Shonda e nada mais!

Já tinha falado para mim mesmo que não ia mais confiar no poder de Shonda Rhimes. Desde Greyza, que eu abandonei há algum tempo, prometi que não ia mais ser enlaçado pelos seus embustes. E então surgiu Scandal e as idas e vindas shondianas me fazem pensar seriamente em abandonar Olivia Pope e companhia e ir curtir minhas férias no Havaí.

FÉRIAS!

Mas aí que, como uma ovelha desgarrada que acaba caindo no laço do passarinheiro, fui enredado mais uma vez por Shonda Rhimes e vivo um grande dilema. Só que dessa vez eu consigo enxergar todas as razões e motivos para me alertar. Mesmo assim, a coisa toda é viciante.

A pretensão começa logo pelo nome: How To Get Away With Murder. Fala pra mim se não é o típico nome para soar espertinha e modernete. Nome longo, com uma expressão curiosa. Poxa, qualquer um vai querer saber como sair impune de um assassinato!

Eu sei como sair impune de um assassinato! Quer que eu te ensine?

E então, logo no primeiro frame, o que aconteceu? A incrível sensação de deja vu. Toda a estrutura da nova série me lembrava demais Damages. Só que um pouco inferior. Todo mundo falou em roteiro bem amarrado e tudo mais, mas essa coisa do flashfoward e da trama ir se aproximando aos poucos até encontrar o ponto me incomodava demais.

Precisamos conversar sobre Shonda.

Além de Damages, How To Get Away With Murder (sim, eu vou sempre falar o nome todo da série) é uma espécie de Scandal meets Greyza. Explico: você tem o escritório de advocacia com uma advogada mega poderosa e tem a parte didática no ensino dos novatos. Ou seja, é Shonda fazendo a autorreferência.

E a escolha do elenco também não poderia ter sido mais infeliz, especialmente Alfred Enoch e Katie Findlay, o Wes e a Rebecca, respectivamente. Meu Deus do céu, como esses dois são ruins. Passam vergonha até nos modeletes da Malhação. Sério. São piores que os piores que já passaram por ali. Serei obrigado a dar aos dois o selo Ricado Marcchi de interpretação. Não tem como não fazer isso.

O que mais me intriga é a insistência da série nesses dois. Os dois conseguem ser piores que Nina Dobrev e Kristen Stewart juntas. São tão inexpressivos quando duas estrelas do mar lutando contra um tsunami. Ou lesmas contemplando a vastidão do universo.

E como se não bastasse o nível baixo interpretativo dos dois, os personagens também são péssimos. Entram, desde já, na galeria dos piores personagens já criados por Shonda Rhimes e eu torço para que a foice de Shondanás os decepe logo da série.

Ah, mais uma semelhança com Damages: a protagonista. Viola Davis, assim como Glenn Close, já foi indicada ao Oscar. Alguém duvida que ela pode encabeçar listas nos próximos Emmy? Ainda mais depois daquela cena em que ela vai tirando roupas, joias, peruca. Juro por Deus que eu achei que ela ia tirar uma máscara e revelar ser uma outra atriz, sei lá, tipo Katherine Heigl.

E se Viola Davis tivesse cabelo, ela usaria Neutrox!

Tenho uma teoria sobre o que acontece com as séries de Shonda: os roteiristas escrevem o texto original e mandam para ela. O que ela faz? Enche tudo de clichê e manda filmar.

E por que um produto assim vai ao ar? A coisa é simples. Sabe o oxi? É, aquela droga super barata e altamente viciante? How To Get Away With Murder é relativamente barata de ser feita e com um nível de dependência automático. Bastou ver um que você quer continuar vendo. Você sabe que não é a oitava maravilha, mas é enganado pelo barato produzido e, quando vê, já terminou os episódios gravados.

Foi bem isso que aconteceu comigo. Shonda conseguiu mais uma vez.

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER