Precisamos falar sobre aquele clipe da MC Mayara

Ai Como Eu Tô Bandida é o melhor lançamento do ano.

Efeitos especiais incríveis, enredo elaboradíssimo e sensualíssimas patas de camelo. Ai Como Eu Tô Bandida Dois (sim, é uma continuação) tem todos os elementos essenciais para um videoclipe de sucesso. Certeza que só não foi indicado ao VMA desse ano porque não deu tempo mesmo. São tantos os pontos a serem abordados sobre essa produção que fica difícil saber por onde começar.

Mentira, vamos começar com essa imagem maravilhosa que tem como objetivo atrair o público heterossexual masculino e as queridas sapatonas

Clipes de funk fazem MUITO sucesso no Youtube. Tem clipe do MC Guimê com mais visualizações que clipe da Britney Spears (e essa foi uma péssima comparação, porque Plaquê de 100 é realmente bem mais legal que Perfume). O que é maravilhoso e só serve pra mostrar o quanto a internet é um espaço democrático incrível, e que sem ela a gente talvez nunca ouvisse falar de artistas como a MC Mayara. Ou seja, a nossa vida não faria sentido algum.

Eu não sei o que seria de mim sem essa imagem. Eu quero tatuar isso aqui nas minhas costas

Esse clipe já ganha logo nas evidentes referências à série clássica do Batman, mas o ponto-chave aqui é mesmo a capacidade que a moça tem de fazer piada com ela mesma. É bom demais não se levar a sério, e em Ai Como Eu Tô Bandida o humor tá na medida certa (e por “humor na medida certa” leia-se “tosquices maravilhosas e falta de bom senso” ❤).

As drags me lembrando que esse clipe provavelmente tem mais orçamento que a videografia inteira da RuPaul

Como se não bastasse isso tudo, a produção ainda aborda temas sociais importantes como o machismo, o racismo e a homofobia, representados como super-heróis tentando derrotar a Mayara que, com seu poder incrível de transformar homens em diamantes cor de rosa, fica cada vez mais rica e poderosa e trilionária. Sem falar no delicioso KAMEHAMEHA que a linda solta pela pepeka, sempre marcada por uma incrível ❤ pata de camelo ❤.

O que nos dá mais uma desculpa pra postar outro close na xavaska dela (eu espero que os héteros tenham resistido até esse parágrafo) E partindo da teoria de que todo homofóbico é um gay enrustido esse foi o melhor casting desde aquele filme aleatório em que Emma Stone interpreta uma militar com ascendência asiática e havaiana

No final, Mayara é capturada e amarrada estilo Hannibal Lecter (#savehannibal), mas em vez de uma máscara na cara, eles protegem a xxt dela. Obviamente ela consegue escapar, porque homem é tudo trouxa.

Eu pegaria o carcereiro? Sim

Não sei se pelas atuações excelentes, pelo maravilhoso uso do chromakey que pisa em Bad Blood (manda o boleto, Taylor) ou pelo lindo manifesto feminista, por meio do poder da pussy, o fato é que esse clipe é sensacional. E qualquer coisa brasileira que fuja do óbvio e do eixo Sertanejo-Anitta já merece o nosso amor, né?

Moral da história: pererecas fazem isso com você, fique longe delas

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Analisamos o feed de Instagram da dona do pop.

A poc de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!