PLL 5×07 — The Silence of E. Lamb

Ai, gente, The Silence of E. Lamb é exatamente isso: um episódio mudo. Nada avança (mais uma vez) na série. Essa review poderia ter duas linhas, mas, por respeito aos fãs, vamos lá! (Um episódio que nem Mona conseguiu salvar é daqueles para esquecer).

Aria em Radley é algo meio surreal mesmo. A garota se candidata a ser voluntária nas aulas de desenho, pintura, artesanato no manicômio e tem passagem livre aos quartos dos internos? Oi? Passa a ideia que as instituições de cuidados aos doentes mentais nos EUA são uma bagunça! Não é possível que uma menina que parece mais uma mini-miss não chame atenção nos corredores da instituição, a ponto de não ser notada a presença dela nos quartos. Ou Radley é o pior manicômio do mundo ou o roteiro brinca repetidas vezes com a nossa inteligência.

E essa busca incessante pleo papel de Bethany na trama principal também mais parece um beco sem saída. Um caderno, desenhos bizarros… é do Stephen King o roteiro? Mas não é isso que está acontecendo em Under the Dome? O que vai adiantar saber quem era essa menina? O motivo, talvez. O motivo que levou Mrs. D. a ser assassinada. Que muito provavelmente não é o mesmo motivo que levou Ali a forjar sua morte. Afinal de contas, quem está atrás dos DiLaurentis?

PLL 5x07

É de se esperar que a série tome um rumo adulto a partir de agora. Se não tomar, vamos combinar todos de parar de assistir? (BRINKS! vamos ver nem que seja para falar mal). Se Alison acha que os detetives acreditaram no que ela disse… ela é mais da turma das loiras vazias que eu acreditava. Nada encaixa na história dela… e pior: se fosse começar mesmo um CSI: Rosewood, a este ponto, acredito que seria muito mais proveitoso para a série. Ou alguém sério toma as investigações deste caso mais que enrolado ou ele vai cair no esquecimento.

Ah,mataram uma mulher e explodiram uma casa nesta temporada, isso foi muito. Não foi, uma vez que na série há mais promessas e ameaças não cumpridas que fatos concretos que provem algo. Ezra não é -A mesmo? Isso é um grande balde de água fria nos que acreditaram que a série poderia ter um roteiro interessante. Mona não é -A mesmo? Mas agora, ela é wannabe -A. E suas ameaças não colocam medo nem no rato que já estava morto no armário de Paige. Quem é Big -A? E qual o sentido faz de essa pessoa querer tanto o mal de algumas garotas nos subúrbios dos EUA?

Hanna, que eu amo, começa a apresentar problemas. Será a nova Heleninha? Ela, que sempre foi um dos elos mais fracos, está sendo a primeira a dar sinais (lentos) que não suporta mais a presença de Ali em seu convívio. A situação é meio como se fosse alguém que foi deslocada de seu habitat por um tempo e voltou depois, achando que pode ocupar o mesmo lugar que ocupava antes. Les Revenantes ou The Returned? Séries assim nós já vimos.

O próximo episódio (que, alias, já foi ao ar… mil perdões pela demora) essa falta de confiança no grupo vai aumentar, e é nesse momento que esperamos que -A surja, linda! Então, fiquem com o trailer de Scream For Me e até a próxima review (que não irá demorar muito, prometo!).

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER