RuPaul’s Drag Race 7×12 — And the rest is drag

Repleto de conflitos, Episódio And the rest is drag mostra muita manipulação e pouca veracidade em seus dramas.

Era previsto que após a eliminação de Katya a temporada se tornasse (ainda mais) chata. Em um episódio em que finalmente descobrimos quem forma o trio de queens que disputarão o título de next drag superstar é comum que as emoções aflorem.

Porém, com a falta de veracidade e o excesso de fabricação, os momentos que deveriam nos comover pelas histórias das competidoras que restaram no programa causaram mais estranheza do que compadecimento.

Muito disso é culpa da edição ruim da temporada, que perdeu diversas chances de mostrar o que há por trás dessas artistas que compõem seu elenco. Os desafios foram mal pensados e com frequência se repetiam. E a consequência disso foram as poucas chances que temos de vermos o que essas drag queens são quando não estão montadas. O único momento em que o drama realmente pareceu espontâneo foi justamente com Katya, quando ela contou sobre os seus vícios.

And the rest is drag começa com uma tentativa de conflito por parte de Kennedy e Ginger, que forçaram uma divisão em duplas do grupo. De um lado temos as “experientes e profissionais” contra as “jovens inexperientes” e por todo o episódio o clima de rivalidade seguiu essa linha.

RuPaul’s Drag Race 7x11 – And the rest is drag (1)

O grande problema disso é que esse embate veio tarde demais e sem uma preparação. Com pouca gente sobrando, não há muito o que fazer nesse sentido, a não ser que você tenha desenvolvido esse tipo de estratégia no decorrer dos episódios, mais ou menos como aconteceu na quinta temporada com Roxxxy Andrews e Detox contra Alaska e Jinkx Monsoon.

No episódio, a estratégia de Kennedy e Ginger dá tão errado que acaba por favorecer Violet, que passou boa parte dele escutando críticas pesadas e julgamentos de suas colegas, mas manteve uma calma que ela não tinha no começo do programa.

Isso deixou explicito a sua evolução na competição e atraiu as atenções para ela, adicionando a recém adquiria maturidade ao charme que ela já possuía. Violet reforça seus pontos fortes ao se esforçar para ir bem em um desafio que se encontra longe da sua zona de conforto, embora seu figurino não seja exatamente possa ser descrito como “best drag”, não há dúvidas que ele faz jus a personalidade de Violet.

RuPaul’s Drag Race 7x11 – And the rest is drag (3)

RuPaul também não economizou esforços para tentar extrair histórias dolorosas. Seja no já tradicional encontro que ela teve com cada uma das participantes ou nos discursos que cada uma delas fez perante os jurados, todas elas falaram sobre dificuldades em suas vidas. Esse tipo de coisa costuma ajudar muito a ver quem oferece veracidade em suas histórias e quem não consegue sustentar o seu ato.

Nesse quesito, Ginger Minj não conseguiu disfarçar seu discurso decorado — e se vangloriar por ser uma boa atriz também não a ajudou — enquanto Kennedy optou por uma estratégia mais agressiva ao criticar Pearl e Violet, demonstrando falta de profissionalismo. Fato que foi derradeiro na decisão de RuPaul.

RuPaul’s Drag Race 7x11 – And the rest is drag (4)

Seguindo na contramão, as “inexperientes” Pearl e Violet usaram o tempo que lhes foi dado para realmente demonstrar algo de bom sobre si mesmas e responderem o que, de fato, RuPaul tinha perguntado. Pearl é a maior surpresa do episódio ao deixar suas emoções fluírem de verdade, trazendo emoções legitimas para um episódio muito fabricado.

Neste ponto, o desafio da semana importou bem pouco, mesmo se tratando da filmagem de um novo videoclipe para uma música de RuPaul. A edição do programa fez bastante questão de mostrar como mesmo a essa altura do programa nenhuma delas estava realmente preparada para o que o trabalho exigia.

Porém, foi possível perceber que Kennedy obteve um desempenho mais consistente, apesar de um ou outra falha grave (que foi compensada por seu figurino na passarela), tornando sua única falha grave seu discursos pouco encantador sobre os motivos pelos quais deveria ser coroada como a vencedora do programa.

RuPaul’s Drag Race 7x11 – And the rest is drag (2)

Sua eliminação no episódio faz questionar o porquê RuPaul a escolheu para permanecer no programa semana passada. Com essa escolha, Ru sacrificou sua melhor comentarista e uma das competidoras mais agradáveis do programa ao custo de um episódio monótono mesmo trazendo elementos que deveriam fazer dele algo bom.

E é nesse momento que percebemos que o que faltou ao programa foi a escolha de uma elenco que pudesse carregar seus dramas e criar situações que trouxessem carga emocional que o ele precisa, pois é dessa forma que nós iremos nos relacionar com as pessoas que estão por trás das personas que criaram pra si. E parece inadmissível que um grupo de Drag Queens não saiba fazer drama.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER