Scream 1×08 — Ghosts

A série abandona o clima do primeiro filme e embarca no ritmo da sequência.

Todos querem ajudar, mas ninguém pode”. DUVALL, Emma

Logo depois de uma das mortes mais chocantes até agora, Scream abandona seu clima de “primeiro filme” e já começa a mostrar seus personagens como os sobreviventes que restaram para participar da sequência. Realmente, após sete episódios e cinco adolescentes mortos, ficaria difícil manter o grau de estupidez que exige o clássico início do slasher movie, por sorte eles não pesaram a mão e conseguiram criar um novo formato de sequência, aquela que acontece entre o primeiro e o segundo filme.

Se tomarmos por base os originais não existe filme onde Sidney Prescott aparece traumatizada, paranóica e até um pouco maluca, o intervalo de tempo entre os acontecimentos que a transformaram na garota que sobreviveu e a mulher prevenida, forte e confiante do segundo filme existe apenas na nossa imaginação.

scream

Foi isso o que Ghosts trouxe de novo para a adaptação da TV. A primeira rodada de assassinatos não se conclui com a descoberta do assassino, mas sim com uma morte tão brutal que não pode passar despercebida.

Nesse ponto concordamos que já deu pra acostumar com Willa Fitzgerald e sua atuação constantemente amuada e sem sal, mas, por favor, alguém mate de uma vez a personagem de Amelia Rose Blaire, não dá mais pra aguentar a Piper e o pior é que a personagem tem ganhado espaço.

Apesar de todos os defeitos a série se mantém interessante e interessada. A ideia parece ser exatamente a citada no primeiro episódio: cativar o público para sentirmos cada uma das mortes como uma grande perda. Não que esse objetivo esteja se cumprindo à risca, afinal, não estão morrendo tantos personagens assim, mas que o público teme que seus os favoritos sejam os próximos, nisso os produtores estão acertando em cheio.

Ainda para manter o ritmo, afinal dois episódios correspondem quase a um filme inteiro do gênero, tivemos a captura do professor gostosão com histórico suspeito, investigado pela dupla dinâmica mais querida da série. Até o promo do próximo episódio mostra o sr. Branson dizendo a icônica frase da série: Hello Emma! No entanto também deixa claro que o jogo não acabou, mesmo que ele seja o assassino, é mais possível e mais fácil de explicar no final que ele tenha um cúmplice.

Melhor ainda se for realmente o filho bastardo da também amuada Margaret Duvall, que voltou para se vingar e trouxe para cidade seu irmão ou irmã adotivo para ajudá-lo. Mas, por enquanto, ficamos apenas com as teorias.

E você? O que achou de Gosths? De sua nota no placar abaixo. E deixe suas teorias nos comentários: Quem é o próximo? Quem é o assassino? Qual seria a melhor dupla de assassinos? Seth Branson realmente convence como vilão?

Falta apenas mais um episódio até o gran finale que trará (ou não) o tão esperado banho de sangue, clássico em qualquer slasher movie. Nos resta apenas sentar e esperar pelo melhor, ou pelo pior, dependendo do ponto de vista.

[taq_review]

Veja a promo de The Dance, o próximo episódio:

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Personagem afeminado de Cavaleiros do Zodíaco será mulher em remake da Netflix.

Confira o que achamos da versão ilustrada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban em português.

Wanessa tá de clipe novo. E o clipe define o que "é ruim mas é bom".

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!