Ouro Preto, Finalmente

Há tempos que queria visitar a cidade histórica de Ouro Preto, Minas Gerais. E neste sábado que se passou, depois de intermináveis onze horas de calvário rodovário, cheguei junto com a amiga Helena Prates na cidade das Igrejas, do Barroco Mineiro, da Pedra Sabão, do Aleijadinho e de tantas outras coisas importantes e históricas para esse Brasilzão de meu Deus.

Vou te dizer que a coisa mais gostosa desse mundo é viajar com Helana. Dá para fazer a viagem mais tranquila da sua vida, apenas indo, e indo, e indo… Nossas ideias e vontades de turistas eram praticamente as mesmas: conhecer o local, comer muito e quem sabe desossar.

Ouro Preto fica na região das Minas. Antigamente foi Villa Rica, uma das regiões mais importantes do país, que teve o posto de capitania. Ou não… Enfim, é uma cidade importante e se você quiser saber mais, tem sempre aquele livro didático da sexta série escondido embaixo do seu colchão. Leia. Tô aqui pra falar da minha viagem.

Bom, chegando em Ouro Preto tomamos um taxi e fomos para o hostel. 15 reais por uma viagem de poucos minutos — e depois dizem que Taxi em São Paulo é que é caro. Mas te digo que em algumas situações é bem válido pagar os tais ‘quinzão’. Afinal, quem é que quer ficar subindo e descendo ladeira nas férias? Logo eu, o sobe/desce de Guarulhos!

Bom, não que a gente quisesse, mas foi o que fizemos. Deixamos as coisas no Hostel Ouro Preto, tomamos café e fomos andar. Dica: tem um outro Hostel do ladinho da Rodoviária, coladinho com o Gugu. Indico, apesar de não ter ficado nele. É uma Hostel da rede Hi, então tem certa qualidade garantida. Enfim…

Visitamos o Museu Aleijadinho, que não tem nada do cara além do nome, um zilhão de Igrejas no estilo Barroco Rococó Mineiro, que é mineiro por ser de Minas (simples assim), também fomos ao Teatro mais antigo da América Latina em funcionamento, onde ganhamos uma verdadeira aula sobre os costumes épicos do lugar.

Andamos até a Casa do Conto, que não tem nada a ver com literatura e sim com Contos de Réis, afinal aquele tinha sido o espaço de uma das primeiras Casas da Moeda do país. Paramos por ali um pouquinho, num restaurante muito gostosinho chamado O Passo. Bebemos pencas, comemos horrores. Depois tivemos que rolar ladeira acima, o que é fisicamente impossível mas a gente conseguiu.

O bom de Ouro Preto é isso. Você come, come, come e depois gasta as calorias subindo e descendo ladeiras. Bom, eu prefiro acreditar que é assim que funciona. Depois visitamos mais algumas Igrejas, afinal a cidade tem culinária ótima, o que é um pecado, e depois de pecar tanto o povo precisa pedir perdão, por isso as Igrejas. Já era de noite quando chegamos numa ladeira onde todas as igrejas ficaram assustadoras. Sério, elas são lindas de dia, mas as Igrejas de Ouro Preto de noite são creeps. Dava pra fazer um filme de zumbi bem louco ali.

Em uma delas a gente até achou que ia ser roubado/assaltado/estuprado/assassinado (aleatório ou na mesma ordem), enquanto um cara vinha em nossa direção e Helena começou a acenar para uma amiga (imaginária) que estava atrás dele, enquanto gritava “Já tô chegando, amiga… Espera aí!”… hahaha, agora é engraçado mas na hora deu pânico, afinal uma coisa é a gente desossar, no sentido que Helena deu à palavra, outra é sermos desossados, literalmente por um serial killer.

Depois disso a gente sentou num bar e foi beber mais, afinal é isso que tem pra fazer. A cidade é linda, as paisagens são fantásticas. Vale a pena visitar.

Ouro Preto com @caiofochetto e @helenaprates
Carregado por caiour. — Ver a sua próxima destinação de ferias em video

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!