Rede Globo x YouTube

appglobo

Até pouco tempo atrás, sempre saíam notícias da Rede Globo atacando e tirando do ar todos os vídeos com conteúdo seu. São os direitos autorais, que não podiam ser violados. A emissora detém os direitos de suas produções e não acha certo que terceiros lucrem com isso sem dar nenhuma contribuição.

Mas na semana passada surgiu a notícia de que a emissora reviu seu posicionamento e agora pretende abrir um canal no Youtube. Dizem que pesa o fato de ser a única grande — a nível mundial — que não figura na rede social. O que é uma besteira, né? Esse não pode ser o motivo para a reavaliação.

No Brasil, quem sabe lidar com as redes sociais é o SBT. A Band tem parceria com a UOL e hospeda seus vídeos lá, além de não se opor aos “piratas” do Youtube. A RedeTV, idem. A Record tem seu megaportal, mas tem o canalzinho na rede do Google. Mas o SBT, esse faz tudo certinho mesmo. Coloca alguns programas na íntegra pouco depois da transmissão.

Logo SBT Brasil

A questão é a filosofia e o plano de negócios de cada emissora. Sabemos muito bem que a cada dia que passa a audiência da TV aberta cai. É a tal da segmentação da mídia. Nós vamos nos dispersando e tentando aproveitar o que tem de bom na TV aberta em outras mídias. Não adianta eu querer ver uma entrevista do The Noite mas dormir antes de começar. Não dá mais para imaginar que o espectador está condenado a nunca mais poder assistir algo porque perdeu a hora.

Tão absurdo quanto nunca mais poder ver seria o canal “perder” tempo para reprisar. Até porque a segunda opção poderia gerar o problema todo de novo. Nisso a emissora consegue se aproveitar das novas possibilidades. O Youtube permite ao SBT reprisar o programa a qualquer momento, sem ocupar a grade do canal e sem custos. Com lucro até.

Na pior das hipóteses, os vídeos não-oficiais servem como divulgação para os programas e emissoras. Podem se converter em audiência. E porque a maior emissora do país prefere ficar fora da festa, então? Isso é muito simples de entender.

Por ser a maior e ser quase onipresente no Brasil, a Globo não precisa participar para ser lembrada. Em geral, o canal é líder de audiência na TV aberta. Em alguns horários chega a ter mais audiência do que os outros canais somados. Na TV paga, o sistema conta com mais de 15 canais, todos com bons índices.

A Globo é tão forte que ela não vê necessidade de estar no YouTube, só para aparecer. Ela tem seu próprio serviço on demand na internet. O portal é um concorrente direto do Netflix, por exemplo. A programação do canal está todinha disponível, através do site. Claro, há um custo pela assinatura.

Por isso que faz todo o sentido, agora, aproveitar a rede social para dar um up no próprio serviço. O plano é estar no Youtube com material extra. Comerciais e making of da programação. O canal ali será uma vitrine, não uma alternativa. Uma excelente forma de se divulgar e ampliar a sua participação na internet.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER