Sessão de Terapia 2×01/05 — Primeira Semana

Eu tenho muito medo de ter me tornado um péssimo terapeuta!” — Theo

Não é muito difícil entender porque Selton Mello não queria fazer a segunda temporada. Essa série mexe demais com quem a vê. Faz pensar em coisas nunca vistas na nossa mente e ainda nos obriga a cavar fundo nas nossas emoções. É no mínimo trabalhoso. Sessão de Terapia não é entretenimento. É serviço de utilidade pública. E também é melhor que a americana In Treatment, da HBO.

Carol — Segunda-feira

2ª temporada Sessão de Terapia THUMB

A Bianca Comparato é uma atriz brilhante e que merece estar em uma produção tão boa como esta do GNT. O tom da sua atuação na estreia dessa temporada foi o que fez cair a minha ficha de que tem tudo para ser tão boa quanto a primeira.

A estória de Carol é confusa porque ela é uma adolescente. E adolescentes são confusos. Estranho seria se não fosse. Ela definitivamente vai abrir no Theo uma ferida grande e de forma violenta: a da salvação. Ele nem sabe o que fazer em relação ao tratamento da garota que tem câncer e ainda não contou para ninguém, além dele.

É notável que Theo se encontra num momento frágil e que isso acaba por afetar suas convicções que antes pareciam inabaláveis. Júlia, Breno, Clarice e, bem no meio do fogo cruzado, o destino de Carol. Curiosos? Eu tô muito! De antemão, podemos ver só que Carol é corajosa e muito queixuda. Theo vai se desdobrar pra amansar uma fera dessas.

Otávio — Terça-feira

Eu não conhecia Claudio Cavalcanti, mas tive a oportunidade de vê-lo em ação na última terça-feira. E que esplendor! Meu pai até parou aqui na sala para me alertar: “Esse cara foi o cara!”. E graças à esta segunda temporada dedicada a ele, continua sendo.

Otávio é um daqueles pais antigos que amam sim seus filhos. Só ainda não acertaram como demonstrar. Como provar. Empresário mão de ferro e com medo de perder o controle, ele sofre ataques de ansiedade e ao que tudo mostra, tem raiz na sua diluída relação com a filha Tati, a quem na cabeça lhe passam coisas esotéricas.

Interessante ver a série falar sobre morte de novo e de forma tão delicada e suave. Mas nós cortando feito uma navalha. Como ainda estamos na primeira sessão, ainda não deu para Otávio desmoronar na frente do Theo e se sentir um lixo. Então voltamos àquela clássica cena do banheiro onde a pessoa primeira se recompõe para retornar ao sofá. E olha que ele já é um idoso que ainda tem vergonhas desse tipo. Tem alguma coisa errada aí.

Paula — Quarta-feira

Adriana Lessa é linda. Ponto. Entenda o que quiser por beleza. A segurança dessa Paula com nome de advogada chega até a deixar a gente desconfortável. Como alguém pode ser tão confiante assim?

Ao decidir que quer ser mãe independente do que o marido acha, Paula está correndo contra ao tempo ao ver seus óvulos envelhecerem mas correndo do tempo ao ver que suas memórias estão ficando mais nítidas a medida que Theo a instiga a contar mais sobre seus motivos.

Por suposto, Theo não deve influenciar decisões dos pacientes, o que explica as poucas reações ao que eles falam, mas com Paula não é tão fácil assim. Com chance de ser a mais surpreendente personagem na trama, podemos esperar que ela sim vai ter uma mudança radical em sua vida ao decorrer das sessões.

Dani- Quinta-feira

Muito se falou do Dani. E agora ele está aqui. Os episódios de Ana e João, ano passado, eram sempre ou os meus favoritos ou os que eu mais odiava. Demorou um ano para eu entender porque, e Dani explicou a mim e a Theo enquanto jogava damas (que jogada perfeita do nosso terapeuta).

Algum dos pais tem que ser o bom que deixa tudo e o outro tem que ser o que impõe limites. Lembram de Lynette e Tom, em Desperate Housewives? A diferença é que aqui eles estão longe de se fazer isso para manipular a criança. O passado da Ana e a sua figura materna a dão crédito para deixar o filho comer “besteiras” e os problemas de João no casamento com ela também, mas para fazer o contrário. Ele amava ser do contra, lembram? Será que é realmente o Dani quem está sentado no sofá?

Ainda está cedo para o garotinho se abrir, mas não vai demorar muito. Theo é um mestre. Ana e João, também. E por que não Dani? O fator banheiro entrou em ação e foi muito eficiente. Penso que semana que vem ele vai falar sobre a foto que viu do terapeuta com o seu filho. Aí eu quero ver o Theo se sair sem parecer o “pai chato”.

Dora — Sexta-feira

Essa mulher é dona do meu mundo. Mas se dominar alguém pode ser através do amor ou do medo, então eu não faço ideia de qual dos dois Dora

Zécarlos Machado Theo Sessão de Terapia

utiliza para se fazer a mais imponente de todas as imagens na minha vida, na sua, na do Theo e na da série.

Ela parece uma bitch, mas às vezes me ocorre que ela seja só uma grande terapeuta. Aliás, as duas coisas tem alguma diferença? Theo vai esperar 8 semanas para responder. Dora está fazendo sucesso como escritora e voltou a atender e ao receber Theo, fez o mesmo perceber o que eu percebi na cara dele lá no primeiro episódio: “Que imagem é essa que você está tentando salvar? Qual a origem dessa sua necessidade de redenção?”.

Culpa e vontade de se perdoar se entrelaçam nessa sessão que inicialmente deveria ser só um aconselhamento, já que Theo foi ameaçado de processo pela morte de Breno (?) pelo pai do mesmo, Antônio. Foi difícil para Theo refletir sobre as perguntas de Dora. E mais difícil ainda ver ele dizendo que viu na Júlia a esperança de amar de novo.

Essa semana foi louvável! Nos aspectos gerais, destaco: o cenário novo está lindo e bem república de faculdade, confesso. Mas a sala está mais clara e os horário também mudaram, perceberam? Eu curti!

Aquela vizinha que escuta música não está ali só para atrapalhar, não. Esqueçam. Nada em Sessão de Terapia deixa de se tornar uma consequência no futuro (na vida real deve ser assim também). A série, aparentemente, vai tomar um rumo que usa também o drama policial para se desenvolver além do tom mais intimista de Theo considerando a casa nova e tudo mais, como as visitar da Malu.

Zécarlos Machado, Selma Egrei, Mariana Lima e André Fratteschi: é muito amor. E sobre Selton Mello: é mais amor ainda. Direção e fotografia nem mais nem menos do que deveriam.

Para terminar, é uma honra estar de volta! Ainda temos dois meses juntos, então, sejam pacientes — nos dois sentidos da palavra.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER