OUAT 2×14 — Manhattan

Mudar os ares e experimentar novas atmosferas é sempre bom. Cansados do mágica em Storybrooke, Once Upon a Time cruzou uma pequena fronteira e experimentou a magia da cidade que exala glamour na urbana ilha universalmente conhecida. Refrescante e diferente em um ritmo bem gostoso e rápido, os roteiristas mostraram que é possível fazer mágica no mundo real, pois Once Upon a Time engrenou na retomada de rédeas graças a um único lugar: Manhattan e seu ótimo episódio. E que delícia de episódio!

Fairytaleland sempre se mostra boa — excelente, neste episódio — quando o holofote não brilha em torno de Snow White ou Charming. Lembro-me de quanto gostei do primeiro episódio totalmente focado em Rumpel e alegrei-me ainda mais ao saber que era ele o líder do plot na outra camada esse semana.

Tudo foi calculado para estabelecer fortemente o clima dramático do episódio. Se você tem boa memória, a trama teria um final bem previsível, mas de alguma forma, tudo foi ótimo. Desde o início até sua conclusão, a atenção foi mantida com ótimos personagens e a trama funcionou como um ótimo apoio secundário para o decorrer do episódio. Se algum roteirista da série estiver lendo isso, saiba que amamos Rumpel e não queremos somente o casal ZzZzZz controlando as atenções na terra da magia.

content_pic

Se a ausência do caZzZzZzal demonstrou-se bem proveitosa em uma camada da narrativa, a aparição — quase como figurantes — em Storybrooke foi descartável, mas não se deve dar importância quando temos o trio do terror planejando um grande espetáculo detrás das cortinas. A dupla da Chapinha e o galã Pêlo No Peito — apelidados carinhosamente por minha pessoa — conduziram os poucos minutos em Storybrooke reforçando que o caos não teve seu ciclo total completo nos episódios atrás. A canalha relação de Cora e Hook ainda funciona e a adição de Regina não deixou a desejar. Eu sei que já pedi mais Rumpel nos próximos episódios, então vou ser repetitivo e apenas dizer que Regina, Cora (o que foi a velha trabalhada na chapinha?) e Hook são algo muito bem-vindo.

Por último, mas não menos importante, o grande trunfo do episódio: Manhattan. (Juro que essa parte foi tão boa que me arrepiei só de escrever o nome da cidade.) Finalmente a trama de Baelfire e sua identidade ganhou um conclusão de forma impecável e irretocável; grande nível de qualidade atingido neste episódio. Ponto pros roteiristas!

Sem delongas ou tentativas para a criação do suspense, Baelfire é revelado como Neal, o ex-namorado de Emma, pai de Henry e filho de Mr. Gold.

content_pic (1)

De fato, os danos colaterais da revelação atingiu, e muito, todos os envolvidos. O plot reuniu cenas francas e recheadas de drama durante todo o processo de desenvoltura. Obviamente, o ápice se deu no encontro cara-a-cara onde duas pessoas descobriram, mas os passos anteriores até o clímax foram ótimos. Emma e Neal têm química forte como casal e espero que a relação entre ambos seja reatada, mesmo que isso signifique um R.I.P pra Emma e Hook. Gold se mostra um avó digno — pelo menos na idade e no quesito ‘sou legal’ — para Henry e mal posso esperar para um duelo entre ele e David. Finalizando tudo em uma cena lindíssima e um papo entre pai e filho, Manhattan se mostrou uma trama excelente, e com certeza, uma das melhores da temporada.

Para o final da review, uma previsão profética: parece que Once Upon a Time está no caminho da restauração de qualidade, baseando-se em imagens divulgadas, a promo abaixo e alguns pequenos spoilers. Geralmente não insiro uma espiadinha do próximo episódio, mas… AGORA O BICHO VAI PEGAR!

Para o final definitivo da review, uma verdade incontestável: Todos os personagens principais de Once Upon a Time sempre mantém laços de sangue, né? Indiretamente ligados por surubas avulsas.

P.S. Vocês estão muito fracos com os os comentários. Joga a vergonha/preguiça fora e lotem esse espacinho feito só pra vocês aí em baixo. Beijos de um reviewer que conta com vocês! 

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER