OUAT 5×9 — The Bear King

Quebrando completamente o clima do episódio anterior, The Bear King foi o episódio mais avulso que tivemos nessa temporada.

Ninguém deve ter o poder de conduzir pessoas a uma luta na qual não acreditam.” — MANDANDO UMA INDIRETA PARA O ARTHUR, Mérida

Fica difícil dizer se os produtores fizeram isso somente com a intenção de trazer Ruby e Mulan de volta ou porque perceberam que não estavam aproveitando a história de Mérida como os fãs esperavam. Independente de qual motivo tenha sido, o episódio poderia ter sido melhor se não viesse depois de todas as bombas de Birth.

Olhando para as temporadas passadas, quando Once Upon a Time promete episódio especial de duas horas, nós estamos acostumados com uma sequência explosiva, impossibilitando até o piscar de olhos com medo de perder algum detalhe. Portanto foi completamente estranho assistir um episódio cheio de revelações, terminando com Zelena e Hook contra a Emma e assistir uma sequência que não era bem uma sequência.

Um episódio que poderia ter sido jogado para qualquer momento da temporada, menos nesse. E se esse episódio não existisse, se introduzissem a volta de Ruby e Mulan em qualquer outra episódio não faria tanta diferença, na verdade nos pouparia de lidar com mais uma história sobre vingança sem a menor necessidade.

Deve ser uma vontade unanime ver Arthur se dando mal no final de toda essa história. O cara é insuportável, obsessivo, falsiane e até agora não nos deu um único motivo para justificar a escolha do Merlin em acreditar que ele era o herói que merecia tirar a Excalibur da pedra. Tudo que vimos até agora foi ele buscando magia para liderar seu reino. Não bastou o pó de consertar o que estava quebrado que ele jogou em toda Camelot, ele ainda quis roubar o elmo com o intuito de fazer as pessoas o seguirem e lutar suas batalhas. Resultando na morte do pai de Mérida no meio do caminho.

Agora ela quer vingança e eu só quero chorar em posição fetal, pois aparentemente Revenge não acabou, ela mudou para dentro de Once Upon a Time. A única diferença é que no lugar de Emily Thorne, temos Mérida.

Pode ser engano, mas desde que Mérida foi apresentada, por mais que ela seja uma guerreira que está disposta a proteger sua família, mesmo que perca o seu reino por isso, ela nunca aparentou ser alguém com sede de vingança.

Seu pai lhe deu ótimos exemplos, a inspirou ser a nova rainha do reino, fazendo com que ela lutasse pela coroa mostrando que não precisava se casar com ninguém para se mostrar capaz de reinar, tanto que conseguiu o respeito dos rapazes que queriam roubar sua coroa. Portanto, procurar vingança depois de tudo que ela passou, chega a ser um pouco fora da personagem. Chega a ser algo forçado como algumas outras histórias que Once Upon a Time já inventou no decorrer dessas cinco temporadas.

Se alguém ainda tinha duvidas que Mulan estava com o coração partido por causa da Aurora dizer que estava grávida, colocando a guerreira para sempre na friendzone, não é possível que esse episódio não tenha esclarecido isso.

O roteiro da volta da Mulan foi convincente.

Nada como alguém que perde o propósito da vida por causa de um coração partido e depois os amigos tem que fazer com que ela acorde para o mundo, mandando-a seguir em frente pois mais corações partidos virão. Ainda mais se continuar insistindo em se apaixonar pela princesa do príncipe.

O entrosamento de Mulan e Mérida estava ótimo, no passado trouxeram mesmo a essência da guerreira, trazendo toda aquela mensagem que desde o episódio focado nela, temporadas atrás, o roteiro deixou bem claro: o poder feminino está em todo lugar, em todos os reinos e os homens terão que lidar com isso.

Já a explicação sobre aonde Ruby estava esse tempo todo deu pra passar, mas não foi uma das melhores.

A Chapeuzinho quis encontrar outros da sua “raça”, ela não se sentia mais parte da cidade de Storybooke pois queria uma série só sua, mas como a mesma flopou e só restou voltar para a série de contos de fadas que não tem cara de que vai acabar tão cedo e um feijão mágico torna isso possível. Feijão que, teoricamente, estava extinto já.

Independente da forma que encontraram de trazer Ruby de volta, o importante é que ela voltou, e o desejo de todos é para que dessa vez deem algum destaquezinho para moça. O que parece que a série vai fazer mesmo, caso contrário não teria um pingo de sentido trazer tanto ela e a Mulan e colocarem as duas em uma única história.

Que a segunda parte da temporada nos traga coisas boas com essas duas.

E que, com vingança ou sem vingança, acabem com a raça do Arthur, porque ninguém tem mais obrigação nenhuma nessa vida de ter que ficar aguentando esse homem.

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER