RuPaul’s Drag Race: the Best Woman, WIN!

RuPaul Banner

Reality show que se preze tem que ter babado, confusão e gritaria. Mas e se acrescentarmos glitter a essa equação?

Chegamos assim ao RuPaul’s Drag Race, uma competição inspirada no America’s Next Top Model que elege a Top Drag of the World, no qual a candidata (ou seria, candidato? Fiquei confuso!) deve ter destreza, habilidades teatrais, perseverança e brilho para se sobressair.

RuPaul é provavelmente a drag queen mais famosa do mundo. Aclamada nos anos 90 como uma multi-artista, ela é atriz, cantora, modelo e autora de livros de sucesso (no meio gay, of course!) e tem uma longa carreira na TV e no cinema, sendo considerada influente e amiga íntima de La Toya Jackson e Daiana Ross.

rupaul-vogue

Ela manteve, também nos anos 90, um contrato de exclusividade com a MAC Cosméticos para desfiles em Paris, Milão e Nova Iorque, o que lhe rendeu o título de Top Drag (em alusão às Top Models).

Com esta competição, ela traz para TV a dura vida das Drag Queens, e prova que para se tornar rainha, tem que ralar muito como gata borralheira.

Cabelo, horas de maquiagem, construção de roupas e adereços, labuta diária que envolve a transformação dos rapazes em rainhas: este é o tema de provas do programa. Confinadas em um ateliê de costura, as drags são testadas quanto à convivência, trabalho em equipe, atuação, modelagem e o que eu mais gosto: o quanto elas conseguem zombar das outras com muita classe (nem sempre) e humor. The Libary is open, bitches!

Além dos talentos de transformista, as garotas escolhidas (geralmente acolhidas por Ru como filhas — saudades, JuJuBee!) devem ter talentos de interpretação. Uma das provas, já clássica do programa, é a paródia de algum famoso em um quiz divertido. Já passaram pela xoxo das drags Cher, Tina Turner, Pink, Paris Hilton, Lady Gaga.

Ainda no campo das artes cênicas, as três finalistas gravam um clipe do disco recente de RuPaul, no qual tem que interpretar um personagem específico e cantar. Sim, o canto também faz parte da vida das garotas.

O júri é composto com figuras à parte. Michelle Visage — que graças ao Wikipédia eu descobri que ela é cantora, porque eu nunca saberia de onde ela saiu sem essa ferramenta — é ácida e firme na avaliação das drags. Santino Rice, estilista e personalidade da mídia, quase não faz diferença no juri, mas está lá. O que RuPaul deixa claro também é que a decisão final é dela. Ela é a soberana no júri.

RuPaul

As drags que vão para a berlinda têm pela frente a missão de fazer o que consagrou a profissão de Drag Queen: dublar uma música escolhida por RuPaul. Um show à parte, as top drags encantam na hora em que, apenas lipsing for your life, elas mostram sua verdadeira arte.

O programa é exibido na Logo TV americana, e no Brasil passa na VH1. A vencedora leva um suprimento de maquiagem CoverGirl para toda vida, 100 mil dólares e uma turnê pelos EUA mostrando suas performances. Nada mal, não é?

Ficaram com vontade de assistir? A nova temporada estreia dia 24 de fevereiro deste ano e será a sexta temporada do reality e nós, lindos do Box, vamos cobrir! Ansiosos? Eu estou.

Deixo com vocês um teaser e um vídeo com o elenco deste ano, bitches! So… Start your engines. And, the best woman, WIN!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER