Scandal 3×13 — No Sun on the Horizon

E você não consegue imaginar nenhuma outra vida” — BALLARD, Jake

Como diz o título desse episódio, não há sol no horizonte.

Absolutamente todos os personagens de Scandal estão mergulhados na escuridão — alguns mais profundamente nas trevas do que outros. Mas quem é o mocinho? Existe um mocinho ou mocinha?

Muitos diálogos de No Sun On The Horizon nos lembraram que todos os personagens ali já tomaram decisões moralmente condenáveis — e continuam a fazê-lo. Seja o assessor que convoca um padre para impedir sua candidata de contar ao mundo que é uma assassina, seja a espiã que invade o escritório da ex-patroa para roubar-lhe informações. Seja o homem que mata a sangue frio pelo bem da República.

scandal-5x13-No-Sun-on-the-Horizon

Antes de chegarmos ao momento mais What The Fuck do episódio, vamos falar do evento político que permeou este episódio, o primeiro debate entre os presidenciáveis. Neste evento, é que a bomba Sally Langston iria zerar sua contagem e explodir. Ou, melhor semanticamente falando, implodir e levar pro buraco com ela sua candidatura, o nome de Cyrus e de Mellie (que, peninha, nem apareceu no vídeo), a confiança do povo americano no Governo e na autoridade. E isso só num primeiro momento.

Embora parecesse um trunfo para a candidatura de Fitzgerald, o envolvimento do alto escalão do seu governo não o ajudava — nem a Olivia, que está tentando fazer a coisa certa e levar a nova candidatura de Fitz de forma limpa e transparente. Mas não há limpeza. Assim como não há Vermont. Em termos de Olitz, não há mais espaço para a fantasia. Eles vivem num poço profundo de lama, com os maiores segredos do país afastando-os e contaminando tudo o que pode haver de bonito e puro ao redor.

E por falar em segredos, uma cena já épica da série com certeza foi Olivia diante de Cyrus contando a ele que já sabia toda a verdade sobre a morte de Daniel Douglas. Já ficou marcada na história da série o riso histérico de Olivia ao se dar conta de que os três candidatos a presidente têm, pelo menos, um assassinato na conta. O Governador Samuel Reston matou o amante da esposa, a Vice-Presidente Langston matou o marido e o Presidente Fitzgerald Grant matou a ex-amiga Vera Thorne (sem contar o avião com civis inocentes que ele abateu em sua época de Exército). Quase não consigo acreditar que Shonda Rhimes tenha sido tão ousada nessa vida para não ter nenhum personagem ali que tenha um pouco mais de moral do que o outro.

Olívia: É tão engraçado.
Cyrus: O quê?
Olívia: Eles são todos assassinos. Reston, Sally, Fitz… o debate presidencial. É literalmente a fileira de assassinos (em referência ao apelido do time dos Yankees, Murderers Row). Não importa quem seja eleito, eles são todos assassinos.
Cyrus: Ninguém é perfeito.”

E como não há ninguém sem a moral questionável, ainda fomos lembrados, numa outra fala de Olivia, sobre isso, quando ela diz a David Rosen (como se fosse a coisa mais normal do mundo) que se Cyrus quisesse mesmo acobertar um assassinato, teria procurado a OPA, afinal, eles são os melhores nisso.

Mas, a solução para desarmar a bomba Sally qual era? Fazer Fitz perder o debate para ela. Os números baixos e a rejeição da VP nas pesquisas eram o que estavam dando a ela a necessidade de confessar seus pecados. Será que esta necessidade (que foi o termo que ela mesma usou) passou de vez?

Fitz seguiu os conselhos de Olivia e levantou a bola para Sally cortar. E, sem saber, acabou salvando uma vida, já que Tom, atuando pela B613, tinha ordens específicas de executá-la assim que ela tentasse se entregar ao público. Não existe mesmo Vermont, o que existe é a reeleição de Fitz, que deverá deixá-los pelo menos mais quatro anos afastados. E o presidente, como bom comandante e estrategista, mesmo contrariado, teve que reconhecer que perdeu esta batalha para não perder a guerra logo cedo. Mas, mais do que isso, ao atender ao conselho / pedido de Liv, Fitz caminhou com ela um pouco mais na direção dos raios de sol que ela tanto citou no episódio (nem que fossem os raios de sol que entravam pela janela enquanto eles se beijavam no Salão Oval).

Enquanto isso, Olivia está buscando uma fuga do mar de lama e escândalos na companhia de Jake Ballard. Justo de Jake Ballard. O novo Comando. O homem com mais alta patente nos EUA. O homem acima do Presidente da República, do Líder do Mundo Livre. O homem que abraçou o caminho da treva, afinal, nas palavras dele próprio, não consegue imaginar outra vida. O homem no caminho de Fitz e Olivia. Com seu ar sereno e grandes olhos claros, ele sempre foi visto como o amigo em que se deposita toda a confiança, o mascote leal que fica guardando a porta enquanto Olivia mantém Fitz como sua primeira opção. Mas o mascote é um rotweiller. E faz o que for preciso para seguir a maior diretriz da B613, que é proteger a República.

Quando ele se negou veemente a matar Sally Langston a pedido de Cyrus Beene, chegou a nos enganar, a nos fazer acreditar que havia começado uma nova era na B613,mais lúcida do que a era Rowan Pope. Mas não, ele não é um simples vendedor de papel da Acme. Cada vez mais, ele começa a entender o seu papel como Comando.

E aí chegamos ao momento mais chocante de Scandal nesta temporada — a emboscada que ele arma para David Rosen, James Novak, para a agente da NSA e para a repórter Vanessa Chandler. Ele se aproxima e atira fatalmente contra as mulheres… e então dispara mais uma vez. David? James? Quem foi a vítima de Jake, o Comando que, ao contrário de Rowan, resolve as coisas com suas próprias mãos? E será que foi apenas mais um tiro mesmo? Será que Jake deixou alguma testemunha viva para contar essa história?

Minha aposta é de que James pode ter sido a última fatal, afinal ele e Cyrus tiveram o seu tão aguardado momento de amor verdadeiro e perdão. Ao mesmo tempo, seria uma ousadia a série se desfazer do ator convidado (Dan Bucatinsky) que ganhou o único Emmy da série, no ano passado. Quem vocês apostam que levou o tiro?

Mal posso esperar pelo próximo episódio — e que não deixem mais as histórias de Mellie, Harrison, Adnan e Mama Pope de fora, por favor!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER