PLL 2×19 — The Naked Truth

Garotas não brigam honestamente. Elas formam grupos e mantêm segredos, armam. Acabam com você só no olhar.” — Noel

Olha, nossas mentirosinhas estão a mil por hora!!!! Mais um bom episódio de PLL, carregado no suspense e, desta vez, (pasmem!) com algumas revelações bem interessantes e que contribuem e muito para o entendimento da história. Eu acredito que o episódio acertou em dar mais espaço para personagens como Mona, Holden, Jason, Noel, Kate! E também para um grupo bem especial, que começa a juntar as peças do quebra cabeças formado por ameaças de –A e os comportamentos estranhos que as meninas vêm apresentado: as mães.

Em uma aparição interessante, as mães de Aria, Spencer e Hanna, todas voluntárias em um evento da escola que, ironicamente, se chama Truth Up, algo como O dia da Verdade, mostram que não estão tão alheias ao que está acontecendo à suas filhas. “(…)acho que alguma coisa aconteceu com as nossas garotas” — Ashley, mãe da Hanna “E eu acho que foi quando conheceram a Alisson” — Verônica Hastings.

De fato, elas que bem conhecem as filhas sentiram que alguma coisa aconteceu durante o período que conviveram com a Alisson. Eu vejo um pouco de mágoa na fala de Mrs Hastings, não sei se pelo fato de o marido a ter traído com a mãe de Alisson e ter tido um filho, Jason, ou pelo próprio fato da Ali ter aprontado por aí. Insistente eu nessa teoria, não é? Cada dia que passa eu fico mais convicto que há um pouco mais na relação entre os Hastings e os DiLaurentis.

Esse episódio foi quase 100%, passado na escola, durante o evento que citei anteriormente e me faz pensar. A escola se tornou o personagem principal da história nesse ponto, e todas as tramas tem convergido para ela. Às vezes, sombria, às vezes, reveladora. A cena do Noel com a Jenna lendo frases na parede da sala de Música com auxilio de uma luz ultravioleta pode ser uma simbologia dessa revelação.

Uma frase salta aos nossos olhos: EU SEI QUEM MATOU ALISSON DILAURENTIS. Como que os dois sabiam o que achar ali? É preciso uma tinta especial, mas não tão difícil de encontrar, para escrever daquela maneira. E quem escreve assim com certeza quer esconder algo. Antes um pouco, a Jenna havia dito que não confia em ninguém naquela escola. Um dos motivos foi o bullying que sofreu após ficar cega, mas também não confia porque, mais uma vez, ironicamente, consegue enxergar além da beleza da escola e de seus habitantes perfeitos.

E na escola mesmo, nossas protagonistas vivem embates grandes com alguns “inimigos”. Eu sabia que a Kate estava aprontando algo. Num primeiro momento, formulei uma trama mirabolante na qual ela se uniria a –A para detonar a Hanna, mas errei, não é? Mas que Kate é uma boa bitch ela é.

Aria descobriu que o cúmplice Holden está fazendo algo que vai além de esconder dos pais um romance. Seria o Holden ninja? Traficante? Eu jurava que ele estava namorando uma menina negra, que ele havia cumprimentado em um episódio anterior. E se as pílulas forem suplemento?

Já Emily vivendo uma espécie de assédio moral do vice-diretor da escola me surpreendeu. Não me lembro de ele ter a advertido tão severamente quanto nessa temporada. Aconteceu isso, gente? Nesse momento, Mona mostra a que veio. Esperta, um talento da informática, limites morais amplos… Fiquem de olho. E Spencer procurou tanto que achou o pequeno segredo dos pais: ela tem um irmão.

Eu deixei pra lá o confronto entre Jenna e Caleb porque achei desinteressante. Foi de propósito, caros amigos.

E o melhor fica para o final (do meu texto): o misterioso número de telefone encontrado no casaco vermelho da Alisson. Se fazendo amigas de Vivian, as meninas ligam para o número. Vamos especular?

– Não sei quanto a vocês, mas eu bem senti que há uma tensão entre a mulher que atendeu ao telefone e a Vivian. Seria uma esposa magoada?

– E também quando você recebe 6 ligações durante a madrugada de qualquer número só pode ter uma explicação: romance. Será que o homem que retorna as ligações era mais um Humbert da Lolita Ali? Eu já disse aqui que acho que a Ali se meteu em um romance proibido com um cara casado e, a partir desse ponto, coisas ruins começaram a acontecer.

Mais uma vez saímos de um episódio cheio de respostas, mas com o dobro de perguntas soltas no ar. Essa é a história de nossas Little Liars.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER