Six Feet Under: uma família tão normal quanto a sua

Você precisa assistir! E provavelmente isso nunca foi dito antes com tanta sinceridade. E sim, Six Feet Under apresenta uma família tão normal quanto a sua, a única diferença pode ser que eles dirigem uma funerária, e talvez a sua família não. Essa série, original da HBO, estreou em 2001 e foi finalizada em 2005, criada por ninguém menos que Alan Ball, tem o intuito de (além de render dinheiro para a HBO e dominar o Emmy) mostrar a filosofia por trás das ações do típico cidadão americano. Conta a história da família Fisher, composta pelo pai Nathaniel, a mãe Ruth, e os filhos Nathaniel “Nate” Jr, David e Claire Fisher. Cada personagem expõe seu olhar sobre os conflitos que se encontram, e é aí que a série acerta em cheio, porque toca lá no fundo quem está assistindo, além de expôr, e compartilhar suas frustrações sobre qualquer tema abordado.

banner six feet under

Eu acho que o David é gay. — Nate

Eu acho que o David é um sortudo. Você viu aquele cara? — Brenda

Ao início de cada episódio é mostrado uma morte, da qual a vítima será levada à funerária Fishers & Sons, e essa parte do episódio tem entre dois a quatro minutos do episódio, e já começa te dando uma aflição, porque você que naquela cena, alguém vai morrer. Já no piloto, a vítima é o pai da família, Nathaniel Fisher, e a reação e como de cada membro da família vai lidar com isso é o ponto de partida da série, e mais uma vez, Alan Ball acerta em cheio. Todos os personagens da série é um grande candidato a ser o seu favorito. Além da família Fisher, outros também têm grande destaque na série, como Brenda Chenowith, que é uma das personagens mais intensas da série.

final-six-feet-under-nate-claire

O que diferencia Six Feet Under das séries convencionais é exatamente a filosofia apresentada, além da abordagem nua e crua de temas como religião, homossexualismo, infidelidade, e os maus costumes americanos. Duas grandes cenas da primeira temporada que me chamou muito a atenção, a primeira é quando um parceiro sexual de David, que é gay, é visto saindo da casa de David por Ruth. Logo a mãe já entendeu o que acontecera ali, e eis que somos apresentados a forma que ela vê o filho homossexual, através de sua imaginação. Todas as mães com filhos homossexuais, devem pensar exatamente como Ruth pensou naquele momento. A outra cena é quando Claire, que tem uma visão sociológica muito superior a todos os jovens de sua idade, imagina três colegas de escola no futuro. E ali, ao lado de Claire, percebemos que as probabilidades da imaginação da garota se tornar realidade é quase cem por cento.

familiasix-feet-under-david-nate

Diferentemente da criação posterior de Alan Ball, True Blood, o roteiro de Six Feet Under não apresenta falhas. Nada ali está fora do lugar, e nenhuma cena existe apenas para cumprir hora na série. A prova disso, é que apesar de ter sido um tremendo sucesso para a HBO, a série durou apenas cinco temporadas, tempo exato, definido por Alan Ball, necessário para passar o recado que pretendeu passar. Coesão é a palavra chave para essa série.

Six Feet Under conta com um dos melhores finais possíveis, segundo a legião da fãs da série, e em nenhum momento vai decepcionar quem assiste. Mas se você busca por uma série com a adrenalina das primeiras temporadas de Dexter e True Blood, ou uma com cuja única finalidade é o entretenimento, como The Walking Dead, Six Feet Under não é a sua melhor opção. Mas se você procura uma série com qualidade incontestável, que vai te ajudar a entender um pouco sobre o ser humano, te levar à pensamentos que você jamais imaginou ter, Six Feet Under é a série perfeita!

Há algo errado comigo? Tem algo em mim que me faça merecer isso? — Claire

Merecer o quê? — Nate

Me sentir próxima de alguém e depois ele simplesmente desaparecer… como se eu não significasse nada. — Claire

Claire, o Gabe só foi visitar o pai dele por um dia. Acho que você está falando do nosso pai. Nós nunca falamos dele, mas tudo bem, se é isso que você quer. Mas em algum momento você terá que lidar com seus sentimentos. — Nate

Poxa, eu não posso só ficar chateada sem ter que focar no que realmente está me deixando mal? — Claire

Bem, deu certo para mim por 34 anos! — Nate

abertura-six-feet-under

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Lidio Mateus, o brazilian singer da internet, comenta todos os bafos e segredos de sua carreira.

Tem série nova na HBO e os bastidores dela foram recheados de TRETAS. A gente conta todas neste vídeo.

Esse é o filme que vai ganhar o Oscar de filme estrangeiro. Neste vídeo comentamos Parasite. Assista!

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER