Prófugos: fugitivos que se reinventaram na HBO

Os fatos que marcaram o final da primeira temporada de Prófugos renderam à série uma oportunidade de se reinventar. Quando a segunda temporada da série estrear, no dia 15 de setembro, veremos nossos principais fugitivos atrás das grades, e isso muda toda a dinâmica do programa.

Mas, o que poderia significar uma perda grave, na verdade trouxe um resultado positivo. E não é surpresa, afinal, a produção da HBO Latin America Originals, em parceria com a produtora Fábula, arrancou bons suspiros de espanto em seu primeiro ano. A segunda temporada promete seguir o ritmo e ascender.

prof-ugos1

O roteiro cheio de mecanismos e alternâncias continua lá. A qualidade técnica ainda imprime a mesma, ou mais, realidade de antes. E isso é apenas resultado de uma série que preferiu fugir dos fáceis efeitos visuais. O resultado continua a surpreender.

Os treze episódios de uma hora foram gravados no Chile e nos contarão os rumos de uma fracassada operação de tráfico de drogas. Veremos o que restou do Cartel Ferragut após a morte de sua líder, Kika Ferragut (Claudia Di Girólamo), e de Oscar Salamanca (Francisco Reyes).

Mario Moreno (Luis Gnecco), Álvaro Parraguez “Tegui” (Benjamín Vicuña) e Vicente Ferragut (Néstor Cantillana) foram traídos por Laura Ferragut (Blanca Lewin), que fugiu com todo o dinheiro e deixou os aliados nas mãos da polícia.

Sobre os próximos episódios, teremos mortes inesperadas. Até lá, veremos como seguem as vidas de Vicente, “Tegui” e Irma, agora fugindo da máfia e da justiça, passando por novos cenários naturais do Chile que são de tirar o fôlego.

Em entrevista com os atores e produtores da série em São Paulo, Pablo e Juan de Dios Larraín nos contaram que estes cenários serão reflexos dos personagens. Segundo os produtores, estes cenários vão do Deserto do Atacama, localizado a 4800 metros acima do nível do mar, até Paines, na região mais gelada da Patagônia.

O primor da produção é tanta que elenco e produção visitaram locais inóspitos, cuja visita é impossível até mesmo a cavalo. Segundo o ator Néstor Cantillana, uma pequena cena exigiu mais de duas horas de caminhada em uma montanha, até chegarem à locação. E não são apenas detalhes como esse que tornam Prófugos uma grande produção. O ator ainda contou que a tensa cena de briga que abre o episódio tomou dois dias inteiros de gravação.

Continue lendo para saber mais sobre as incríveis e hiper-realistas cenas da série.

A Prisão

prof-ugos-3-cartel

Até chegar às paisagens de tirar o fôlego, temos os principais personagens trancados em um cenário forte. Moreno tomou a posição de líder da prisão, sendo um dos detentos mais perigosos. Ele domina a distribuição de drogas por trás das grades e sua única preocupação é se vingar daqueles que o colocaram ali.

O enredo da prisão é amplamente baseado em fatos reais que abalaram o país. Desde o incêndio que toma a prisão e resulta em milhares de mortes, até a escapada em um balão, tudo isso de fato aconteceu no Chile. A imprensa do país chegou a questionar a delicadeza de tocar em temas tão recentes e dolorosos como estes.

Mas a realidade não fica apenas como inspiração de roteiro. Entidades do governo chileno aceitaram aparecer na história e isso é algo novo em produções do país. Vemos marcas, uniformes e prédios reais participando da história.

Além disso, o principal cenário do primeiro episódio serviu como penitenciária durante muitos anos, até ter parte de seus muros destruídos em um terremoto. O trabalho de arte ainda completou o ambiente, que foi populado por figurantes que sabiam exatamente como era estar lá.

Luis Gnecco, o Moreno, nos contou que os atores extras eram todos ex-presidiários, mas que ninguém do elenco sabia disso. O ator disse que descobriu a verdade quando um dos figurantes lhe disse o quanto estar ali o lembrava de seu passado atrás das grades.

Para Cantillana, que vive Vincent Ferragut, atuar em uma prisão verdadeira ajudou em seu trabalho do ator. Não há um trabalho de efeitos gráficos, portanto, o que acontece ali é real. Como as cenas de incêndio da prisão e mesmo as cenas de briga. Ver o fogo tomando conta dos cárceres, sentir o calor das chamas verdadeiras, tudo isso foi de grande ajuda.

A prisão traz para a série uma diferença de ritmo gritante em comparação ao que estávamos acostumados. Mas isto não é ruim, apenas necessário para contar o que aconteceu neste intervalo de 18 meses. A partir do segundo episódio, a corrida contra todos volta a ser o principal motor do roteiro.

Na próxima e última parte você saberá mais sobre a dinâmica dos personagens, um dos pontos altos da série. Clique no link!

O destino dos personagens

prof-ugos-2-moreno

A mais notável mudança é de Vincent. O veterinário que não queria entrar para o cartel agora não tem o que perder. Sua irmã Laura (Branca Lewin) volta ao Chile acompanhada por Don Freddy (Alfredo Castro), seu novo aliado e sócio. Juntos, eles realizarão uma complicada operação para traficar heroína do Norte do Chile até a Austrália.

Já Moreno, abandonado por todos, será ainda mais violento. Objetivo do personagem é causar danos e ele vai conseguir quando cruzar com os fugitivos novamente. O magnetismo entre eles ainda existe e é forte. Gnecco nos contou que sentiu falta de estarem mais próximos nesta temporada.

Para ele, quando os prófugos se juntam há uma tensão natural que facilita o trabalho desta parte do elenco. Para ele, muito acaba sendo traduzido apenas em olhares e expressões. É mais fluído.

Apesar da distância com os fugitivos, Moreno acabará estabelecendo relação com um personagem da primeira temporada. Ele terá uma ajuda inesperada que o fará perseguir seus ex-colegas.

Nessa nova temporada, também temos a volta de Antonia Zegers como Macarena, que agora exerce o cargo de ministra do governo. Alfredo Castro, Cristián Campos e Diego Muñoz, entre outros atores chilenos, ainda se juntam ao elenco original.

Todos esses personagens terão seus caminhos cruzados em uma corrida de tirar o fôlego, tratando de temas como tráfico, violência e abusos. A fuga descontrolada os afastará cada vez mais do que já foram um dia e o inesperado poderá acontecer a qualquer momento.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER