OUAT 4×14 — Enter the Dragon

Quer um conselho? Desista. Encontre outro hobby.” — QUERIA ESTAR MORTA, Malévola

O problema é a roupa…

Quando Once Upon a Time, em um episódio de 40 minutos faz você chegar a conclusão de que a roupa está estragando a atuação da atriz e que contaram um conto de fadas completamente errado, está na hora de rever se estão conduzindo a história de maneira certa ou se tem uma história realmente interessante para conduzir.

Todos estão a caça do Autor, o que já era de se esperar se todos querem um final alternativo feliz, independente do que significa “feliz” para os vilões. O grande problema é que o que me deixou empolgada episódio passado, já me desanimou esse episódio, pois foi-se o tempo que eu gostava quando o Rumple se envolvia nos plots, ainda mais nesse se ele tiver a importância que ele deveria ter. Obvio que não faria sentido se o Rumple não entrasse, já que transformaram a busca do Autor em um dos plots principais, mas está faltando algo em tudo isso e infelizmente eu ainda não sei dizer o que é e isso está me matando, mas espero que a volta do August me traga um pouco de luz, se ele não for essa luz.

OUAT 4x14

A melhor parte do Enter the Dragon com toda certeza foi o flashback. Vocês me perdoem, mas não da para levar a sério um presente em que Regina vai toda mafiosa e cheia do couro até a lanchonete para tentar voltar a fazer parte das vilãs do pop e para isso fazem ela ficar tacando fogo e destruindo as coisas. Isso beirou ao ridículo, tirando que até agora eu estou sem entender toda a preocupação da Emma. Pelo amor de Deus! Regina já lançou maldições, matou pessoas, era conhecida como a Evil Queen, é filha da Cora e Emma que descobriu que tem uma magia de beijos de luz esses dias achava mesmo que Regina não podia lidar com as três vilãs, sendo que uma delas só aparece pra encher cena já que nem fala tem, caso algo desse errado? Chegou a ser irritante toda a preocupação e olha que, depois das Swan Queen shippers, eu sou a pessoa que mais fica feliz quando tem cena das duas trabalhando juntas e uma se importando com a outra, só que nesse episódio extrapolaram legal.

Em compensação o flashback me deixou totalmente feliz. Não somente por Regina descobrir que para uma vingança ser só sucesso tem que começar a destruir a vida das pessoas pouco a pouco, mas também porque finalmente eu vi aquela Malévola maravilhosa demais que não existia desde que começou esse plot dos vilões. Descobri que o problema é a roupa, ela que deixa menina Malévola sem sal e com uma cara que me deixa 100% com preguiça. Eu quis ser amiga da Malévola quando a vi com aquele jeito de bêbada crackeira e a vibe Lana Del Rey “queria estar morta” ou Beatriz de Babilônia “não estou disposta”, naquela hora eu vi a Malévola que eu estava querendo há tempos e peço perdão por ter dito que a atriz veio do orçamento baixo de contratação de atores, mas então ela colocou a roupa novamente e quem não ficou disposta fui eu. Estou com planos aqui de colocar fogo naquela roupa e Malévola Winehouse voltar para a minha vida, voltar para Once Upon a Time. Tudo bem que essa Malévola de Storybrooke ta boa também, vamos ser se melhora.

No mais, eu não achei esse episódio lá aquelas coisas, ainda mais porque quando o episódio acabou eu fiquei uns 10 minutos me perguntando desde quando A Bela Adormecida não é a Aurora e sim a mãe dela, quase baixei o filme para eu assistir pronta para perceber que toda minha infância foi uma mentira. Depois que Adam e Edward receberem um processinho na casa deles vão achar ruim. Fazer crossover de todos os contos de fadas e fazer com que todos de alguma forma sejam parentes tudo bem, mas inventar outra Bela Adormecida não né amores, vamos com calma.

PS: Ir pra rua pedindo que a Belle deixe de ser otária ninguém né?

PS 2: Vocês podem me explicar, por favor, o motivo da Cruella chegar carregando o Pinóquio no colo, sendo que ela pode fazer um carro andar sozinho, tirando que as outras conseguem fazer teletransportação? Tudo bem que estar prestando atenção na conversa de Regina, Malévola e Rumple e do nada aparecer Cruella carregando o menino me fez ter uma crise de riso fora do normal, mas né… Isso é mais uma prova de que esse episódio não foi lá aquelas coisas, sério.

Fiquem com a promo do próximo episódio.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER