Sessão de Terapia 2×26/30 — Sexta Semana

Você me parece mais descontraído. Até no jeito de se vestir!” — Dora

Faltando uma semana para o fim, Sessão de Terapia prova que os 10 episódios a menos em relação a temporada passada fazem falta sim. E muita. Não por falta de conexão, ou por coisas possivelmente não explicadas, mas só porque quando nós estamos passando tempo de qualidade com algo ou alguém, a última coisa que desejamos é que isso termine. Mas termina.

A atuação, que é o pilar mais importante da série já que os textos não variam densamente de versão para versão, se prova tão surreal na versão brasileira que às vezes me pergunto porque não vemos tantos atores bons fazendo mais trabalhos de reconhecimento grande. Existe uma distância tão longa entre a nuca do paciente e o batente do sofá… Que sorte a nossa de ter tanta gente competente para mostrar o que realmente se passa na cabeça de cada personagem.

A Carol é tão especial na sua indiferença fingida que, quem dera por um descuido, ela não tivesse câncer. Bianca Comparato a interpretou de uma maneira tão serena quando precisou ser cortante em suas palavras, que o amor e o ódio se mesclam, naturalmente, quando assistimos a angústia da universitária.

carol

O vínculo que Theo criou com a garota é notável: ele até consertou o projeto quebrado num momento de raiva, numa alusão às besteiras que nós fazemos quando não paramos para respirar antes de agir. Vejo também que, a distância, Carol parece mesmo amar mais o pai do que a mãe, mas um dia ela ainda agradecerá Theo por ter salvado a sua vida — mesmo que ela morra antes de perceber. Se na segunda feira do ano passado Júlia via um amante em Theo, quem sabe Carol não vê um pai no terapeuta?

Já na terça feira do ano passado, tínhamos Breno: um policial lindo, respeitado, casado com filho e gay. Vocês lembram disso? Do carinho pelo melhor amigo, das vontades de experimentar coisas novas… e do outro lado toda a pressão de um pai opressor que queria um filho de troféu por seu exemplo moral e social. E de volta ao 2013, temos Tati. E Otávio.

Você disse que a gente não deveria fazer nada que tivesse que fazer escondido! — Tati

tati

A filha do Otávio é tão calminha e plena que quase daria para dormir se o que ela falasse não fosse de tanta relevância. A descoberta da filha “sapatona” para Otávio foi um soco na cara: não por causa da sexualidade, não, jamais — e sim pela perda do controle, como sempre. Otávio enchia a boca para falar de o quanto era próximo e íntimo da Tati e da suposta confiança mútua de um no outro. É, meu caro: a filhinha do papai não só vai para retiros espirituais como também beija garotas. O resto dessa história nós só saberemos semana que vem, claro, afinal, muito coisa acontece além da sala do Theo.

Vocês acham que é difícil compreender o real significado do amor? Por que? Pensem nisso enquanto leem o que eu vou falar sobre a sessão da Paula: Durante esses 2 meses nós especulamos bastante sobre o que o coração da Paula queria que ela fizesse (já que os desejos racionais da advogada estavam explícitos). Acho que na verdade, Paula queria perguntar para a mãe dela,Silvia, o porque de abandonar a filha. O conflito era tão imenso que Paula até desistiu de ter filho. Incapaz de amar, incapaz de se ver, incapaz de aproveitar o que lhe é oferecido enquanto não consegue o que deseja…

Amar talvez seja ampliar visão. Paula sozinha não conseguiu e se deu mal. Theo a ajudou, e as coisas ficaram piores, mas para melhoras depois… perceberam o sorriso no rosto dela ao falar que a mãe morreu? Ela queria se entender, se situar. Paula queria se ver no mundo. Achava ela que só se veria no mundo sendo mãe, mas não precisou: Paula se viu no mundo ao perceber que o que sente pela mãe, no começo tão odiada, na verdade até a fez lagrimar. E na frente de outra pessoa. Alguém aqui poderia imaginar uma cena dessa no primeiro momento em que viu a sessão da quarta feira?

Ana e João são dois fanfarrões. Óbvio que eles amam o Dani, mas eles querem resolver os problemas de todo mundo, principalmente o deles, menos os problemas do Dani. Ele chegou com um bilhete ofensivo da Sessão e olha o que aconteceu: o assunto voltou a ser o casal mais cheio de conflitos da história. Prêmio pelo egoísmo. Infelizmente a série não se desenvolveu muito nas quintas, apesar de ter sido agradável de assistir.

Essa história vai terminar assim: O Dani vai explodir com os pais e dizer que não escolhe nenhum nem outro porque não quer magoar o não-escolhida, e vai dar uma dura lição de moral neles dizendo que eles deveriam se preocupar mais com o filho do que com os problemas deles, que nem mais casal são. O Theo vai sorrir e Ana e João ficarão de boca aberta e vão jogar aquela fumaça dizendo que o episódio acabou. Me cobrem depois!

A vida é uma tela em branco. Quem colore é a gente!” — Lia

Difícil entender o papel de Lia na série. Simpática, a artista foi uma boa aquisição, mas longe de ser, até agora, necessária. Aos passos de formiga, Theo mordeu muito mais do que poderia de fato mastigar em relação a Miriam, mas ainda assim a presença dela na série representou muito nesta temporada. E além de tudo, depois de tudo, Theo caiu num buraco que talvez nunca conseguirá sair: seu pai morreu no dia em que ele finalmente resolveu visitá-lo e perdoá-lo. Pesado, não foi?

Semana que vem é o nosso fim. Preparem-se!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER