Revenge 4×16 — Retaliation

Pronto para ver os fogos de artifício, amigo? — PORTER, Jack

Lembra quando Victoria Grayson foi a “queen of the Hamptons”? Bom, o jogo virou, e agora presenciamos uma simples moradora qualquer, perdida entre os ricos. E tudo o que o restou de lembrança do seu antigo reinado, foram os vestidos milionários (ta legal, forcei a barra, mas Vic mesmo estando pobre, vive na mesma forma ilustre), e alguns cães selvagens da qual ela nem se quer sabe o nome. Por quê? Porque vovô Grayson deixou toda a sua herança para uma enfermeira chamada Natalie e aqui temos uma verdadeira guerra dos tronos, entre duas mulheres que fazem de tudo para não perder o seu reinado.

Começamos com Victoria e Lyman saindo do prédio justiça. Vic reclama que perdeu o caso “muito rapidamente” e logo Lyman é dispensado. Isso já me deixou triste, foi um plot tão rápido, que nem sei se pode ser chamado assim. Quer dizer, no episódio passado construíram toda uma lógica para isso, agora, em uma cena de 30 segundos ele é desfeito. Bom, sei que estamos falando de Revenge e em uma semana tudo pode mudar, mas calma aí, né. Natalie que atua como a nova dona da coroa, decide fazer o evento mais aguardado dos Hamptons: a festa anual de quatro de julho. Um convite chega nas mãos de Victoria, e claro, temos a melhor cena de Retaliation.

Achei forçada a relação entre David e Natalie, eles realmente pareciam um casal de namorados, sendo que mal haviam conversado (mas pra quê esse lance de conversar né? Afinal, ela deu um barco para o David!). Mesmo assim, achei forçado. Victoria tenta alertá-lo que Natalie era uma vigarista, e David com aquele jeito durão, não acredita nas palavras da sua ex. O que me revolta é exatamente isso. O cara sofreu um inferno, foi traído por Deus e o mundo, e ainda caí em armadilhas. Sério, não entendo porque os escritores fazem David como um expert contra ciladas. Emily saí ganhando de dez a zero, então não podemos aplicar que filho de peixe, peixinho é. Porque ao contrário do pai, ela deu um show nesse episódio.

MADELEINE STOWE, JAMES TUPPER

Voltando para os fogos de artifícios (não estou falando dos decorativos), David foi feito de fantoche e é nessa hora descobrimos que Natalie na verdade, era uma vingadora e seu principal objetivo: destruir David Clarke. Não é uma grande novidade, mas pelo menos fez sentido ao plot da personagem. A nova rainha, na verdade, era uma ex amante de Conrad Grayson e ao descobrir da morte do seu amado, resolveu fazer uma pressão psicológica em cima do pai dele e tirar toda herança pertencida a Victoria. Como já falei do ditado do peixinho, aqui segue um para Victoria: levanta a cabeça, se não a cora cai.

E a verdade, é que, Victoria nunca deixou a sua coroa cair. E é nessa hora que aplaudimos de pé a maior queen de todos os tempos. Ela estava certa sobre todos os males feitos de Natalie e só precisou da gravação da sua inimiga revelando tudo para David, para ter o seu reino novamente. Não tenho ideia do que vem a seguir, mas esse quatro de julho é histórico em todos os sentidos. E nem mesmo David Clarke pode discordar.

Louise vem me conquistando cada vez mais, mesmo que em Retaliation deixaram a totalmente sem sentido. Vou repetir o mesmo argumento que utilizei no início do texto, os produtores de Revenge esquecem o crescimento do personagem, e jogam toda a sua história no lixo, para uma única cena fazer sentido. Se analisarmos bem, Louise foi de uma psicopata, há uma verdadeira dona de casa. Sua família destruiu a sua vida, e o lance dos remédios errados, deu até pra encobrir de forma meia boca, seu lado psicopata. E o que eles fazem com tudo isso? Esquecem. Aí do nada ela surge boba e inocente e caí nas lábias do irmão, que fez da sua vida um verdadeiro inferno.

Perdoamos ou não? Até Nolan, que em minha opinião, é um dos poucos personagens mutantes (que continua sendo o mesmo amigo nerd e não mudou de profissão ou de personalidade), teve uma crise existencial por causa de Louise. Vou ficar com a parte do perdão, porque Lyam trabalhava para Margaux e a cena de Louise chorando por sua morte foi majestosa. Uma nova mutação de personalidade? Talvez. Não sei o que querem com a ocultação do assassinato de Lyman, mas não achei um plot ruim, pelo contrário, Elena Satine só demostrou ser uma grande atriz, e pelo jeito é capaz de incorporar qualquer novo drama que vir por aí.

E como sempre, deixo por último as partes desnecessárias. E pela primeira vez Emily Thorne é citada nesse parágrafo. Foi bem fraquinho o sub-trama entre ela e Ben. Não sei se pensaram a mesma coisa, mas o fato de salvar a ex mulher do Ben, não foi lá grande coisa como a promo demonstrava ser. Tudo bem que serviu para os dois ficarem mais próximos e presenciarmos um Jack enciumado, mas fora isso, o que teve mais de promissor? Dessa vez Margaux não tinha o que fazer, mas pelo menos se retratou dando um falso flagrante no carro de Jack. A cena foi de partir o coração, ainda mais por envolver o Carl e todo aquele choro. “Não toque no meu filho”, foi realmente triste, vivenciar algo onde um inocente não tem culpa de nada.

Podemos comparar Retaliation como uma montanha russa, ou seja, teve seus momentos de altos e baixos, mas não deixou de produzir adrenalina durante o seu trajeto. Não foi digno de quatro estrelas, mas… ainda assim me prende nesse mundo que só Revenge é capaz de fazer.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER