Seja levado ao som Afrofuturista de Ellen Oléria

Ellen Oléria, vencedora do primeiro The Voice Brasil, está com disco novo.

15 anos de carreira, três discos lançados, muitos prêmios conquistados em festivais e uma voz que arrebatou o primeiro The Voice Brasil. Essa é Ellen Oléria que além de cantora, compõe, produz, é atriz formada pela UNB, é apresentadora da TV Brasil e toca violão e guitarra.

A estréia dessa grande artista na música aconteceu no disco A Peça, de 2009, de forma independente. Disco super elogiado até por causa da diversidade musical dela que transita muito bem por vários estilos, como groove, mpb, funk, samba, soul, bossa nova e hip-hop. O disco é quase todo composto de músicas próprias e tem produção de Rodrigo Bezerra e Marcos Pagani. É desse disco que vem Senzala (A feira da Ceilândia), que é uma das suas músicas mais famosas da época do início da carreira, e Testando, a música de trabalho, que podemos conferir abaixo:

Em 2011, Ellen gravou um dvd ao vivo com Pret.utu. Porém, ela só conseguiu lançar, de forma independente também, em 2013. A direção do show é dela mesma e a co-produção ficou com Marcos Pagani e Pret.utu. Antes desse lançamento, ela estava brilhando e conquistando o reality global The Voice Brasil. Sua participação no programa com certeza foi sua grande oportunidade para Ellen se projetar no mercado nacional. E quem saiu ganhando foi o público que pode descobrir (ou redescobrir) sua carreira!

Seis meses depois do programa, em meados de 2013, ela lançou o disco Ellen Oleria, pela primeira e única vez por uma grande gravadora. Nesse álbum, ela regravou Zumbi e Taj Mahal de Jorge Ben Jor, Anunciação, de Alceu Valença, Nuvem Passageira, de Hermes de Aquino e Maria, Maria e Aqui é o País do Futebol de Milton Nascimento e Fernando Brant. Essa última teve participação de Carlinhos Brown. Ela ainda aproveitou para trazer do primeiro disco releituras das música Testando e Não Lugar e do seu dvd Ao Vivo a música A Linha de Nazca. Para ficar melhor ainda, ela lançou o clipe da linda Me Leva:

Nesse ano, a cantora de 33 anos está lançado o novo Afrofuturista que é uma mistura de samba, forró, carimbó, afoxé, maracatu. Esses ritmos acompanhado de timbres e arranjos plásticos direcionam o disco para uma verdadeira reunião urbana de identidades.

Sobre a escolha do nome do disco, Ellen declara em seu site oficial que se inspirou em suas raízes, identidade, pertencimento e futurismo, mas não qualquer futurismo e sim um afrofuturismo. Nas palavras dela: “Não bélico, soror e solidário, mas baseado no conceito mais revolucionário que conheci na vida: o amor”.

Para esse disco, a multitalentosa artista selecionou apenas o que queria. Ela já sa

Ellen Oléria

bia o que funciona ao vivo e colocou tudo o que está com muita vontade de espalhar pelo planeta: “É muito gostoso ver nos shows que o povo já decorou esse repertório. Agora temos o disco e chegou a hora de mais gente, muito mais gente (risos), conhecer o trabalho”.

Dessa união de ritmos, músicas, mensagens e identidades deram origem à 20 músicas gravadas e dessas 13 foram para o álbum físico e 17 foram para a versão digital. O disco conta basicamente de canções próprias como A nave, Afoxé do Mangue, Afrofuturo, Solta na Vida e Samba da Zefa. Mas também tem espaço para releituras de músicas de discos anteriores, como Mandala (do A Peça) e Mudernagem (do dvd ao vivo) e para composições de Marcelo Lobo e Marcelo Yucá em O que sobrou do céu, Milton Nascimento Caxangá, Vinicius de Moraes no Canto de Xangô.

Ellen assinou a produção do disco junto com Felipe Viegas. Além de Viegas, também temos participação do percussionista da Orkestra Rumpilezz Gabi Guedes, a diretora e slammer MC Roberta Estrela D’Alva, a cantora cubana Yusa, o DJ Nave Beats, o guitarrista Pedro Martins e o grupo Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro.

Esse novo disco já pode ser ouvido no Spotify, mas, como ainda não tem clipe novo, vamos encerrar com Córrego Rico, do segundo disco Ellen Oléria. Let’s play:

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER