Smallville: A série do mês no Box!

É isso mesmo viciados em séries: Smallville é a série do mês aqui no Box de Séries! E eu começarei os trabalhos dando (literalmente) Destaque a esse seriado que pode ser considerado um dos mais importantes da década passada, goste você ou não.

Após o adiamento por mais uma semana (#CWFail), finalmente tivemos a exibição de um episódio inédito: S10E12 — Collateral trouxe de volta uma personagem muito querida por todos nós: Chloe, diva geek de alguns. Foi muito bom revê-la creditada na abertura.

Neste episódio, tivemos o desenvolvimento do cliffhanger do capítulo passado: descobrimos que nossos heróis foram sequestrados pela Agência de Registro de Vigilantes (ARV) no funeral de Carter. Eles estão conectados numa espécie de rede (referência clara à Matrix) de onde têm de sair pela porta correta para que não morram.

A ideia de acreditar que aquele mundo online não é real e somente após isso ser possível desconectar-se dele pode até não ser original, mas foi muito bem aplicada em Smallville.

Aos que abandonaram a série, informo que Smallville melhorou bastante a partir da 8ª temporada com a entrada de Doomsday como vilão principal naquele ano. Toda aquela angústia e chatice da 5ª, 6ª e 7ª temporadas haviam ficado para trás. Embora eu já veja o Clark Kent de Tom Welling como um adulto agora, devo confessar que os melhores anos de Smallville foram aqueles no High School, até a 4ª temporada.

Acredito que todo seriado que permaneça tanto tempo no ar tenha seus altos e baixos. Além disso Smallville — As Aventuras do Superboy (Pequenópolis — te odeio SBT!) foi a série que me iniciou nessa vida que tanto amamos, de vício em acompanhar a maior quantidade de shows possíveis. Pare para pensar: são 10 anos! Uma década! É uma vida! Estou, de fato, ficando velho.

Embora achasse que Smallville devesse ter terminado já algum tempo (5º, 6º e 7º anos), o fôlego dado pelos roteiristas no 8º ano me fez voltar a ter prazer em assistir cada episódio, e nada melhor que um número redondo, como 10, para fechar a saga do Superboy com chave de ouro.

E o que esperar da segunda metade dessa temporada final? O site de notícias TVLine entrevistou os produtores-executivos Kelly Souders e Brian Peterson, que deram algumas pistas do que vem por aí. Confiram abaixo:

Surge um herói: Como Clark entra nesta fase final de sua jornada, “A insegurança se foi”, diz Souders, o que é bom. Mas a maneira como o mundo se transformou — e certamente o fato de algumas pessoas, seus companheiros, por assim dizer, se voltarem contra ele — tenha tido algum efeito sobre ele. “Assim, um aspecto crítico para os arcos que vem a seguir vai exigir um silenciamento dos fanáticos por trás da Lei de Registro dos Vigilantes e mantendo o Esquadrão Suicida em cheque. “Há um final muito esperançoso para tudo isso”, Souders garante com um sorriso.

Um novo ano do Mal: Os obstáculos de Clark não serão todos psicológicos ou sob a forma de cartazes de grupos de protesto. Em vez disso, preste atenção nele enfrentando heroicamente “alguns bandidos de seu passado”, diz Peterson. Assim, além de Darkseid eventualmente tomar forma corpórea e, possivelmente, repetir os ideais de Vovó Bondade (Christine Willes), espere para assistir adversários mais antigos, como Zod (Callum Blue) ressurgirem. “Potencialmente, um monte de personagens poderia voltar”, disse Peterson.

Booster Club: Heróis estarão presentes em boa quantidade, em parte graças ao retorno de Supergirl em Smallville, assim como a primeira aparição dos personagens da DC Comics, Booster Gold e Blue Beetle (a serem interpretados por Eric Martsolf e Brandt Jaren Bartlett, respectivamente). “Esse vai ser um episódio muito divertido, com Geoff Johns escrevendo”, diz Souders. “Os fãs vão realmente apreciar a personificação dos personagens em nosso show.”

Mais poderes? Nós nunca disperdiçamos o tempo dos showrunners com perguntas sobre a possibilidade de Clark voar, mas perguntamos se ele desenvolveria outros novos poderes durante esses últimos meses. “Talvez”, disse Peterson. “Nós conversamos sobre algumas opções, mas não temos nada certo ainda.

O destino de Chloe: A iminente volta de Chloe Sullivan (Allison Mack) de sua viagem de campo com o Esquadrão Suicida vai levar alguns a olharem para ela com um ar desconfiado. Entre os céticos está Dinah Lance, a Canário Negro (Alaina Huffman). “Ela definitivamente tem sua própria opinião sobre as alianças de Chloe”, diz Peterson “e pode não corresponder exatamente com a de outros personagens” — talvez incluindo Oliver Queen. “Todo mundo tem que chegar ao seu próprio nível de confiança em Chloe”, explica Souders. “Mas não é assim tão fácil, considerando as circunstâncias e a forma que ela retorna.”

Um Lionel ruge: Falando de uma segunda chance vislumbrada antes do intervalo, “Lionel Luthor (John Glover) está de volta, e ele é mau”, Peterson promete. Enquanto esta não é uma ressurreição definitiva (este Lionel veio da Terra-Alternativa no episódio Luthor), tem de haver alguma papelada envolvida nele se reintegrando à sociedade, certo? “Ele põe pingos em seus i´s e cruza seus t´s, portanto ninguém pergunta demais”, diz Souders, “porque ele é bom desse jeito.”

Nascida Luthor: Tendo apenas recentemente descoberto que seu pai é Lionel Luthor, “Tess (Cassidy Freeman) está em apuros realmente interessantes”, atesta Peterson. “Ela tem a dinastia Luthor puxando-a em uma direção, e Clark e seus amigos em outra.” Uma coisa é certa: A primeira reunião entre Tess e seu pai “vai ser incrível”, Peterson delira.

Grande transformação: A grande questão de Clark escondendo sua identidade cotidiana e como ele evolui para um super herói será abordada durante estes próximos episódios, graças à Lois (Erica Durance). “Ela está sempre atenta em como ele está se vestindo, como está a aparência de seu cabelo … mas por um motivo muito, muito bom”, diz Souders. Quanto ao porque de agora e como será a transformação, Souders brinca: “Fique atento, mas se você for um fã hardcore de Superman, você vai desfrutar do passeio. É muito divertido.”

Se tudo acima parece um monte de buracos para cobrir, lembre-se: tudo caminha para terminar da melhor forma possível. Como Souders nos lembra: “Há uma série de arcos dentro da segunda metade da temporada, mas obviamente o arco principal é Clark enventualmente se transformando em Superman.”

E você, o que espera do series finale de Smalville? Deixe seu comentário.

Smallville é vida!

Sobre o Autor

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

OUÇA O BOXCAST

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

VIDEOCAST

Drag Race! Confira a ordem de eliminação das queens da décima temporada.

O Mecanismo: Listamos que personagem representa uma personalidade na vida real na operação Lava Jato.

Precisamos falar sobre Credence, um dos personagens mais profundos que já foram criados por JK Rowling.