Smash 2×08 — The Bells and Whistles

O diretor de um espetáculo é o responsável por supervisionar e dirigir a montagem, trabalhando diretamente o contexto artístico, decidindo a melhor forma de conjugar os diversos esforços da equipe de trabalho em todos os aspectos da produção. A sua função é assegurar a qualidade e integridade do produto teatral.

Assim, o que vimos em The Bells and Whistles foi mais uma vez muito barulho por nada. E não confunda com o excelente texto de Sir Willian Shakspeare, e sim com um sem fim de enrolarão que em nada conduziu a série.

Enquanto Tom tenta ser mais aberto às opiniões de seu elenco, já que ele possui uma relação mais próxima com os atores e os bailarinos, Derek insiste em impor-se á Jimmy, causando atritos que já nem sei por que acontecem.

Samsh 2x08

A ideia de Tom é diferenciar o estilo de direção que Derek deu a Bombshell, já que agora o espetáculo é outro, com outra concepção artística. Então, porque não agregar todos os desejos dos atores em cenas, diálogos e musicas? E nessa de dar liberdade, o elenco passa a querer se impor de forma a modificar bruscamente o espetáculo, o que acaba incomodando a chatíssima da Julia.

Já na periferia de NYC, no submundo dos grandes teatros, Derek quer impor sua visão de Hit List à Jimmy e ao resto do elenco. Como o cara é também autor, ele resolve que deve ser mais ríspido como famoso diretor porque acredita que em espetáculo menos é mais. E então, qual das duas visões prevalecerá? A do megalomaníaco Derek ou do garoto revoltado e humilde do Brooklin?

Eu espero que, tanto para Tom quanto para Derek haja um meio termo nas relações com os atores e a história. O que está faltando á Biombshell (musicas boas, boas interpretações e garra para querer fazer um bom musical) sobra em Hit List.

Se a emissora e os roteiristas resolveram tirar o foco de Marilyn e entrar em cena com a s transformações que a vida faz as pessoas humildes passarem, deveriam pelo menos ter a dignidade de fazer como em American Horror Story: a cada temporada, uma nova história. Pois até este momento estamos confusos quanto os rumos da série, que perdeu totalemente o brilho e a grandeza.

A imprensa internacional já considera o projeto de Smash cancelado, principalmente por Debra Messing estar envolvida em um novo projeto. Fica aqui a minha indignação pela falta de respeito com mito de Marilyn e com os telespectadores da série.

Ah, antes que digam que eu sou mimizento, eu amei ver de volta a série Let me Be Your Star e a uma das melhores coisas desta temporada foi a canção nova (Let’s Start) Tomorrow Tonight, com uma pegada Frank Sinatra que eu gosto muito. E a nova colega de apê de Karen arrasou com If I Were a Boy.

Na próxima semana teremos o enterro de Smash a transferência da série para os sábados, então anotem ai que serão dois episódios: uma na terça (The Parents) e um no sábado (The Surprise Party). Break the Leg guys!

Sobre o Autor

Avatar

BOXPOP

Site especializado em cultura pop, fundado em agosto de 2007. Confira nossos podcasts, vídeos no youtube e posts em redes sociais. Interessados em contribuir como autor no site podem entrar em contato: contato@boxpop.com.br

Deixe um comentário

clique para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

OUÇA O BOXCAST

VIDEOCAST

Será que a Elsa se assumiu lésbica cantando e ninguém percebeu?

Curiosidades de Euphoria, a série BAFOOOO da HBO.

Teorias de conspiração na Disney??? Nem tudo é verdade.

SEJA UM PADRINHO!

Contribua!

OUÇA ACABEI DE LER