Revenge 3×22 — Execution [Season Finale]

Todos temos desejos, Grayson. Eles apenas têm um preço.” — MOSTROWSKI

Classificar Execution foi extramente difícil. Pra ser sincero, me contrariei em dizer que o último episódio de Revenge foi o melhor de todas as temporadas. Quer dizer, como definir qual dos dois é o melhor, sendo que ambos surtiram efeitos estrondosos na minha cabeça? Execution mudou completamente o jogo, desbancando tudo de uma só vez , como poucas séries tiverem coragem suficiente de fazer.

Bom, começarei focando na nossa Grayson-Clarke mirim. Sei que o episódio teve coisas maravilhosas para serem relatadas inicialmente, mas tenho que lançá-la primeiro para deixar o melhor para depois. Achei um pouco desagradável, ela entregar Jack a policia pelo envolvimento no seu sequestro. Claro, não é como se Charollete não tivesse um motivo para querer Jack preso, desde que ela deduz corretamente que ele era o “sequestrador” que a libertou na semana passada. No entanto, sua forma de lidar com as dificuldades sempre a deixou um pouco imatura, especialmente quando está protestando contra todos por se atreverem a ter uma opinião sobre o seu pai, quando na verdade, nem ela mesma não conhece nada a mais sobre David Clarke como qualquer pessoa aleatória que lê o noticiário de um jornal.

Na tentativa de segurar Charlotte, Jack segura seu ombro, fazendo com que surjam flashbacks de seu sequestro, exatamente do modo que o raptor fez ao deixá-la livre. Charlotte o denuncia, e em pouco tempo, Jack vai para a delegacia para responder algumas perguntas sobre o rapto. Agora lanço uma pergunta, sendo ele ou não o sequestrador, por que levá-lo a prisão se a única coisa que o cara fez foi revelar a verdade sobre David Clarke através dos vídeos? Não teria sido um favor? Deixo essa questão em aberto.

Revenge-3x22

Então, finalmente chegamos a Aiden. Sim, em retaliação por Conrad ter assassinado Pascal a sangue frio, Victoria decide que Emily tem que perder alguém que ela ama. Será que Victoria acha que Emily é única responsável por tudo de ruim que aconteceu a sua volta? Sim, Emily é uma espécie de razão por Pascal ter ido parar no telhado, mas ela estava tão chocada quanto qualquer um, ao ver Conrad empurrando Pascal contra as hélices do helicóptero. A resposta de Victoria foi exatamente à mesma proporção, drogando o chá de Aiden para paralisá-lo e depois, sufocá-lo com um travesseiro. Antes de qualquer coisa, essa cena me deu arrepios. Já esperávamos a saída do ator da série, mas precisava ser tão chocante? Alguém conseguiu esquecer aquela lágrima caindo do seu rosto? No entanto, com eu disse, foi uma vingança meio que injusta. Mas demonstrou a verdadeira sanidade de Victoria, que amarra muito bem na conclusão do episódio. Falarei mais sobre isso daqui a pouco.

Emily segue para o Stowaway depois de ver a notícia de que, devido à prisão de Conrad e todas as novas provas obtidas, todas as acusações contra David Clarke foram retiradas. É um pequeno momento glorioso, com expressões maravilhosas de Emily VanCamp, ilustrando que essa não é apenas uma vitória, é o culminar de uma viagem. Como explica Jack, Emily fez o impossível, e ela não só homenageia David Clarke, com suas ações, mas também Amanda e Declan. É um raro momento de triunfo genuíno em Revenge — que deve ser uma dica de que sempre que isso ocorrer virá algo pior para abalar novamente nos vingadores dos Hamptons.

Esse momento acontece quando Emily encontra o corpo de Aiden, prestativamente parado em seu sofá, carregando a feição do mesmo momento em que foi morto. Emily novamente dá um show nessa cena, carregadas de gritos que, não intencionalmente, fez soar como a Amanda dos flashbacks.

Nosso tecnólogo favorito quer vingança em nome de Aiden, suas lágrimas escorrem enquanto conta a Gideon Lemarchal que Aiden era seu amigo. Claro, eles viveram juntos por um tempo, mas Aiden parecia ser em todos os momentos exceder o limite de tolerância com Nolan. Foi um pouco chocante ver que a morte de Aiden o afetou tão profundamente. Especialmente quando sua história termina com Daniel sendo enquadrado pela morte de uma bela jovem. Você percebe que Nolan não é um fã de danos colaterais, e que ele teria preferido que Gideon desse início ao trabalho sem que ninguém tivesse morrido. Mas, como explica Gideon, não houve jogo sujo. A mulher simplesmente não conseguiu reconhecer seus limites e acabou morrendo de uma combinação de álcool, drogas e uma grande overdose. Não sei o que isso vai significar para Daniel ou para Nolan. Gosto quando a imprevisibilidade sai deixando os seus rastros.

Naturalmente, tudo o que eu já falei até agora foi seguimento para o evento principal. O que falar dos dez minutos finais em que Emily lança seu último plano cavando a sepultura de Amanda Clarke? Aparentemente, isso atraiu a atenção de Victoria, exatamente o que Emily queria. As duas têm umas das melhores químicas (inimigas) que eu já vi na TV, criticando uma a outra sem perder a civilidade. É uma coisa fantástica, e atinge seu ápice com Emily atacando Victoria com a mesma pá e que tentava cavar a sepultura de Amanda. Quer dizer, nada como duas rainhas mostrarem que tem um verdadeiro potencial além de cortar cabeças né?

E só então percebi o como fiquei desapontado ao ver que Emily nunca iria chegar ao grande momento de se revelar quem realmente era, uma vez que Victoria descobriu a verdadeira identidade de Emily sozinha. Bom, eu estava errado, porque, com a cena final, eu vi que a série substituiu essa cena com algo muito melhor: Victoria descobriu a verdade, mas sem ter absolutamente ninguém para acreditar nela.

Conrad tem tido um movimento áspero na prisão, sendo agredido por um guarda que sente que ele está se sobressaltando muito fácil. No entanto, ele revelou mais tarde que o guarda corrupto é realmente um dos agentes de Conrad: o homem fingia odiar Conrad, de modo que uma vez, inevitavelmente, o libera sem deixar suspeitas. Nada disso realmente importa, já que sabemos agora que Conrad nunca vai chegar a lugar algum nessa vida. Enquanto passeia pela estrada a caminho do avião que o espera para levá-lo embora, temos um momento memorável ao som de “Softly as I leave you” (mais uma maravilhosa cena com esse ator), ondo logo uma van surge estacionando atrás dele. Alguém vestindo um moletom com capuz sai, e Conrad ao ver o seu rosto antes de nós, exclama: “Não pode ser!.” O homem esfaqueia Conrad, deixando-o mortalmente ferido no lado da estrada. Ao remover o seu capuz descobrimos finalmente a sua identidade, e claro, é o David Clarke. Porque é claro que é. Quer dizer, ele era a única pessoa que restava para fazer essa proeza. Confesso que acreditava arduamente que Revenge não cometeria esse erro, uma vez que tendo David de volta, prejudica toda a série. Afinal, onde ficou toda a ideia de vingança? E como um pai pode ter jogado a filha aos cachorros por todo esse tempo? Ele não era um cara bonzinho que através dos seus diários mostrou a Emily toda a verdade?

Esta season finale abre um leque de perguntas: além de trazer de volta o personagem central de volta dos mortos, como segue a vida de Emily a partir daqui? Como David Clarke esteve vivo o tempo todo? Será que Jack tem outra escolha a não ser derramar a verdade sobre Emily para os policiais (para que ele não acabe na prisão e deixar Carl sem pai)? Será que Charlotte sabe que Emily é sua irmã? Como o Daniel vai sair de seu mais recente emaranhamento, e qual o papel que irá desempenhar nas consequências com Nolan? E, por último, o que vai acontecer, quando Victoria sair do hospital psiquiátrico? Em suma, Revenge deixou uma quantidade insana de perguntas sobre a mesa, e se antes eu estava animado sobre a quarta temporada, agora estou espumando ansiosamente para outubro chegar e desenrolar tudo o que está acontecendo. Parabéns, Revenge! Por dar todos os motivos de amar essa trama!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER