Outlander 2×01 — Through a Glass, Darkly

Em Through a Glass, Darkly Claire precisa se explicar para Frank e conhecemos o novo vilão da trama.

Queria estar morta”- FRASER, Claire

Sim, Outlander finalmente retornou. Foram meses esperando e torcendo para que a serie fosse renovada e que a febre se espalhasse pelos cinco continentes. A nossa fé foi grande e os produtores atenderam os nossas preces. A turminha toda voltou, agora com direito a diálogos em francês e a trilha de chamada mais linda da televisão.

Vale reiterar que eu não li os livros, logo, tudo será baseado no que me foi apresentado e na emoção sentida (porque eu sei que serão muitas).

Em Through a Glass, Darkly, retornamos a 1948 em Inverness. Foi um choque, não estava esperando rever Frank tão cedo e nem lidar com o drama de Claire sendo obrigada a retornar a antiga vida.

O fato é que os Jacobinos vão mesmo perder a guerra e Claire retorna grávida. Frank, que não vê a esposa há dois anos, a recebe de braços abertos e aqui vale um elogio do tamanho do mundo para Tobias Menzies. Como um ator pode ser tão versátil a ponto de nos fazer odiá-lo por uma temporada toda e em trinta segundos de cena já nos fazer amá-lo novamente? Outlander precisa dele.

Claire tem muito a explicar e Frank aceita as condições da esposa. Seu amor é muito maior que isso e ter a oportunidade de criar um filho supera qualquer mágoa. É claro que saber que Jamie está morto há dois séculos ajuda também. Claire parece estar disposta a ir em frente (ela prometeu a Jamie) e se muda para Boston com o atual marido.

Em dois segundos somos catapultados para Paris, em 1745, e Claire está nos braços de Jamie novamente. Velhos hábitos demoram a morrer e a sensação é de nunca termos abandonado o casal. A química continua lá e a vontade que eu tenho é que existisse um reality deles que eu pudesse acessar a qualquer hora.

O combinado é que os Fraser vão se infiltrar no movimento Jacobinos e não permitir que eles entrem em guerra contra os ingleses. O fato do primo de Jamie ser um Jacobino e morar em Paris ajuda. Em menos de 24 horas, Jamie consegue um emprego e uma casa para morar.

Mas nem tudo são flores, porque Claire não consegue ficar cinco minutos sem se meter em encrenca e decide se intrometer numa confusão no porto. Ela descobre que homens com varíola são retirados do navio e, num ímpeto hormonal (é a única justificação), espalha para todo mundo ouvir que eles estão contaminados e que o barco precisa ser queimado.

O barco é de propriedade de St. German, um empresário poderoso e cheio de ódio. Pronto, já temos a nossa trama desenhada. Preciso me apegar a ele porque vai ser difícil superar Black Jack.

Só tenho duas perguntas: Como Claire volta para Inverness sem a barriga já que tem fotos dela bem grávida em Paris e, como lidar com Jamie falando em francês? Como?

E você? Curtiu? Então não deixe de assistir a promo do próximo episódio.

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER