingança de Hook.

Once-Upon-a-Time-The-Outsider

De todos os cliffhangers que brotaram no Winter Finale com a chegada dos vilões à Storybrooke, o adormecido duelo entre Mr. Gold e Hook era o mais esperado por mim. A vingança é iniciada com o ataque mau-sucedido contra Bella, mas ele logo atinge o adversário com o roubo da manta que possibilita a saída de Storybrooke. Hook foi o destaque em meio a atuações regulares (O que aconteceu essa semana? Todos estavam sofríveis!), e mesmo sendo um canalha de mão cheia, arrisco em dizer que é o melhor vilão da temporada. É ótimo vê-lo em cena durante todo episódio, alimentando a cada minuto seus demônios interiores, apanhando (e como apanhou!) para alcançar seus objetivos e incendiando a tensão. Se a estrela de The Cricket Game foi Regina, The Outsider teve Hook com trunfo. Colin O’Donoghue trouxe ao personagem a mais perfeita essência da vingança e ódio.

A aparente derrota de Hook em seu barco deixou-me extasiado, e apesar de amar o personagem, o amor entre a Bela e a Fera constitui um dos melhores casais da série pra mim. A despedida foi emocionante; de fato, um dos melhores momentos românticos entre ambos. Ao ápice da vingança, meus sentimentos estavam todos embaralhados, chochados pelo ataque brutal contra Bella logo após o adeus e o atropelamento de Hook. O forasteiro chegou a Storybrooke, mas quem realmente nos deixou esperando para o próximo episódio foi o vilão e a mocinha.

The Outsider conseguiu trabalhar os dois mundos paralelos de forma inteligente e eficaz, oscilando entre momentos de pura tensão e uma agradável onda de emoção, desafiando si mesma a arriscar-se. Ritmo angustiante, tramas trabalhadas com excelência envolvidas por uma atmosfera tensa e ambiciosa formam um dos melhores episódios da temporada; e um capítulo colossal na vida de Once Upon a Time.

P.S. #1 — Sobre Baelfire: [POSSIVEL SPOILER] Tenho mais do que certeza que ele é o pai do menino Henry. A busca de Bae acontecerá no episódio 2×14 — Manhattan, onde o personagem vive. Sabendo que o antigo namorado de Emma vive na tal cidade e o filho de Mr. Gold também, dá pra supor bastante coisa… [/SPOILER]

P.S. #2 — A atenção avantajada de Belle fez com que os minutos finais tivessem um shock value muito mais forte. Amamos a personagem desde o começo e depois… BOOM!

P.S. #3 — A partir de semana que vem, a maioria das séries estarão de volta, ou seja, o espaço para reviews estará sempre em mudança constante. Peço que caso não vejam a review naquela pequena coluna, pesquisem entre as críticas e venham aqui ler, pois a voz dos leitores do Box é a voz de Deus. E um reviewer sem comentários não é reviewer ):

Não esqueçam de COMENTAR!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

A Fazenda voltou e o que esperamos? Memes! Mas será que os novos memes superam estes??? Clique e assista agora.

Será que você sobreviveria em American Horror Story 1984? Assista ao vídeo e prepare-se para a nova temporada.

Curiosidades de Euphoria, a série BAFOOOO da HBO.

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER