PLL 6×04 — Don’t Look Now

Pretty Little Liars e a capacidade de nos deixar no escuro, mesmo nos dando respostas.

Todas as estradas nos levam de volta ao Radley.” HASTINGS, Spencer.

Mais uma semana de Pretty Little Liars, mais uma semana que eu não sei o que dizer, só sentir. A série continua com aqueles defeitinhos que a gente já se acostumou, e até incorporou como parte constituinte do todo que o nome Pretty Little Liars representa, mas tem coisas que à essa altura do campeonato não dá pra perdoar.

Vou bater nessas teclas em todas as minhas reviews desse início de temporada, então se você que está lendo não quiser ler algo que eu falei na review passada e na anterior à ela, pode pular esse parágrafo e o próximo. Não sei o que falar primeiro justamente porque não sei o que tá me incomodando mais. Se é a ausência de Mona (que todo mundo parece ter esquecido que existe e também estava trancafiada naquele cativeiro subterrâneo, e que não aparece a dois episódios) ou essa necessidade desesperada do roteiro de fazer com que todo ser humano que se aproxime das garotas sejam potenciais interesses amorosos. Sério. Não tá dando mais pra suportar.

Primeiro porque o roteiro desse episódio seria maravilhoso se não fosse a) a insistente tentativa de fazer Sara e Emily funcionarem como um casal, só para justificar a permanência da moça na série, b) a insinuação de que Ezra e Spencer podem ter uma química, c) a presença do mais novo who? da série salvando Aria de A- e rolando climinha. Gente, para. Pretty Little Liars tem mais pra se preocupar agora do que dar às garotas a continuação da vida amorosa delas.

pretty little liars 604

Entretanto, tirando os pontos de incomodo do roteiro, preciso dizer que achei esse episódio uma delícia de assistir (menos a parte de Spencer revirando o lixo de Aria pra pegar as pílulas). Pretty Little Liars está ganhando ainda mais contornos sombrios em seus episódios, e se antes isso estava atrapalhando a série (já que isso sempre acontecia nos últimos momentos do episódio pra causar a sensação de que algo realmente aconteceu), agora está sendo utilizado pra construir o ponto cego do expectador.

Marlene King disse que esse seria o “Verão de RespostAs”, e realmente está sendo. A gente já sabe que Charles é irmão mais velho de Jason e Alison (o que anula — mais uma vez — a teoria dos gêmeos, mas não de que também é filho do pai de Spencer), que ele foi internado por que tentou matar Alison afogada na banheira, que o papai Dilaurentis ignorava sua existência e que provavelmente era ele que Jessica estava protegendo, e que as grandes respostas estão nos arquivos do Radley. Pra quem, em outras temporadas, chegava ao episódio quatro sem qualquer perspectiva de para onde estamos indo; o que temos agora é ouro.

Ok que ninguém está acreditando cegamente nessa morte de Charles, e na minha mente a teoria de que Charles virou CeCe está cada dia mais predileta a se tornar realidade… Mas temos que dar o crédito se algum maluco com distúrbio de personalidade está fazendo tudo isso com as garotas por que está assumindo a personalidade de Charles é ao mesmo tempo broxante e maravilhoso…

Quando A-/Charles, no final do episódio, estava monitorando as garotas por um ID eu já pensei logo que elas estavam na maca no primeiro episódio porque ele colocou o chip nelas. E se isso for realmente verdade (ele pode estar somente monitorando os celulares delas, o que seria menos psicopático), Pretty Little Liars vai estar chegando num patamar de escuridão e psicopatia que nenhuma série estritamente adolescente já fez.

As garotas estão lidando com o pós-trauma de formas bastante diferentes e divergentes, o que dá uma nova dinâmica à relação das garotas e também aos seus familiares. Spencer está em crise porque quer dormir, mas não consegue, e apelar para drogas é a melhor saída pra ela (já que ela não pode chegar pra terapeuta e dizer que não consegue dormir e pedir a prescrição do calmante, né?). Aria fingindo que nada aconteceu só não é pior do que Emily se achando responsável por Sarah, mas ver a Montgomery finalmente deixando a barreira que construiu em si própria desabar, foi bem verossimilhante.

E Hanna? Bem, me identifico as reações da loira, porque talvez seria como eu reagiria. Mas, Pretty Little Liars quer bater na tecla do desenvolvimento amoroso das garotas e até fez o melhor casal dessa série acabar (só pra meter mais um who na série e ele ser o novo interesse amoroso da loira). As cenas da menina Marin rebatendo Alison quanto à crença total ao que o pai dela falou, e cavando a cova que “pertence” à Charles foram as mais perto do que eu faria. Talvez se sentir invadida por Caleb ter colocado um rastreador no carro e monitorá-la também seria algo que eu faria.

Mas venhamos e convenhamos que há uma certa falta de raciocínio da parte delas, porque todo mundo percebe que elas não estão bem. Elas podem não contar a história toda, mas não tiraria um pedaço delas ir pra uma terapia e de alguma forma se tratarem pra superar totalmente o episódio. Elas mesmas não estão se ajudando…

Com a trama bem desenvolvida (na medida em que a série se permite), caminhamos para a metade da primeira parte da temporada. O meio do caminho onde Pretty Little Liars pretende nos levar até a resposta de qual é a face de Charles DiLaurentis e porque ele fez o que fez com as garotas.

Eu, Moninha e a menina do clipe de Chandelier te esperamos na próxima review! Até lá então!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER