Revenge 4×14 — Kindred

Quer ouvir sobre a vez que trabalhei disfarçado?” — HUNTER, Ben

Agora que Malcolm Black saiu de cena, a série entra novamente em um período de transição e pela primeira vez nenhuma ameaça eminente caí sobre os personagens principais. Claro, Margaux anda rodando na surdina, esperando para atacar e desenterrar toda a sujeira sobre Emily Thorne. Mas pelo que presenciamos em Kindred, não há um senso de urgência sobre o assunto. Em outros aspectos, é uma mudança de ritmo para Revenge.

Dito isto, gostei muito dessa sensação de liberdade na narrativa da série. Parecia uma obrigação todo episódio abordar uma questão de vida ou morte para algum dos protagonistas. Kindred nos deu espaço para respirar (além de todos os moradores dos Hamptons, é claro). E é mais fácil apreciar a gravidade que esses personagens enfrentam, quando podemos lembrar de uma época em que eles não estavam enfrentando tal perigo. Portanto, faz sentido que iríamos ter um episódio em que o clímax não seria sobre Emily ou Victoria, mas sobre Louise e sua missão de provar que não matou seu pai.

Depois do seu irmão, Lyman, apresentar-lhe um relatório policial que implica na morte do seu pai, Louise procura a ajuda de Emily para solucionar o mistério. Usando uma tática de recuperação da memória que ela aprendeu no Japão, Emily induz Louise a se lembrar do dia em que seu pai caiu da escada. O que não deu muito certo, mas graças a Nolan, Louise recebe o verdadeiro relatório policial que a exonera de qualquer delito. É nesse momento que descobrimos que foi a mãe de Louise que o matou, além de saber sobre o caso que ela estava tendo com o juiz local. Louise essencialmente começa sua vingança, e Emily e Nolan desempenham um papel de vingadores profissionais, eles não apenas ajudam Louise reconquistar a sua confiança (permitindo que ela não só tire à mãe da jogada, mas também cortar o apoio financeiro a seu irmão Lyman), como também conseguem entregar uma porção de vingança para alguém inteiramente merecedor.

Revenge-Nolan-Ross-Louise-Kindred-04x14

E volto a repetir, isso assemelha à antiga Revenge, em que cada semana contávamos com Emily e Nolan derrubando um Hampton diferente de maneiras cada vez mais interessantes. Podemos destacar Emily fingindo ser uma inspetora para o Departamento de Saúde Mental do Estado de Nova York, a fim de retirar Louise fora de Claremont , e Nolan “movendo o céu e a terra” para rastrear o primeiro entrevistado na noite do assassinato do pai de Louise. Sendo mais direto, os dois são um time, e é incrível o que eles podem fazer quando estão lutando por uma causa em que acreditam. E, para melhor ou pior, eles acreditam em Louise.

Mas Emily Thorne tem problemas maiores em seu horizonte do que apenas a vida de Louise. Margaux ainda está procurando uma maneira fumegante para arruiná-la de uma vez por todas. Ela contrata seu capanga para desenterrar todo tipo de segredo em torno da falecida Amanda Clarke. Isso inclui tirar fotos de Emily com David, e publica-las como dois amantes. Margaux, no entanto, ainda continua insatisfeita e exige algo mais substancial. Levando seu capanga vigiar onde Emily for, na qual em uma conversa com Jack, nosso ex-policial expressa sua angústia sobre ter matado Kate e ajudado a ocultar o seu corpo.

Alguém poderia pensar que Margaux ficaria maravilhosamente encantada, mas nos surpreendemos por ela ter ficado furiosa em saber de tal fato, talvez porque ela e Jack já tiveram uma história, ou por ainda parece ter carinho e respeito por ele. Margaux quer derrubar Emily sem causar danos colaterais em pessoas inocentes, e enquanto tiver um reservatório aparentemente inesgotável de recursos à sua disposição, ainda é cedo para afirmar se ela vai continuar nessa recua ou não.

Depois de admitir o quão culpado ele se sentia sobre as coisas que fez ao longo das últimas semanas, Jack acaba por desistir de ser um policial. O que deixa Ben muito irritado, exigindo uma explicação. Então Jack acaba deixando o casamento de Nolan e Louise, a fim de conversar sobre isso com ex colega de trabalho. No entanto, uma vez que ele chega ao seu encontro, Jack encontra Ben e Emily se beijando, uma vez que Emily agora se sente segura o suficiente para namorar com um cara normal feito Ben. Foi um desenvolvimento interessante, que acabou me conquistando aos poucos, não que Ben seja melhor do que todos os caras que Emily já ficou, mas porque ele conseguiu expressar uma verdadeira aceitação da realidade vivida por ela. Apesar de David tentar convencê-la de recuperar o nome Amanda Clarke, Emily não sente capaz de retomar a vida deixou para trás. Em um momento de introspecção genuína, ela admite a Ben que nunca pensou que voltaria ser Amanda Clarke um dia novamente. Como também confessou que depois de completar sua vingança, desapareceria em uma nova vida e uma nova identidade, deixando Emily Thorne para trás.

Então, Emily (e todos nós) nos derretemos quando Ben questiona: “quer ouvir sobre a vez que trabalhei disfarçado?’’, bingo, Jack chega a tempo de vê-los se movendo direção a cama/quarto de Ben. Se você é fã do Sr. Porter, assim como eu era fã incondicional do Aiden, podemos dizer que até houve dicas sutis, aqui e ali, que Jack ainda carregava uma tocha acesa para o lado de Emily, mas sinto em lhe dizer que se quatro temporadas não foram o suficiente para juntar os dois, não sei mais que plano mirabolante ainda vão fazer para que esse fato aconteça. Vamos que esperar que esse triangulo amoroso pegue fogo, já que enquanto Daniel estava vivo, guardava as lavas do vulcão inteiro para ele sozinho.

E não esquecendo a nossa grande rainha, não poderia deixar de destacar a melhor cena de todas: Vic reconstruindo o seu império, chantageando as mulheres do seu círculo social depois de deixarem de participar de um leilão de arte em benefício da fundação Daniel Grayson. Victoria rapidamente prova que ela não é tipo de pessoa que alguém quer ter como inimigo, uma vez que conhece todos os segredos das suas amigas e não teria nenhum escrúpulo em revelá-los ao mundo. É um Jogo de poder que não só abre os talões de cheques de seus amigos, mas também ganha a ela a respeito de uma recém-chegada aos Hamptons, Natalie Waters.

Ainda assim, a série peca em não nos dizer por que Victoria continua mantendo a natureza da morte de Daniel, já que Malcolm Black agora está morto e incapaz de atormentá-la. Seu amor David? Mesmo assim, continua sem sentido, já que isso não causaria nenhum dano à família Clarke. E não vamos dizer que ela se preocupa com Jack né? Sejamos francos. Contudo, Vic recebe uma bomba novamente: outra morte na família. Poderia ser a morte de Charlotte? (Gritos e aplausos, por favor). Ou seria Patrick? E já que estamos falando de Revenge, e se for alguém que não conhecemos? Quaisquer umas das respostas encaixariam perfeitamente, mas não acho que qualquer uma das três me surpreenderia.

Kindred permitiu que Revenge alterasse a ordem das cartas, conforme caminhamos para a segunda metade da quarta temporada . Não tenho certeza como será o conflito final dessa série, mas estou confiante de que Revenge vai oferecer uma experiência gratificante. E, realmente, isso é tudo que pedimos de qualquer novelão do horário nobre.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER