Revenge 2x21x22 — Truth Part 1 & 2

– Sabe, há algo de que nunca pude reclamar sobre você. Nós duas temos mais em comum do que somos capazes de admitir. — Grayson, Victoria.
– Diga-me. — Thorne, Emily.
– Ferocidade. Aliada à determinação para conseguir o que queremos, custe o que custar. Não esqueça que estou nisso há muito mais tempo que você. E, se continuar a tentar separar meus filhos de mim, prometo que não apenas falhará, como irá sofrer. E não tenha dúvida de que não terei piedade. — Grayson, Victoria.
– Como é triste para você, Victoria. Dos seus três filhos, os dois que decidiu reconhecer não querem nada de você. Essa é a verdade.” — Thorne, Emily.

A obra-prima de Mike Kelley.

Não existem palavras suficientes em nossa língua-mãe capaz de definir o quão incrível foi esse season finale. Isso é Revenge, essa é a série que tanto amamos! Tanta coisa aconteceu, tantas informações foram dadas e tantas verdades foram descobertas que eu nem sei por onde começar. Ainda estou em êxtase com tantas sambadas.

Truth veio para concluir um ciclo, unindo todas as pontas que, até então pareciam soltas. O grande plot, visto também como grande problema dessa temporada, foi a Iniciativa. Hoje, com uma visão completa da obra, podemos concluir que ela não era esse bicho de sete cabeças. O grande problema não foi a Iniciativa em si, mas todo o mistério envolvendo essa organização, o telespectador se sentia perdido e acabava se desinteressando pela trama. Mas toda essa complexidade foi de total importância para o maior tapa na cara que a série poderia nos dar: não existe Iniciativa, não da forma que imaginávamos.

Revenge 2x21

Conrad se consagra como o grande vilão de Revenge. Ele fazia parte da Iniciativa, estava por dentro de todos os planos dessa organização e os Grayson não corriam perigo algum. Com essa revelação toda a história da segunda temporada se entrelaça, ganha sentido e é lançada a um novo patamar. Conrad é o responsável por tudo, é ele quem deve ser o alvo principal de Emily. Com Manhattan ainda se recuperando do caos que o blecaute trouxe, ele encontra o clima perfeito para por o seu grande plano em ação.

Long Live David Clarke! Um atentado terrorista a Grayson Global “cometido” em nome de David Clarke. Conrad é simplesmente genial! Ele destrói sua empresa, mas ganha todo o estado de Nova Iorque. Mas ele queria mais, ele queria Jack morto.

Claro, prever os atos de Deus é impossível. A menos, é claro, que alguém decida brincar de ser Deus” — Grayson, Conrad

Desde o princípio sabíamos que um personagem morreria, e foi incrível a forma como a trama brincou em cima disso. A cada nova cena um novo personagem era posto em xeque, o alvo mudava a todo instante, foi um samba de explodir cabeças e parar corações. Mas no fim só um coração parou, o de Declan Porter. Foi surpreendente e muito emocionante. Até então, eu não colocava muita fé na atuação de Connor Paolo, mas hoje, graças a ele, a categoria atuação ali em cima pôde ser preenchida com cinco estrelas.

E finalmente, depois de tanto quebrar a cabeça, descobrimos o segredo de Takeda: sua esposa era aeromoça no voo 197. Ele tinha sua própria vingança contra a Iniciativa e ao conhecer a de Emily, juntou a fome com a vontade de comer. Takeda e seu segredo acabam se tornando mais um motivo para Ems seguir sua jornada, e espero sinceramente que ela não se perca no sentimentalismo, se vingar dos Grayson pode mostrar bem mais apreço e sentimentos do que chorar uma morte.

Nolan ganha o merecido destaque como o novo David Clarke. Todos ficaram surpresos quando o FBI invadiu a Nolcorp e colocaram nosso divo-nerd com a cara no chão, mas a pergunta que fica é: quem denunciou Nolan? Conrad? Aiden? E como nem todo o FBI é igual ao de The Following, Nolan se ferrou mais um pouco pelas gravações de seus encontros com David e principalmente por um depoimento de Padma, que veio do além pra jogar uma última pá da cal. Certeza que esse vídeo da defunta é obra da Iniciativa.

Revenge 2x22

Já Aiden passou por um milhão de situações. Planejou fugir, tentou convencer nossa revenge girl a fazer o mesmo, apanhou dela, foi preso, foi solto e brigou com Daniel entre uma cena e outra. Confesso que a última luta que eles travaram na casa de Emily me deixou tenso, não pelo cliffhanger da possível morte de Aiden, mas por medo de Daniel descobrir a verdade sobre Ems. Uma coisa é certa, se o britânico tiver denunciado Nolan, ele merece morrer, se não, ele merece morrer do mesmo jeito.

E o que dizer de Queen Victoria? Diálogos mais que perfeitos, tanto com Emily, quanto com Conrad. Em ambos as cartas foram postas sobre a mesa, chega de ameaças veladas, era a hora da verdade, mas a verdade machuca e nem todos conseguem conviver com ela. Ao trombar com Jack armado e sedento por vingança, Victoria pede para que ele acabe com o seu sofrimento, mas não era a hora da Rainha, porque uma grande surpresa a esperava. Quando Victoria abre a porta e faz imediatamente uma cara de surpresa, eu já estava gritando “David Clarke is alive”, mas não foi dessa vez.

– Patrick? — Grayson, Victoria
– Olá, mãe.” — Patrick.

Jack estava on fire! Com mil e um motivos para se vingar dos Grayson, o alvo de Jack era Conrad, e a essa altura do campeonato ninguém queria ver o Sr. Grayson sofrer nenhum mal, mesmo merecendo. Mas ao ter o alvo na mira e o dedo no gatilho, Jack é interrompido. Chegou a hora Revenger’s, a hora da revelação da verdade.

Foi simplesmente a cena mais linda, mais emocionante de toda a série. Emily VanCamp transmitiu em um olhar uma gama de sentimentos. O amor de Emily para com Jack é verdadeiro e ela não aguentaria vê-lo se autodestruir.

Mike Kelley encerra seus trabalhos em Revenge da melhor forma possível, ele praticamente zerou a série para o novo showrunner reiniciá-la. Muitas perguntas ajudarão na condução da nova temporada. O que será de Charlotte e seu bebê? O que Conrad fará com mais poder na mão? O que acontecerá Nolan? E quanto a Daniel e Aiden? Como a chegada de Patrick influenciará na história? Jack perdoará Emily? Serão eles um casal vingativo? Como será a nova temporada sob nova direção? Sentiremos falta de Tio Mike Sambista?

Muita vingança pra vocês!

– Emily, vá embora. Isso não é da sua conta. — Porter, Jack
– Claro que é da minha conta. Se tivesse te deixado só desde o início, nada disso teria acontecido. Não jogue sua vida fora por causa das escolhas que eu tomei. — Thorne, Emily
– Quais escolhas? Do que está falando? — Porter, Jack
– Jack, olhe para mim. Lá no fundo, você sempre soube a verdade. Eu sou Amanda Clarke.’’ — Thorne, Emily.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!