Por que devemos assistir à 2ª temporada de Academia de Drags?

Nova temporada de Academia de Drags começa no próximo dia 18. Saiba por que você deve apoiar essa iniciativa de valorizar a cultura Drag brasileira.

Na última segunda-feira (11) saiu o primeiro trailer da segunda temporada de Academia de Drags, competição brasileira de Drags ao moldes de RuPaul’s Drag Race. A comparação entre as duas produções é óbvia, mas julgar a qualidade dos dois baseado na super produção americana é injustiça.

A primeira temporada de Academia de Drags começou como uma iniciativa independente e com muita boa vontade, afinal, a cultura Drag brasileira é tão lendária quando a americana. Acontece que pelo costume de acharmos que no Brasil tudo é pior, nós já julgamos o reality show muito antes de sequer termos assistido um episódio.

É difícil criticar o primeiro ano do programa e compará-lo com Drag Race quando o próprio programa de RuPaul também não teve um começo tão espetacular no que diz respeito à produção e ao orçamento. E as diferenças entre os dois programas são monstruosas; a começar que Academia de Drags é exibido pelo Youtube, enquanto Drag Race tem o aval e o suporte financeiro da LogoTV, um canal a cabo.

Neste ano, a segunda temporada de Academia de Drags foi financiada coletivamente através do Catarse, e o resultado desse financiamento é possível ver já no novo trailer: vários patrocinadores, maior produção, edição melhor e convidados conhecidos do público mostram que a segunda temporada dá um passo à frente. Nada mais justo.

Estamos em uma época que a arte Drag tem sido muito valorizada, mas ainda damos importância maior ao que é importado. Os shows das ex-participantes de Drag Race lotam, enquanto Drags brasileiras se veem não tão valorizadas, embora o nível seja muitas vezes equiparável.

Querem um exemplo? Bianca del Rio, vencedora da sexta temporada faz exatamente o mesmo tipo de humor que Silvetty Montilla, a apresentadora do reality e Drag com quase 30 anos de carreira. Isso significa que nós temos os talentos aqui, mas eles são pouco valorizados porque lhes falta todo o aparato da indústria. Coisa que agora o Academia de Drags tenta colocar nos eixos.

Precisamos ser sinceros e ver além de toda pirotecnia em volta das Drags de RuPaul. Nem todas fazem bons shows, mas o fato dessas participantes se beneficiarem da exposição que o programa dá pra elas faz com que sua vinda às casas brasileiras sejam por vezes supervalorizadas.

Assistir à segunda temporada de Academia de Drags significa investir na cultura local de nossas artistas. Comparar e julgar nossa cultura com a cultura importada não só é injusta quanto um desrespeito ao esforço dos artistas daqui.

E se você não apoia nossa cultura por achar que aqui não é feito o mesmo espetáculo que é lá fora, você precisa começar a perceber que você não gosta da cultura Drag, mas que você gosta do produto que a indústria do entretenimento americano transformou a arte Drag.

A segunda temporada de Academia de Drags é a chance que você tem de mudar isso.

* Quer conhecer mais talentos brasileiros que não perdem em nada pras Drags de RuPaul? Veja: Ikaro Kadoshi, As Deendjers, Pablo Vittar, Melissa L’Orange e Lorelay Fox. Conhece outras? Compartilha com a gente nos comentários.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER