RuPaul’s Drag Race 8×03 — RuCo’s Empire

RuPaul’s Drag Race desacelera o bom ritmo dos primeiros episódios da temporada com RuCo’s Empire, que marca o retorno anticlimático de Naysha Lopez.

Sabe quando você ri muito e precisa pausar um pouco para tomar fôlego antes de prosseguir com a risada? RuCo’s Empire é praticamente isso: uma desaceleração no ritmo da temporada que tinha começado com muito gás.

O primeiro balde de água fria veio com o retorno de Naysha Lopez. A escolha era tão previsível que era impossível crer que RuPaul fosse tomar realmente essa decisão. Teria sido melhor esperar mais eliminações e trazer de volta alguém com mais potencial.

Como presente de retorno, Naysha se torna capitã de grupo junto com Naomi Smalls, que venceu um mini desafio no qual apenas Bob deu risada. Com a escolha aleatória das capitãs, RuPaul abriu mão de qualquer tipo de estratégia, para oferecer de material para a edição algo mais palpável. O jeito foi trabalhar com o que estava disponível, o problema é que sem o direcionamento necessário, o elenco de RuPaul’s Drag Race pouco ofereceu.

RuPaul's Drag Race 8x03 (2)

Mas a calmaria proporcionou um melhor olhar sobre a edição do programa, permitindo que pudéssemos supor algumas de suas intenções. Kim Chi, por exemplo, pouco ofereceu para o episódio além de uma pequena dificuldade por causa de sua língua presa, mas durante o Untucked, recebeu um vídeo de Trixie Mattel em um momento no qual é revelado a relação de amizade entre as duas.

Esse é um indicativo claro de que Kim Chi irá longe na temporada, justamente porque a edição se importa em lapidar sua personalidade e torná-la mais acessível para o público, mesmo quando há pouco a ser mostrado. Nesse mesmo contexto, é possível perceber que Acid Betty irá provavelmente ficar com o título de vilã da temporada, coisa que fica clara na insistência dela em fazer críticas à maquiagem de Trixie.

A estratégia falha, e quem acaba ganhando tempo de tela por causa disso é Derrick Barry, que impede que Acid Betty prossiga com a sessão de ofensas sem sentido, já que tanto ela quanto Trixie possuem estilos fora do comum.

Bob também acaba por ser beneficiada ao aproveitar o momento em um episódio que privilegiou suas habilidades para a comédia e a atuação exagerada, rendendo a ela sua primeira vitória. Já na passarela, ela foi bem-sucedida ao tentar esconder a falta de habilidade para andar de patins, adicionando seu carisma ao visual e fazendo com que os juízes relevassem a apresentação atrapalhada.

RuPauls-Drag-Race-Rucos-Empire-8x03

Outro ponto positivo da edição deste episódio foi que ele permitiu vermos participantes que ainda estavam um pouco nas sombras. Robbie Turner, por exemplo, se mostrou uma ótima diretora para seu grupo, mas, similar ao seu desempenho no primeiro episódio, Robbie esqueceu de pensar em si mesma.

Sua ida ao bottom two junto com Cynthia Lee Fontaine segue coerente com as decisões anteriores de RuPaul. Ao menos tivemos um lip-sync cheio de energia e audácia por parte de Robbie, que conseguiu compensar seu desempenho ruim no desafio da semana.

Isso mostra que ela está mais interessada em eliminar as competidoras cujo desempenho já era esperado não ser tão bom, e esperar que a competição se acirre mais para a frente. Isso é muito bom e só tem a favorecer esta temporada que, mesmo com esse episódio mediano, ainda oferece muita perspectiva. É apenas uma questão de RuPaul e sua equipe saberem usar o elenco a seu favor, sem derrapar no percurso.

RuPaul's Drag Race 8x03

Acid Betty

Seu melhor desempenho foi no desafio principal. O visual da passarela não deixou a desejar, mas não tem como discordar de Michelle Visage quando ela pede por mais versatilidade. Seu comportamento um pouco hostil pode acabar por sobrepor seu talento e tornando ela impopular com o público.

Bob the Drag Queen

Em um desafio que permitiu explorar seu carisma e seu tino para o humor exagerado, Bob usou muita improvisação e acabou melhorando o roteiro do desafio principal. Isso foi suficiente pra fazer com que os juízes relevassem o desempenho na passarela, que mesmo atrapalhado, não deixou de ser inteligente, ao esconder a falta de habilidade no patins em um personagem robótico.

Chi Chi Devayne

Assim como Bob, Chi Chi estava em uma posição confortável e, de certa forma, repetiu o que fez no desafio da semana passada. Dessa forma seu visual na passarela acabou sendo seu melhor momento no episódio.

Cynthia Lee Fontaine

A falta de naturalidade em sua atuação no desafio principal somada à simplicidade de seu visual na passarela garantiram uma justificada ida ao botton two da semana. Durante o lip-sync ela demostrou energia ao mesmo tempo que parecia atrapalhada com seus movimentos.

Derrick Barry

Possivelmente, a única razão pela qual Derrick ainda não teve que dublar por sua permanência no programa foi pelo fato de que tem sempre alguém pior do que ela. Além disso, dá pra ver que ela tem potencial pra ser mais do que um punhado de homenagens à divas pop. Neste momento Derrick passa pela mesma crise de identidade que BenDelaCreme passou na sexta temporada. Os juízes querem ver o rapaz que faz drag e não a personagem que ele criou.

Kim Chi

Com o perdão do trocadilho, esta é a segunda vez que Kim Chi patina entre os piores da semana. Ela ainda não ajeitou o passo na passarela e seus deslizes no desafio principal foram mínimos, porém suficientes para fazer com que ela não estivesse dentre os melhores.

Naomi Smalls

Nessa semana o desafio principal ajudou Naomi a extrair mais de sua personalidade, fazendo com que ela se afastasse da persona de modelo que não tem muito o que dizer. Enquanto no mini desafio extraiu um pouco de seu humor, Naomi se mostrou profissional na atuação. Talvez a única coisa que ela precise parar de mostrar é suas pernas. Sabemos que esse é um traço característico dela, mas isso não pode ser tudo que seu visual valoriza.

Naysha Lopez

A volta de quem não deveria ter vindo fez com que Naysha fosse a segunda Drag Queen do programa a sobreviver a maldição de quem retorna e é eliminado logo no mesmo episódio. Infelizmente isso não é mérito dela. Sua atuação no desafio principal foi atrapalhada e o visual da passarela muito comum.

Robbie Turner

Apesar de repetir o erro do primeiro episódio, ver Robbie Turner dirigindo seu grupo e se empenhando em reparar seu erro no desafio principal trouxe crédito para suas capacidades. Ao desejar dublar usando patins, Robbie se estabeleceu como a vencedora da dublagem por não ter medo de encarar desafios. Se continuar assim, sua perspectiva de sobrevivência na competição deverá aumentar.

Thorgy Thor

Se não fosse pela atuação de Bob, Thorgy teria sido a vencedora do desafio dessa semana. Não apenas sua interpretação foi única e fugiu de estereótipos raciais, como seu visual na passarela se manteve fiel ao seu trabalho, apesar de parecer aparentemente simples.

[taq_review]

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER