Scandal 1×05 — Crash and Burn

“Amanda Tanner está morta!”— Huck

Parece que Scandal ainda tem muita sujeira história pra tirar debaixo do tapete, pois em apenas cinco episódios a série se desfaz de uma personagem que poderia ganhar mais destaque até o fim da temporada.

A revelação de que Amanda estava morta veio como uma bomba, surpreendendo não apenas Olivia e os gladiadores de terno, mas também os espectadores. Pelo que parece, o caso Lewinsky serviu apenas para dar o empurrão inicial para a trama engrenar — o que fez muito bem.

Em seus últimos minutos de vida, a personagem evidenciou uma conspiração para tirar o presidente do poder, e agora desencadeou o desenvolvimento dos colegas de trabalho de Olivia Pope. Huck, o nerd que na verdade é um ex-CIA, teve que usar no seu próprio mentor (que teria matado Tanner) as “manhas” para descobrir onde estava o corpo de Amanda.

O interessante aqui é a profundidade com qual o personagem é tratado, se referindo as torturas em prol das informações como um vício, uma doença da qual ele estava curado. Como bem pontuou, Huck estava “abrindo mão da sobriedade” por Olivia, que deu a ele uma chance de recomeçar após ter sua vida destruída pela antiga profissão.

O episódio trouxe ainda a excelente Kate Burton (a Ellis Grey de Grey’s Anatomy) como a vice-presidente Sally Langston, que já chega comprando briga com Grant. A personagem, que se auto-intitula uma mulher de Deus, entra para a lista de suspeitos no caso Amanda Tanner. Já que ela tem visões diferentes de Grant, podemos somar isso à sua vontade de chegar a presidência, e logo temos alguém que pode estar usando de “boas intensões” para mascarar suas verdadeiras intenções.

No fim, Olivia descobre que o filho que Amanda estava esperando não era do presidente. Este, aliás, fugiu da Casa Branca e foi visitar Pope. Com esta informação, como Liv irá lidar com a visita surpresa do ex? A moça, apesar de tudo, perde as estruturas na frente de Grant.

Acredito que a série deve investir no relacionamento dos dois até o fim da temporada, mas espero que o roteiro não faça grande caso disso. Tá, é de uma série de Shonda Rhimes que estamos falando, então o roteiro vai fazer grande caso disso. Sendo assim, espero que Liv não fique dividida por tanto tempo. Não custa sonhar, né?

No geral, o episódio apresentou uma evolução considerável para a série. Desta vez, Grant e Cyrus não carregaram a série nas costas. A participação dos gladiadores de terno cresceu de forma notável, além de Sally, que ainda deve aparecer mais vezes (por favor!).

Ah, e qual o problema de Shondalinda com aviões, hein? O caso da semana deu conta da queda de um avião, com apenas duas semanas de diferença do season finale de Grey’s Anatomy. O que não é nada se comparado com uma protagonista que, à la Meredith Grey, vive um caso de amor improvável com um homem casado. Vai ter novela aqui também, tia Shonda?

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER